Coluna Gustavo Almeida
  • terça, 10 de setembro de 2019, às 14:30h

    Grupo de Assis coloca Fábio Novo no páreo (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Após o deputado federal Assis Carvalho perder a eleição do diretório municipal do PT em Teresina, já que seu candidato Gilberto Paixão foi derrotado, ele encontrou uma forma de birrar com o vereador Dudu, maior apoiador do candidato vitorioso Cícero Magalhães. 

    O grupo de Assis resolveu lançar Fábio Novo como pré-candidato a prefeito, concorrendo internamente com Dudu, que há algum tempo já se apresenta como pré-candidato.

    Na segunda-feira (9), o presidente eleito do diretório municipal, Cícero Magalhães, disse que não vai aceitar interferência do Diretório Estadual, comandado por Assis, na eleição de 2020 em Teresina. A fala foi um recado claro para o deputado federal, que parece não ter se conformado em ver Dudu e Cícero conquistarem o comando do partido na capital.

    Como reação à vitória, lançaram o deputado estadual Fábio Novo no páreo. A intenção é melar a possibilidade da pré-candidatura de Dudu prosperar. Nesta terça-feira (10), o principal assessor de Assis, o suplente de vereador João Pereira, postou nas redes sociais uma foto de um encontro com Fábio Novo e já cravou o parlamentar estadual como pré-candidato.

    Braço direito de Assis anuncia Fábio como pré-candidato (Foto: Reprodução/Facebook)

    A BRIGA VALE A PENA?

    Se a história se repetir no próximo ano, essa briga será apenas para saber qual petista vai perder a nona eleição para prefeito na capital. Desde 1985, o partido já disputou oito pleitos com candidato próprio e perdeu todos. Na única vez em que o PT não lançou candidato próprio e optou por indicar o vice-prefeito de uma chapa, em 2016, também foi pro sal.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 10 de setembro de 2019, às 7:09h

    Ismael Silva é pré-candidato a vereador pelo PSD (Foto: Reprodução/You Tube)

    O suplente de vereador Ismael Silva será um dos nomes do PSD na disputa proporcional do próximo ano. Alegando ter pouca estrutura, ele se vira como pode para viabilizar a eleição para a Câmara Municipal de Teresina. Ismael mora da grande Santa Maria da Codipi e o veículo que ele mais usa nas andanças pela capital é uma moto Pop 100.

    Em determinados dias, o jovem roda até 100 quilômetros na moto. Ao Política Dinâmica, ele contou que no dia 31 de agosto rodou ainda mais que isso. Fez o trajeto Santa Maria-Vale do Gavião; Vale do Gavião-Jockey; Jockey-São Joaquim; São Joaquim-Areias; Areias-Parque Wall Ferraz e Parque Wall Ferraz-Residencial Edigar Gayoso.

    Dessa vez, Ismael tem procurado se expandir para além da grande Santa Maria da Codipi. Embora seja uma região grande, outras lideranças também possuem colégios eleitorais na área. Na cúpula do PSD, muitos apostam na eleição de Ismael. O partido fala em eleger até cinco vereadores, mas os mais lúcidos esperam no máximo três ou quatro.

    Ismael tem sido colocado como um dos quatro prováveis eleitos. Mas, para que isso se confirme, a Pop 100 ainda vai ter que superar muitos obstáculos, pois na corrida maluca por uma vaga na Câmara tem todo tipo de competidor, desde Penélopes Charmosas à Dick Vigaristas.

    Osmar diz que mudança de secretários não afeta (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    SEGUE NA MESMA MARCHA

    O secretário de Governo Osmar Júnior (PC do B) disse ontem (9) que a decisão dos seis "deputados-secretários" de voltar à Assembleia foi acolhida pelo governador Wellington Dias (PT) sem desconforto e que as coisas vão andar mesmo com a mudança. “O governo vai continuar a sua marcha. E vamos continuar dialogando com a Assembleia”, falou.

    SIMPATIA PELO ABREU

    Fábio Xavier, deputado estadual e presidente do PL, acredita que o governador Wellington Dias possa apoiar uma eventual candidatura do deputado federal Fábio Abreu a prefeito de Teresina. Para ele, se o petista confiou em dar a Secretaria de Segurança Pública para Abreu, não haveria porque não confiar nele para ser prefeito da capital.

    Fábio Xavier crê no apoio de Wellington Dias (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    SIMPATIA PELO ABREU 2

    Fábio Xavier explicou porque acha que esse apoio pode acontecer. “Eu tenho certeza que o governador tem sim simpatia pelo Fábio, porque ele deixou sob a sua liderança um dos segmentos mais importantes do governo que é a Segurança Pública. Alguém que confia num secretário que dirige toda a força policial do Piauí, naturalmente confiará para que ele seja um parceiro na Prefeitura da capital, caso ele venha a ser candidato”.

    SEM INTERFERÊNCIA

    O presidente eleito do diretório do PT em Teresina, Cícero Magalhães, já cuidou logo de avisar que não vai aceitar interferência Diretório Estadual na eleição de 2020 na capital. Cícero afirmou que o partido já tem um pré-candidato a prefeito de Teresina, o vereador Dudu, e que o nome do parlamentar já foi homologado como pré-candidato. “Não vamos aceitar imposição do diretório estadual. Quem vai discutir Teresina é Teresina”.

    Charge sobre a disputa interna pelo comando do PT (Jônatas/PoliticaDinamica.com)

    SEM INTERFERÊNCIA 2

    A fala de Cícero Magalhães é um recado em caixa alta para o deputado federal Assis Carvalho, presidente do PT estadual. No domingo (8), Cícero Magalhães venceu a eleição no Diretório Municipal derrotando o candidato apoiado por Assis. Um dia antes do pleito petista, Assis fez duras críticas a Magalhães e chegou a chamar o companheiro de traidor.

    SUCESSÃO EM FLORIANO

    Joel Rodrigues, com apoio do Palácio de Karnak e com forte engajamento do senador Ciro Nogueira e sua turma, venceu a eleição apertado para prefeito de Floriano em 2016. Foram pouco mais de 700 votos de maioria numa cidade com mais de 40 mil eleitores. O empresário Almir Reis, então do MDB, por pouco não derrubou a superestrutura.

    Empresário Almir Reis sai na frente do prefeito Joel Rodrigues ena cidade de Floriano

    SUCESSÃO EM FLORIANO 2

    Para o próximo ano, Almir é novamente pré-candidato e vive a expectativa de não ficar no quase desta vez. Pesquisa do Instituto Opinar divulgada em primeira mão pelo Política Dinâmica na semana passada aponta que, no confronto direto com Joel, Almir tem 15 pontos percentuais de vantagem. Ainda está cedo demais e muita coisa pode mudar, mas é bom o prefeito abrir o olho.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 09 de setembro de 2019, às 17:30h

    Fábio Xavier defende o xará Fábio Abreu (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O deputado estadual Fábio Xavier (PL) afirmou nesta segunda-feira (9) que seu xará e colega de partido Fábio Abreu vai ser atacado muitas vezes de agora em diante. Ele se referia ao que considera serem fake news contra Abreu e disse que os ataques são motivados pelo bom desempenho eleitoral que o secretário de segurança possui em Teresina.

    "O Fábio Abreu naturalmente vai ser atacado muito mais vezes. Isso é só o começo. Um cidadão que tem tido um desempenho fantástico, mesmo sem ter anunciado candidatura [em Teresina], apenas com a vontade dos teresinenses. Ele tem tido um desempenho fantástico e obviamente irão atacá-lo com mais consistência, eu não tenho dúvida disso", falou.

    Apesar da constatação, Fábio Xavier, que é presidente do PL no Piauí, acredita que a população de Teresina não se deixa levar por ataques. O deputado estadual entende que o trabalho de Abreu à frente da Secretaria de Segurança Pública do Estado é muito bom.

    "O povo do Piauí e de Teresina é politizado e sabe fazer distinção entre fake news e o que é realmente realidade. E a realidade é que o Fábio tem desempenhado um excelente trabalho como secretário de segurança pública. Ele está de parabéns, eu confio nele e não me causa nenhuma espécie essa situação de ataques constantes à sua pessoa", disse.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 09 de setembro de 2019, às 15:52h

    Wellington vai se reunir com deputados estaduais (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O governador Wellington Dias (PT) ligou na manhã desta segunda-feira (9) para o presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado Themístocles Filho (MDB). No telefonema, o petista marcou uma reunião com os deputados estaduais da base para a tarde da terça-feira (10) ou, no máximo, para a quarta feira (11). A informação foi dada à imprensa por Themístocles.

    "Eu acabei de receber uma ligação do governador, ele dizendo que tem uma agenda durante a manhã e que gostaria de receber os deputados a tarde. Ou amanhã ou depois no Palácio de Karnak. Pode ser amanhã à tarde ou depois. Ele vai explicar para os deputados essa solicitação de empréstimo", informou o presidente da Assembleia.

    Themístocles conversou com o governador (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O empréstimo é de R$ 1,5 bilhão e o pedido vai chegar à Assembleia na terça-feira (10) levado pelo secretário de Planejamento Antônio Neto. Embora Themístocles não admita, outro tema da reunião será o impasse provocado na base com a volta dos seis deputados titulares para a Alepi, pegando de surpresa os suplentes que estavam no exercício dos mandatos.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 09 de setembro de 2019, às 15:17h

    Osmar Jr expliocu qual o parâmetro para 2020 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Embora esteja bem aquinhoado no governo petista de Wellington Dias, o PC do B pode apoiar mais uma vez um candidato da ala tucana em Teresina em 2020. Foi o que disse nesta segunda-feira (9) o presidente regional da legenda e secretário estadual de Governo, Osmar Júnior.

    Segundo Osmar, o fato do partido estar junto e misturado com o PT na gestão estadual não significa que a sigla não possa estar abraçada com o PSDB na capital. Em 2016, o PC do B apoiou a reeleição de Firmino Filho (PSDB), mas estava fora da gestão estadual.

    "Nós não temos como parâmetro para a eleição municipal essa questão [de estar alinhado com o governador]. O parâmetro nosso é o melhor projeto para a cidade, o projeto que comporta as propostas que o partido vai apresentar", disse o mandatário comunista.

    Nos últimos anos, os comunistas do Piauí têm se importado pouco se as gestões que apoiam são de esquerda ou de direita. Onde acham sombra, eles ficam. Apoiaram Zé Filho (então do MDB) para o governo do Estado em 2014, estão agora no governo de Wellington (PT) e também na gestão de Firmino Filho (PSDB). Como diz Osmar, o parâmetro é o "melhor projeto".

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 09 de setembro de 2019, às 7:32h

    Wilson Martins postou indireta nas redes sociais (Foto: Reprodução/Instagram Wilson)

    O ex-governador Wilson Martins participou ontem, domingo (8), no município de São Julião, de um evento de filiação de lideranças ao PSB, partido que ele preside no Piauí.

    Em uma postagem sobre assunto no Instagram, Wilson celebrou a chegada dos novos filiados e destacou a dedicação do prefeito Jonas Alencar e do ex-prefeito Edilberto Luz ao PSB. Na mesma postagem, ele lamentou que, ao contrário dos líderes de São Julião, algumas “pessoas tão próximas sucumbiram e renderam-se por pouco ou quase nada”.

    Não se sabe exatamente para quem foi a indireta, mas não custa lembrar que recentemente um sobrinho de Wilson, o prefeito de Wall Ferraz, Danilo Martins, se reuniu com o deputado estadual Georgiano Neto, ocasião em que o parlamentar anunciou a filiação de Danilo ao PSD. O prefeito é filho do ex-deputado estadual Rubem Martins, irmão de Wilson. Danilo já vinha mantendo conversas há alguns meses com Georgiano sobre uma filiação ao PSD.

    Embora Georgiano Neto tenha anunciado o acerto com Danilo Martins, o prefeito ainda prefere não admitir 100% a troca do PSB pelo PSD. No entanto, diz que a mudança deverá acontecer em bloco, ou seja, a irmã dele, a ex-prefeita de Santa Cruz do Piauí Jandira Martins, também seguirá para onde ele for. Jandira é pré-candidata a prefeita de Santa Cruz. Eles também chegaram a receber convite do Progressistas de Ciro Nogueira.

    Assis Carvalho foi reeleito presidente do PT (Foto: Reprodução/Facebook Assis)

    ASSIS DE NOVO

    O deputado federal Assis Carvalho foi reeleito presidente do Diretório Estadual do PT no Piauí neste domingo (8). Como já esperado, ele derrotou o vereador de Teresina Dudu por ampla maioria e confirmou o favoritismo na disputa. Ao falar sobre a vitória, ele destacou que, mesmo sendo franco favorito, percorreu todo o Estado durante a campanha.

    DERROTA EM TERESINA

    Apesar da esplendorosa vitória, Assis Carvalho viu seu candidato perder a disputa pela presidência do diretório do partido em Teresina. O deputado federal fez dobradinha com o ex-vereador Gilberto Paixão, que tentava a reeleição no comando do partido na capital. Paixão perdeu a disputa para o deputado estadual Cícero Magalhães, que fez dobradinha com Dudu. A vitória de Magalhães era o objetivo principal dos opositores de Assis.

    Grupos de oposição se unem em Piracuruca (Foto: Reprodução/Facebook Flávio Nogueira)

    OPOSIÇÕES COLIGADAS

    Grupos de oposição ao atual prefeito de Piracuruca, Raimundo Alves (PSD), se reuniram no último sábado (7) no município, que fica a 207 km de Teresina. O encontro reforçou a intenção dos opositores de marcharem unidos para tentar derrotar o grupo do atual gestor. O ex-prefeito Raimundo Louro é um dos principais artífices da união. O encontro contou também com a presença do deputado federal Flávio Nogueira (PDT).

    ZÉ LOPES NA DISPUTA

    O ex-prefeito Zé Lopes vai tentar voltar à prefeitura de Simplício Mendes em 2020. A pré-candidatura dele já está posta. Zé Lopes é irmão do cantor e ex-deputado estadual Francis Lopes e deixou a prefeitura do município sertanejo em 2012. Liderança expressiva da região, ele vai disputar contra o candidato do atual prefeito Dr. Heli (PSD), outro líder de peso que já foi derrotado por Zé Lopes em pleitos passados.

    O ex-prefeito Zé Lopes é pré-candidato em Simplício Mendes (Foto: Kalberto Rodrigues)

    TRADIÇÃO NA POLÍTICA

    A família Lopes tem tradição na política da região de Simplício Mendes. Além de Zé Lopes, o irmão dele, Avelar Lopes, foi prefeito de Floresta do Piauí. O primo Paulo Lopes é o atual prefeito de Itainópolis, já no segundo mandato consecutivo. Em 2016, o jovem Pedro Filho Lopes disputou a eleição de prefeito em Simplício Mendes e perdeu numa disputa acirrada. Agora, o experiente Zé Lopes volta à cena e vai para o pleito.

    CARONA DESAGRADÁVEL

    Circulou bastante nas redes sociais durante o fim de semana uma foto de uma viatura da Polícia Civil em Parnaíba sendo transportada em um caminhão reboque. A viatura, conforme noticiado em sites do litoral, seria da Central de Flagrantes de Parnaíba. Falou-se ainda que o carro era alugado e que o aluguel está atrasado há vários meses.

    Viatura sendo rebocada na cidade de Parnaíba (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

    CARONA DESAGRADÁVEL 2

    A Secretaria de Segurança Pública do Piauí cuidou logo de negar que o veículo foi rebocado por conta de atraso no aluguel. Através de nota divulgada pela assessoria de imprensa e espalhada em vários grupos de WhatsApp por babões de plantão, a SSP disse que o veículo não é alugado e se encontra numa oficina para manutenção. Levaram só a viatura, mas a segurança pública do Piauí toda precisa de conserto. Urgente!

    RETOMADA DA OBRA

    A empresa Transnordestina Logística S/A vai retomar as obras da Ferrovia Transnordestina no Piauí. A retomada foi autorizada pelo desembargador Carlos Augusto Pires Brandão, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. A expectativa é que a empresa invista R$ 250 milhões nesta etapa. A Transnordestina S/A concordou em depositar R$ 1 milhão para reparação de eventuais danos à residências e por isso a Justiça liberou o reinício. A obra estava embargada desde 2016.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 06 de setembro de 2019, às 14:45h

    Flávio Nogueira é o autor do projeto (Foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

    Um Projeto de Lei de autoria do deputado federal Flávio Nogueira (PDT/PI) prevê que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) passe a indicar o tipo sanguíneo do condutor. A intenção é agilizar o atendimento médico emergencial durante os primeiros socorros em casos de acidentes. Se aprovado, o PL nº 4858/2019 altera o artigo 159 do Código de Trânsito Brasileiro.

    Flávio Nogueira argumenta que a proposição demonstra preocupação com os casos de acidentes graves em que o condutor e os demais envolvidos necessitem, com urgência, de transfusão de sangue. Com a informação do tipo sanguíneo na CNH, de acordo com os sistemas ABO e fator Rh, o atendimento emergencial será facilitado e ganhará mais agilidade.

    "A rápida identificação do tipo sanguíneo no documento facilita e acelera o processo de atendimento. Sem contar que tal dado faz da CNH um documento valioso com nível de segurança e confiabilidade necessários para ser documento oficial apresentado em hospital", sustenta o parlamentar piauiense, que é médico.

    ESTATÍSTICAS

    Segundo dados do Conselho Federal de Medicina (CFM), a cada 1 hora cinco pessoas morrem em acidentes de trânsito no Brasil. Ainda conforme o CFM, mais de 1,6 milhão de pessoas ficaram feridas nos últimos 10 anos, ao custo de R$ 3 bilhões ao Sistema Único de Saúde (SUS). Nesse contingente, entre 2008 e 2016, o total de 368.821 pessoas morreram vítimas acidentes com transportes nas estradas e ruas do país.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 06 de setembro de 2019, às 12:02h

    Enteado de Zé Santana vai entrar na política (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Conforme o Política Dinâmica antecipou em fevereiro deste ano, o jovem Daniel Carvalho, filho da ex-deputada estadual Ana Paula Mendes e enteado do deputado estadual Zé Santana (MDB), será candidato a vereador em Teresina nas eleições do próximo ano. Ele já vinha trabalhando discretamente a pré-candidatura, agora faz questão de mostrar que está na disputa.

    "Nós fazemos parte de um grupo que está se mobilizando para buscar essa vaga na Câmara de Vereadores de Teresina. As expectativas são muito boas. Nós recebemos muito apoio da comunidade e estamos buscando essa vaga no ano que vem. Sou filiado ao MDB e sou pré-candidato a vereador", disse Daniel em entrevista ao lado de Zé Santana.

    Daniel já trabalha para construir bases (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Já o deputado confirma que o enteado é seu candidato na disputa proporcional, embora ressalte que outros nomes que lhe apoiaram na eleição de 2018 também estarão no páreo.

    "O Daniel está se dispondo a colocar o nome dele como pré-candidato. Nós temos, inclusive, outros candidatos que nos apoiaram e que devem disputar novamente no ano que vem, mas temos na família o Daniel que já se decidiu e está disposto a enfrentar essa batalha", disse.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 06 de setembro de 2019, às 7:41h

    Ciro recebeu título de cidadania em Simplício Mendes (Foto: Reprodução/Facebook Ciro)

    Dia após dia, o senador Ciro Nogueira (Progressistas) demonstra que está focado nas eleições de 2022. E essa intenção é bem perceptível entre os aliados, dos mais próximos aos mais distantes. Uma das demonstrações de que o senador já é visto como nome para disputar o Governo do Estado aconteceu ontem, quinta-feira (5), na cidade de Simplício Mendes, no Sul do Piauí.

    Durante solenidade em que recebeu título de cidadania na Câmara Municipal, Ciro foi chamado de "excelentíssimo senador da República e futuro governador do Piauí". A referência à Ciro como futuro ocupante do Palácio de Karnak foi feita na tribuna do Parlamento Municipal pelo vereador Ney Moura Fé Júnior, o Neinho, presidente da Câmara de Simplício Mendes.

    O cumprimento do vereador arrancou risos dos presentes. No Progressistas, todos torcem para que as palavras do político de Simplício Mendes virem realidade. E já trabalham para isso.

    CIDADÃOS

    Além do senador Ciro Nogueira, quem também recebeu título de cidadania simplício-mendense foi o deputado estadual Hélio Isaías (Progressistas). A solenidade na Câmara Municipal foi bastante prestigiada. A cidade de Simplício Mendes estava comemorando aniversário. Completou 86 anos de emancipação política.

    Petista promete mover ação na Justiça (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    AÇÃO NA JUSTIÇA

    O vereador Dudu (PT) promete entrar com ação na Justiça contra a Prefeitura de Teresina pedindo a retirada das faixas exclusivas para ônibus na avenida principal do bairro Dirceu. Segundo o parlamentar petista, a implantação das faixas provocou uma quebradeira geral no comércio da região. Na avaliação dele, a avenida não comporta faixa exclusiva.

    AÇÃO NA JUSTIÇA 2

    Dudu afirma que a ação se faz necessária porque o prefeito Firmino Filho (PSDB) é avesso ao diálogo. Ele sustenta que a implantação das faixas deixou os comerciantes da região revoltados, já que seus estabelecimentos comerciais foram bastante afetados. Com as faixas exclusivas, motoristas não podem mais parar próximo as lojas, o que atingiu o comércio.

    Presidente da Alepi se esquiva de polêmica (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    NAM! NÃO SEI DE NADA!

    Questionado sobre o impasse na base governista na Assembleia Legislativa por conta da volta dos seis deputados estaduais que estavam em secretarias no Governo do Estado, o presidente da Casa, deputado Themístocles Filho (MDB), se esquivou de falar sobre o assunto. A resposta para fugir do tema foi bem peculiar. “Nam. Eu não sei de nada!”.

    NA PRÓXIMA SEMANA

    O secretário de Fazenda Rafael Fontes disse ontem, quinta-feira (5), que o novo pedido de empréstimo feito pelo governador Wellington Dias (PT) deve chegar à Assembleia na próxima semana. Segundo ele, os empréstimos são importantes porque o Piauí tem capacidade de endividamento e com esses recursos poderá fazer frente aos investimentos.

    Marcelo deixa claro que não tem nome definido (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O ÚLTIMO CITADO

    Ao ser perguntado se o MDB já tem candidato definido a prefeito de Teresina, o senador Marcelo Castro respondeu dizendo que o partido tem vários pré-candidatos e passou a listar cada um. Começou pelo vereador Luiz Lobão, a quem rasgou elogios; citou Themístocles Filho, mencionou o deputado Henrique Pires e, por último, falou em Dr. Pessoa.

    HOJE SIM, AMANHÃ TALVEZ

    Marcelo Castro ressaltou, no entanto, que se a escolha fosse hoje, o nome de Dr. Pessoa seria o escolhido, mas deixou claro que esse pode não ser o cenário de amanhã. Ele afirma que a escolha só será feita no final de julho do ano que vem. “O mais competitivo hoje para candidatura seria o Dr. Pessoa, mas é evidente que nós estamos falando de hoje. Em julho do ano que vem nós vamos ver como vai estar o quadro”, falou.

    PERGUNTA LÁ

    Se alguém perguntar a alguns setores do MDB ligados ao deputado Themístocles Filho o que eles acham dessa fala do senador Marcelo Castro, a resposta virá com cara feia.

    O deputado federal Baleia Rossi, do MDB-SP (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    FECHADO COM O BALEIA

    Os emedebistas do Piauí estão fechados com o deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP) na eleição do diretório nacional do partido. Tanto o senador Marcelo Castro, presidente regional da legenda, quanto o ex-ministro João Henrique Sousa estão na campanha do paulista para presidente nacional do partido. Baleia Rossi esteve ontem (5) em Teresina.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 05 de setembro de 2019, às 15:50h

    O presidente do PSDB de Teresina, Edson Melo (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O vereador Edson Melo (PSDB) afirmou nesta quinta-feira (5) numa entrevista ao Política Dinâmica que o ex-senador João Vicente Claudino é um dos nomes que podem disputar a prefeitura de Teresina apoiado pelo prefeito Firmino Filho (PSDB). Para isso, não é descartada uma filiação do empresário ao PSDB. Hoje ele está no PTB.

    Edson Melo fez questão de ressaltar que quem comanda o processo da sucessão municipal é o prefeito Firmino Filho e que ele vai decidir no momento certo, com base em pesquisas, quem será o candidato. O vereador destaca que existem outros nomes bons para a disputa dentro do grupo do prefeito, mas coloca JVC no radar.

    "Nós temos conversas com o ex-senador João Vicente Claudino, que é um administrador da iniciativa privada, mas é um administrador conceituado. Já foi político, foi secretário de Estado, foi senador da República por oito anos e é um homem íntegro, limpo e de muitas ideias. E sempre esteve conosco, com o PSDB municipal. A única exceção foi quando o prefeito Elmano Férrer foi candidato à reeleição", contou.

    O vereador disse que JVC reconhece na gestão do PSDB em Teresina um sucesso administrativo. Segundo Edson, o próprio prefeito Firmino já esteve com JVC, onde o empresário aceitou que seu nome esteja como alternativa na base do prefeito. "Não se acertou nenhum detalhe, até porque ele faz parte de outro partido, mas o nome dele ficou posto como uma alternativa. Nós temos uma gama de excelentes nomes", avaliou.

    O tucano mencionou a possibilidade de João Vicente se filiar ao PSDB. A filiação é um desejo do partido e do prefeito, embora seja, até agora, uma ideia pouco amadurecida.

    Empresário aceitou ser alternativa no grupo do prefeito (Foto: Marcos Melo/PoliticaDinamica)

    JVC NÃO É O ÚNICO

    Apesar de apontar a possibilidade de JVC ser candidato de Firmino, Edson Melo fez questão de ressaltar que na base do prefeito existem mais nomes viáveis para disputar o Palácio da Cidade e que todos são considerados. Ele citou o ex-deputado estadual Luciano Nunes, o professor Charles da Silveira, o secretário de Educação Kléber Montezuma, o ex-prefeito Silvio Mendes e professor Washington Bonfim.

    Para defender melhor o legado da gestão de Firmino e dar continuidade ao trabalho do prefeito, Edson avalia que o mais ideal é que o candidato esteja filiado ao PSDB.

    "O normal é que seja um candidato do PSDB e como nós vamos ter como principal bandeira a administração do prefeito, é normal também que o candidato seja um membro da equipe. Mas não descartamos ninguém, porque quando se faz parte de um grupo de aliados, a gente tem que verificar o que é melhor, primeiro para ganhar a eleição, e segundo, eleger um candidato que tenha capacidade de gerir a cidade como o PSDB vem gerindo há mais de 20 anos com muito respeito e admiração da população", finalizou.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 05 de setembro de 2019, às 14:04h

    Themístocles falou sobre retorno de deputados (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado estadual Themístocles Filho (MDB), falou brevemente nesta quinta-feira (5) sobre o retorno dos seis deputados titulares que estavam em secretarias no Governo do Estado. A publicação da exoneração de todos eles das suas respectivas pastas já foi apresentada à Mesa Diretora da Assembleia.

    Themístocles afirmou que cada titular é dono mandato e que essa discussão é coisa pequena.

    "O deputado é dono do seu mandato. Pelo amor de Deus, é algo tão pequeno o que nós estamos tratando. Qualquer deputado que é secretário e quiser sair, é só sair. Não tem problema nenhum. Na hora que publica [a exoneção] no Diário Oficial do Estado ele se apresenta normalmente no plenário da Casa", explicou o emedebista.

    Questionado sobre o desconforto causado na base aliada do governador com a volta orquestrada dos seis titulares de uma só vez, pegando os suplentes de surpresa, Themístocles respondeu de uma forma bastante peculiar dele. "Nam. Eu não sei de nada".

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 05 de setembro de 2019, às 7:24h

    Padre Lira fez história no semiárido piauiense (Foto: Acervo/Gustavo Almeida)

    Se vivo estivesse, Manuel Lira Parente, o Padre Lira, estaria completando 100 anos nesta semana. O sacerdote que fez história no sertão do Piauí teria comemorado aniversário ontem (4). Padre Lira morreu aos 96 anos, em setembro de 2015.

    O religioso fundou o município de Dom Inocêncio, no semiárido piauiense, a 615 km de Teresina. Décadas antes, criou a Fundação Ruralista, entidade social pela qual desenvolveu inúmeras ações nas mais diversas áreas ao longo de 50 anos. As ações de Padre Lira na região ganharam repercussão até mesmo fora do país nos anos 70 e 80.

    Lira se destacou principalmente na área da educação e na luta contra os efeitos da seca no semiárido. Os esforços empreendidos por ele através da Fundação Ruralista fizeram Dom Inocêncio várias vezes ser destaque em publicações nacionais.

    O livro “Um homem contra a seca”, da escritora inglesa Peggie Benton, lançado na Inglaterra em 1972 e traduzido no Brasil, é uma das principais obras sobre a saga do sacerdote piauiense. Muitas ações de Padre Lira no sertão foram consideradas pioneiras.

    Além do trabalho social através da Fundação Ruralista, ele também foi figura importante na política da região. Na década de 1950, antes de criar a Fundação, Lira foi prefeito de São Raimundo Nonato. Após fundar o município de Dom Inocêncio, governou a cidade por três mandatos, sendo o último encerrado em 2007, quando tinha 89 anos.

    Ele está sepultado na Igreja Matriz de São Raimundo Nonato, onde iniciou sua vida sacerdotal.

    Marden nunca sentiu o gosto de ser governo (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    17 ANOS NA TACA

    O deputado estadual Marden Menezes afirmou ontem (4) que não tem motivos para sair do PSDB. Ele argumentou que está há 17 anos na oposição e “na taca” e se não saiu ao longo desse tempo, não existe motivo para sair agora. O tucano garante que fica.

    SÓ DERROTAS

    Desde 2002, quando Marden ganhou a primeira eleição de deputado estadual, todos os candidatos a governador apoiados por ele perderam. São cinco tacas seguidas.

    O NOME É SILVIO MENDES

    Sobre a política em Teresina, Marden falou que espera o retorno do ex-prefeito Silvio Mendes ao PSDB. Para ele, o médico é o nome ideal para ser candidato a prefeito da capital e que o certo seria o prefeito Firmino Filho lançá-lo. "O prefeito Firmino não teria nome melhor para apoiar".

    Edson Ferreira foi deputado 20 anos, quase todos na oposição (Foto: PoliticaDinamica)

    DNA DE OPOSIÇÃO

    Marden é um remanescente solitário, um dos poucos que está na Assembleia há tanto tempo sem saber o gostinho de ser governo. Até dezembro de 2018, Edson Ferreira fazia companhia a ele. Ferreira só foi governo no breve mandato de Hugo Napoleão, em 2002, e no final da gestão Wilson Martins. Ano passado, antes de sair da Alepi, ele disse que tinha “DNA de oposição”.

    Henrique Pires lamenta falta de planejamento (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    SEM PROJETOS

    Quando era presidente da Funasa, o piauiense Henrique Pires afirmava que o Piauí e os municípios perdiam dinheiro por falta de projetos. Hoje deputado estadual, Henrique diz que houve uma leve melhora, mas que ainda se peca pela falta de planejamento no Estado.

    AH SE FOSSE O CEARÁ...

    Henrique Pires lembra que em 2016 colocou R$ 16 milhões para se fazer um estudo de viabilidade técnica e econômica da tão falada adutora do Sertão. Passados quase três anos, ele diz que o estudo sequer foi licitado. “Se fosse no Ceará, isso já tinha sido estudado há muito tempo. Falta compromisso dos gestores. Está longe da gente chegar no nível do Ceará”.

    Deputada é chamada de miss por colega na Alepi (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    MISS ASSEMBLEIA

    Quem acompanha as reuniões da CCJ da Assembleia já se acostumou com o deputado João Mádison (MDB) chamando a deputada Teresa Britto (PV) de miss. Todas as vezes que vai se referir à parlamentar, o emedebista a chama de “nossa miss”. Teresa Britto já está acostumada com a gentileza do colega, mas sempre sorri com a forma de tratamento.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 04 de setembro de 2019, às 16:44h

    Decisão narra uso de obras com fins eleitoreiros (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O processo da Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) que resultou na cassação da prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro (Progressistas), contém 85 vídeos, 163 fotos e um áudio onde moradores relatam terem recebido benesses da Secretaria de Defesa Civil durante a campanha eleitoral de 2016. A pasta era comandada à época por Hélio Isaías, marido da prefeita e então candidata. As gravações foram periciadas pela Polícia Federal em Brasília.

    Carmelita e Hélio, no entanto, contrariam a perícia da PF e alegam que as gravações teriam sido forjadas e adulteradas. Na decisão do juiz da 13ª Zona Eleitoral de São Raimundo Nonato, são listadas diversas obras e ações da Secretaria Estadual de Defesa Civil em comunidades da zona rural do município, justamente nas semanas que antecederam a eleição. A principal é a abertura de poços tubulares de forma deliberada nas comunidades.

    No entanto, a sentença também apresenta reforma e construção de barragens com máquinas da Defesa Civil; entrega de postes, canos PVC e tijolos; doação de caixas d’água com logomarca do DNOCS; implantação da rede de água em localidades; contratação sem licitação, por parte da Defesa Civil, de empresas para instalar sistemas de abastecimento em áreas rurais; distribuição de cestas básicas e filtros; obras de calçamento, etc.

    Segundo a decisão, todas as ações eram anunciadas por aliados como sendo através de Hélio Isaías e Carmelita. Alguns vereadores eleitos em 2016 também foram cassados.

    ATÉ A PROCURADORIA DO ESTADO PERCEBEU

    Na decisão, o juiz cita que a Secretaria de Defesa Civil contratou, com dispensa de licitação e em plena campanha eleitoral, a construtora Olho D’Água LTDA-ME para implantar o sistema de abastecimento de água na localidade Pé do Morro. A contratação ignorou até mesmo um parecer da Procuradoria Geral do Estado (PGE), que não encontrou justificativa plausível para a urgência e a dispensa de processo licitatório.

    No parecer, o então procurador-geral Plínio Clerton foi contra a contratação direta, como queria [e quis] Hélio Isaías. O procurador converteu o parecer em diligência e devolveu para a Defesa Civil pedindo o mínimo de justificativa para provar a necessidade da urgência e da dispensa. No parecer, Plínio afirmou: “Dizer simplesmente que há estiagem na região, ou que esse evento persiste há anos, é afirmação que não se reveste de concretude necessária à demonstração da emergência preconizada pela exceção legal”.

    Procurador estranhou pressa e falta de argumentos (Foto: Reprodução/Decisão13ªZona)

    Mesmo assim, conforme a decisão, Hélio Isaías homologou a dispensa de licitação em 20 de setembro de 2016, sem registro de que o processo tenha voltado à análise da Procuradoria. Dois dias depois, já com ordem de serviço emitida, ele contratou a construtora Olho D'Água para que a empresa executasse as obras em plena campanha. A decisão judicial ainda registra que o dono da empresa Olho D'Água tem vínculo de parentesco com a prefeita Carmelita Castro e com Beto Macêdo, seu candidato a vice.

    Na decisão, juiz chama atenção para presença de Hélio no local (Foto: Reprodução/Decisão13ªZona)

    DEFESA CIVIL FAZENDO CALÇAMENTO

    Outro ponto que chamou atenção do magistrado foi a execução de várias obras de calçamento por parte da Secretaria Estadual de Defesa Civil no povoado São Vítor, em pleno período eleitoral. Para os denunciantes, esse tipo de obra não tem qualquer relação com as finalidades da Defesa Civil e foram feitas sem critérios técnicos ou legais que a embasem. A construtora Umbuzeiro Ltda-ME executou os serviços de pavimentação.

    A Umbuzeiro Ltda-ME é de propriedade de um parente de Carmelita. Entre outras suspeitas de irregularidades, a decisão judicial aponta que não foi apresentado documento que autorizasse intervenção do Estado em área de titularidade do município, ou seja, a obra de calçamento feita pela Defesa Civil, um órgão estadual, teria que ser autorizada formalmente pelo município, à época governado por adversários de campanha de Hélio Isaías e Carmelita.

    Hélio fez calçamento sem aval do município (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Em parecer emitido pela PGE, o procurador geral destacou a necessidade da autorização. “Por se tratar de bens de titularidade do municipal, de uso comum do povo, deve-se juntar aos autos ato que autorize a intervenção do Estado em tais bens, como um convênio entre Estado e município”. No entanto, mesmo com o parecer, o calçamento foi feito sem o convênio, o que, nas palavras do juiz, reforça a tese de uso eleitoreiro de obra pública.

    A sentença narra ainda que, além de São Raimundo Nonato, contratações sem licitação no período de campanha aconteceram para reformar barragens nos municípios de Dom Inocêncio e Bonfim do Piauí, onde candidatos apoiados pelo deputado e então secretário Hélio Isaías disputavam as prefeituras.

    POLÍCIA FEDERAL CONFIRMA

    Carmelita e Hélio Isaías têm afirmado que nas gravações que constam nos autos do processo, as pessoas teriam sido induzidas a falar inverdades. O material foi encaminhado à Superintendência da Polícia Federal em Teresina, que remeteu as gravações para a PF em Brasília. Após a perícia, a PF constatou que as pessoas não foram forjadas a falar, conforme consta na decisão de 34 páginas que cassou o mandato da prefeita.

    “Verifica-se em muitos diálogos a confirmação da interferência de políticos, inclusive de candidatos, para a concessão de benefícios às comunidades, em plena campanha eleitoral. Dos referidos diálogos, inclusive, pode-se extrair narrativas espontâneas sobre atuações e promessas de investigados para a obtenção de benefícios para determinadas comunidades ou pessoas. Ainda que os entrevistadores tenham ocultado sua identidade, por ocasião dos diálogos gravados, não resta em absoluto prejudicada a seriedade das palavras das pessoas entrevistadas” diz um trecho da sentença.

    Polícia Federal periciou gravações do processo (Foto: Reprodução/Decisão13ªZona)

    PRÁTICAS POLÍTICAS CONDENÁVEIS

    Na 26ª página da sentença que cassou Carmelita Castro e decretou a inelegibilidade de Hélio Isaías por oito anos, o juiz Mário Soares de Alencar, que proferiu a decisão, faz uma reflexão sobre como políticos se aproveitam das mazelas sociais e econômicas para tirarem proveito e interferirem na escolha política das pessoas mais carentes.

    "Não há dúvida de que a situação de maior fragilidade econômica, infelizmente ainda típica nas regiões assoladas pela seca, abre espaço propício ao exercício arbitrário dos poderes econômicos, especialmente com promessas ou concessões de benefícios às pessoas mais carentes, com o fim de determinar sua inclinação política. O próprio estado de necessidade econômica e carência de recursos essenciais à sobrevivência digna, como a água potável, leva a divisar um campo propício ao cultivo de práticas políticas condenáveis", assinalou o magistrado.

    O Ministério Público Eleitoral foi favorável à cassação de Carmelita. Tanto ela quanto o deputado Hélio Isaías, que teve inelegibilidade decretada por oito anos, negam as acusações. A ação foi movida pela coligação “A Força do Povo”, encabeçada por Avelar Ferreira, candidato derrotado por Carmelita em 2016 numa acirrada disputa. Ele alega que o resultado da eleição, cuja diferença foi de apenas 2,14% dos votos válidos, foi alterado com o que considera ter sido uso da máquina estadual a favor de Carmelita.

    A prefeita vai recorrer da decisão e, enquanto isso, permanece no cargo.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 04 de setembro de 2019, às 7:30h

    Cid Gomes foi socorrido por colegas senadores (Foto: Reprodução/Veja)

    O senador cearense Cid Gomes (PDT) passou mal quando discursava no final da tarde de ontem (3) no Senado Federal. Ao demonstrar que não estava se sentindo bem, ele pediu uma cadeira para sentar, já que os oradores no Senado discursam de pé.

    Cid explanava aos colegas sobre uma proposta dele para mudar a divisão dos lucros dos royalties do Pré-sal entre estados e municípios quando teve uma queda de pressão arterial. Os senadores Nelsinho Trad (PSD-MS) e Otto Alencar (PSD-BA), que são médicos, atenderam ele ainda na tribuna. Depois, a equipe médica do Senado prestou atendimento.

    Pouco depois do susto, Cid Gomes conseguiu retornar à tribuna e foi aplaudido pelos colegas. Segundo o presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre, Cid estava em casa de atestado médico, mas decidiu ir ao Senado Federal por conta da importância da matéria. O Senado discutiu ontem o texto da reforma da Previdência.

    Carmelita Castro foi recebida por centenas de apoiadores (Foto: Divulgação/Assessoria)

    AGENDA CANCELADA

    A prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro, cancelou uma agenda que teria em evento em Brasília. O evento era com representantes de cidades históricas do Brasil. O motivo do cancelamento foi a decisão do juiz da 13ª Zona Eleitoral que cassou o mandato dela por abuso do poder político e econômico nas eleições de 2016.

    RECEPÇÃO E CHORO

    Ontem, terça-feira (3), Carmelita voltou para São Raimundo Nonato. Ao chegar à cidade a noite, ela foi recepcionada por simpatizantes e discursou para agradecer o carinho dos apoiadores. Ao falar em cima da carroceria de um carro, Carmelita chorou e disse que se tirarem ela da prefeitura estarão tirando uma mulher honesta. Ela não conteve o choro.

    RECEPÇÃO E CHORO 2

    O staff da prefeita garante que a recepção foi organizada pela própria população, num sinal de apoio à Carmelita Castro após a decisão da 13ª Zona Eleitoral. No entanto, quem é de cidade do interior sabe que nem sempre é assim. Muitas vezes a própria liderança, de fato, não organiza, mas seu grupo faz a mobilização para “mostrar serviço”.

    João Melancia em foto com o governador (Foto: Reprodução/SãoRaimundo,com)

    CARREATA APÓS PRISÃO

    Em 2011, o então prefeito do município de Várzea Branca, João Melancia, foi preso pela Polícia Federal na Operação Geleira. Após ser liberado, ele voltou para a cidade e foi recebido com uma linda carreata. A soltura de Melancia foi celebrada como uma conquista. Tinha muita gente, sim, mas a organização da carreata foi dos puxa-sacos mais próximos ao então gestor.

    CARREATA APÓS PRISÃO 2

    Apenas para situar o leitor, o município de Várzea Branca fica na região de São Raimundo Nonato. João Melancia tentou a reeleição no ano seguinte e foi comido pela porca.

    Senado supera Câmara em emendas à reforma da Previdência (Foto: Pedro França/Senado)

    EMENDAS AOS MONTES

    Os senadores apresentaram ontem (3) mais de 460 emendas ao texto da reforma da Previdência. O número de sugestões de mudança na proposta feito até agora no Senado superou a quantidade de emendas na Câmara dos Deputados. Enquanto os deputados federais apresentaram 277 sugestões de alterações, o Senado está indo muito além.

    LAPADA NO LAPINHA

    A Justiça determinou o bloqueio de R$ 242.876,02 (duzentos e quarenta e dois mil, oitocentos e setenta e seis e dois centavos) em bens do ex-prefeito de São Braz do Piauí, Perivaldo Braga, conhecido como Lapinha. Além dele, outros três membros da sua gestão também tiveram bens bloqueados, em valores distintos. A decisão é do dia 28 de agosto, tomada pelo juiz Carlos Alberto Bezerra Chagas, da 1ª Vara da Comarca de São Raimundo Nonato.

    LAPADA NO LAPINHA 2

    O bloqueio foi pedido pelo Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI) numa ação civil onde o ex-gestor e alguns membros da sua gestão são acusados de improbidade administrativa. Lapinha foi prefeito de São Braz por dois mandatos, de 2009 a 2016.

    Volta repentina de titulares causou clima ruim (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    CLIMÃO NA BASE

    A volta surpresa dos seis deputados titulares de mandato para a Assembleia Legislativa segue causando reboliço na base governista. A insatisfação dos suplentes é notória e entre eles o sentimento é um só: faltou respeito e consideração. Eles entendem que os titulares poderiam voltar a qualquer momento para a Alepi, mas não com esse modus operandi.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 03 de setembro de 2019, às 15:36h

    Hélio Isaías fez desabafo contra adversários (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O deputado estadual Hélio Isaías (Progressistas) fez nesta terça-feira (3) um desabafo ao comentar decisão da 13ª Zona Eleitoral que cassou o mandato da prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro, e suspendeu os direitos políticos dele por oito anos.

    A gestora, que é mulher de Hélio, é acusada de abuso do poder político e econômico nas eleições de 2016, quando supostamente se beneficiou na campanha de ações direcionadas pela Secretaria Estadual de Defesa Civil, à época comandada por Hélio Isaías.

    Ao se defender das acusações, cujo processo foi movido pelo grupo adversário nas eleições de 2016, Hélio disse que sua esposa derrotou um clã político instalado há 50 anos em São Raimundo e que membros desse grupo deveriam estar presos. Se referindo à família Ferreira, o deputado falou que o grupo usurpou o município e praticou roubos.

    "Se for para eu perder o mandato ou me tornar inelegível porque estou trabalhando, eu aceito. Agora essas pessoas que nos acusam usurparam, roubaram o município de São Raimundo Nonato e estão hoje fora do poder. Deveriam estar presos. Você só precisa pegar o relato da Controladoria Geral da União para ver o massacre que foi feito em São Raimundo. Hoje a Carmelita pode andar de cabeça erguida nas ruas", desabafou.

    Carmelita é acusada de abuso do poder político (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A ação que resultou na cassação de Carmelita e na decretação da perda dos direitos políticos de Hélio foi movida pela coligação encabeçada por Avelar Ferreira, que em 2016 tentava a reeleição e perdeu para Carmelita numa disputa muito acirrada. Avelar já foi prefeito três vezes, é filho de um ex-prefeito e irmão do ex-deputado Edson Ferreira.

    NEGA AS ACUSAÇÕES
    Ao falar com a imprensa na Assembleia nesta quarta, Hélio negou que tenha usado a Secretaria de Defesa Civil para beneficiar a campanha da esposa. Segundo ele, a pasta trabalhou em todas as cidades do Piauí focada nas ações de enfrentamento à seca e que o período que merece maior atenção é justamente os meses de setembro, outubro e novembro.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados


voltar para 'Política Dinâmica'