Coluna Gustavo Almeida
  • 16 de novembro 2019

    sábado, 16 de novembro de 2019, às 18:25h

    Elmano durante visita à comunidade terapêutica (Foto: Divulgação/Assessoria)

    O senador Elmano Férrer (Podemos) visitou neste sábado (16) a Comunidade Terapêutica Shalom, em Teresina. A casa acolhe e cuida de pessoas com dependência química.

    Na visita, o senador conversou com alguns dependentes e conheceu a estrutura do local. Elmano prometeu destinar recursos de emendas para ajudar a casa de recuperação.

    Senador ouviu histórias de superação no local (Foto: Divulgação/Assessoria)

    "Pude conhecer um pouco dos que estão sendo cuidados lá, ouvindo suas histórias de vida e como estão avançando no tratamento. Também conheci toda a estrutura do local, que ainda precisa de melhorias. Em breve destinaremos nossas emendas para ajudar a comunidade na reinserção dos dependentes químicos na sociedade", disse o senador.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sábado, 16 de novembro de 2019, às 17:18h

    Hélio apresentou projeto após reportagem (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    No dia 28 de outubro, o Política Dinâmica publicou reportagem com o ranking de proposições apresentadas pelos deputados estaduais do Piauí ao longo de 2019 na Assembleia Legislativa. Até então, o deputado estadual Hélio Isaías (Progressistas) era o único dos 30 parlamentares que não tinha apresentado nada em 2019. Nem requerimentos, nem projetos de leis, nem indicativos de projetos de leis e nem projetos de decretos legislativos.

    No entanto, um dia após a publicação da reportagem, Hélio providenciou seu primeiro projeto de lei no ano. Mais tarde, uma semana depois, a proposta foi lida no expediente da Assembleia e aguarda parecer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O projeto de lei nº 212/2019 prevê a classificação da visão monocular como deficiência, ou seja, a pessoa que só enxerga de um olho terá deficiência reconhecida, o que não ocorre hoje.

    PROJETO DE LEI JÁ FOI APROVADO NO SENADO

    Um projeto com a mesma finalidade foi aprovado no Senado no dia 5 deste mês, mesma data em que a proposta de Hélio foi lida no expediente da Assembleia. O projeto aprovado no Senado classifica a visão monocular como deficiência visual e assegura à pessoa que enxerga com apenas um olho os mesmos direitos e benefícios garantidos à pessoa com deficiência. Agora, a matéria segue para votação na Câmara dos Deputados. 

    Projeto já foi aprovado no Senado Federal (Foto: Reprodução/Instagram/Davi Alcolumbre)

    Com isso, o projeto de lei apresentado por Hélio Isaías não deverá ir pra frente, já que nenhuma lei estadual se sobrepõe à legislação federal. O relator do projeto de Hélio na CCJ da Assembleia Legislativa é o deputado estadual Henrique Pires (MDB).

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sábado, 16 de novembro de 2019, às 15:36h

    Petista já saiu do país outras quatro vezes em 2019 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    O governador Wellington Dias (PT) transmitiu no final da manhã deste sábado (16) o cargo para a vice-governadora Regina Sousa (PT). O ato aconteceu no aeroporto de Teresina, onde o petista embarcou para mais uma viagem internacional. Somente em 2019, essa é a quinta vez que Wellington se ausenta do país para compromissos no exterior.

    Em menos de 11 meses do quarto mandato, a média é de quase uma viagem a cada dois meses. Desta vez, Wellington vai à Europa para cumprir agenda na França, Itália e Alemanha, junto com os nove governadores que fazem parte do Consórcio Nordeste. A promessa é de que oportunidades de investimento no Nordeste serão apresentadas aos europeus.

    Cargo foi transmitido para Regina (Foto: Reprodução/Facebook/Wellington Dias)

    "Vamos apresentar as oportunidades de investimentos do Nordeste, que é pouco conhecido. No mundo, o Brasil é lembrado por São Paulo e Rio de Janeiro, então existe a necessidade de um conhecimento maior das outras regiões", declarou o governador antes de embarcar.

    OPOSIÇÃO QUESTIONA VIAGEM

    A quinta viagem de Wellington em menos de 11 meses voltou a causar reação de setores da oposição. O deputado estadual Gustavo Neiva (PSB), líder da oposição na Assembleia, criticou as sucessivas saídas do petista enquanto alunos sofrem sem transporte escolar e pacientes perdem tratamento por falta de passagens que deveriam ser garantidas pelo Estado.

    Gustavo Neiva criticou sucessivas viagens (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    "Em menos de 24 horas o governador conseguiu articular uma viagem à Europa para ele e sua equipe. Essa já é a quinta viagem ao exterior esse ano. Mas para o seu José Ramos, paciente renal, ir à Fortaleza fazer um transplante de rim o Governo do Estado não pagou a passagem. A saúde do povo não tem importância. Não tem saúde, não tem transporte escolar para os alunos do interior, mas tem dinheiro para custear viagem para fora do país. Essas são as prioridades do governador", escreveu o deputado numa rede social.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 14 de novembro de 2019, às 16:18h

    Governadores se divertem com local do casamento de Lula (Foto: Ricardo Stuckert)

    Um bom sanfoneiro, arrasta-pé e bastante carne de bode. Essas são as ofertas do Piauí para que o ex-presidente Lula (PT) escolha casar no Estado. O governador Wellington Dias (PT) disse nesta quinta-feira (14), em tom bem humorado, que existe uma disputa sadia entre estados nordestinos para sediarem o matrimônio do líder petista.

    Questionado sobre a possibilidade do casamento ser no Piauí, Wellington falou sobre a disputa e apresentou os atrativos para que Lula opte por casar em solo piauiense.

    "Lá tem uma disputa [sobre o local]. Eu disse a ele: 'venha casar no Piauí que a gente arranja um bom sanfoneiro, tem um bode aí, faz uma festa'", brincou o governador.

    Wellington e Lula se encontram na quarta-feira (14) em Salvador, na Bahia. O ex-presidente está namorando com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja. O romance começou quando Lula ainda estava preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, no Paraná.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 14 de novembro de 2019, às 15:27h

    Wellington Dias falou de obra para Lula (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O governador Wellington Dias (PT) viajou nesta quinta-feira (14) para a cidade Caracol, na região Sul do Piauí. No local, o petista assinou ordem de serviço para retomada do trecho da rodovia BR-235, entre as cidades de Caracol, Guaribas e Bom Jesus. A obra será feita com recursos federais do Dnit e executada pela Secretaria de Transportes do Piauí (Setrans).

    Antes de viajar, Wellington contou que o ex-presidente Lula (PT) está sabendo da retomada da obra. Eles se encontraram na quarta-feira (13) em Salvador, na Bahia, ocasião em que o governador disse ter falado para o ex-presidente sobre a obra que será executada na região Guaribas. A cidade foi piloto do programa Fome Zero, lançado por Lula em 2003.

    "Ele está muito bem, muito carinhoso com o Piauí. Me perguntava toda hora e quer vir ao Piauí muito em breve. Eu dizia a ele dessa obra da estrada para Guaribas em direção a Bom Jesus e ele ficou muito animado. Pediu que eu levasse um abraço ao povo daquela região. Ele está preocupado com o Brasil, muito centrado nisso. Ele quer viajar pelo Brasil", falou.

    Em outubro, o Dnit repassou R$ 26 milhões para o Governo do Estado executar os serviços no trecho. Outros R$ 4,5 milhões já estavam na conta do estado, remanescente de um convênio anterior. Com isso, a obra vai começar com R$ 30,5 milhões em conta.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 13 de novembro de 2019, às 23:05h

    Inércia de secretário provoca reação (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Câmara Municipal de Teresina aprovou nesta quarta-feira (13) uma moção de repúdio ao secretário de Saúde do Piauí, Florentino Neto (PT). A moção foi proposta pelo vereador Ítalo Barros (PTC). O motivo foi o caso do paciente renal José Ramos, que deixou de adquirir um rim por falta de uma passagem que deveria ser garantida pelo Estado. Ele espera pelo transplante há 11 anos e perdeu a oportunidade devido à negligência do governo.

    O vereador Stanley Freire (PL), que é paciente renal, levou o caso à tribuna da Câmara e criticou duramente a situação. O discurso dele foi aparteado por vários vereadores que também condenaram a ineficácia do secretário por não garantir a viagem do paciente para fazer o procedimento em Fortaleza. Até mesmo o vereador Dudu (PT) lamentou o episódio.

    Em um aparte ao discurso de Stanley, o vereador Joaquim do Arroz se disse estarrecido com a inércia de Florentino. Para ele, perdeu-se a chance de mudar a vida do paciente José Ramos por incompetência administrativa. "Peço a atenção em relação ao governador, porque nesse caso o único erro que eu vejo no governador é apostar num gestor que não tem iniciativa, que não tem o mínimo de coração e nem capacidade de gestão", desabafou.

    A moção de repúdio foi aprovada com 17 votos favoráveis. Nenhum vereador votou contra.

    O QUE DIZ A SESAPI

    Sobre a moção de repúdio ao secretário Florentino Neto, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) informou ao Política Dinâmica que não vai se pronunciar.

    Em relação ao episódio do paciente José Ramos, a Sesapi alega que ocorreu um "infortúnio". O órgão justifica que no mesmo fim de semana garantiu 40 passagens para pacientes do TFD (Atendimento Fora de Domicílio). No entanto, diz que tentou buscar a passagem de José Ramos, mas quando confirmada a possibilidade de efetivação do transplante em Fortaleza, as empresas áreas não tinham vagas em seus voos disponíveis.

    Segundo a Sesapi, o paciente precisava embarcar às 14h e só tinha vaga no voo das 22h. A secretaria se defende afirmando que a passagem não deixou de ser comprada por omissão da administração estadual, mas devido à ausência de vagas nos voos para Fortaleza.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 13 de novembro de 2019, às 17:07h

    Franzé fala em atrair partido de Osmar Júnior (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Com a pré-candidatura de Fábio Novo a prefeito de Teresina oficializada, o PT passa a estudar agora possibilidades de composição. Um aliado histórico que pode estar no mesmo palanque petista na disputa municipal é o Partido Comunista do Brasil (PC do B).

    A sigla atualmente integra a base aliada do prefeito Firmino Filho (PSDB) em Teresina, mas isso não significa que não possa mudar até o próximo ano. Pelo menos foi o que deixou bem claro nesta quarta-feira (13) o deputado estadual Franzé Silva (PT).

    "O PC do B, assim como o Solidariedade, está nas duas bases. Acho que agora vai depender do grau de argumentação e compromissos que vão ser firmados nesse processo de fortalecimento das candidaturas. Esses partidos que não lançaram candidaturas próprias, embora estando na base da prefeitura, são partidos abertos ao diálogo", explicou.

    O relação do PC do B com o PT no Piauí é estreita. Além de estarem na base da gestão tucana em Teresina, os comunistas estão bem acomodados no governo petista no Estado, onde o presidente regional Osmar Júnior é secretário de Governo e homem forte de Wellington Dias.

    Em 2020, um dos dois aliados será preterido na disputa municipal. Onde a sombra estiver maior, lá estará o PC do B. Essa é lógica da política e os comunistas também seguem à risca.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 13 de novembro de 2019, às 16:18h

    Evaldo quer composição com o Progressistas (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O deputado estadual Evaldo Gomes, presidente regional do Solidariedade, busca o apoio do senador Ciro Nogueira (Progressistas) para composições entre os dois partidos no interior do Piauí. Em alguns municípios, a intenção é ter um nome do Progressistas como vice e em outros o Solidariedade indicaria o candidato a vice de um nome do Progressistas.

    Evaldo e Ciro se reuniram esta semana para tratar do tema. Entre os municípios estão Barras, Luzilândia e Ilha Grande. Em Luzilândia, o atual prefeito Ronaldo Nogueira (Solidariedade) vai para a reeleição e a intenção é que o partido de Ciro indique o vice. Em Barras, o Solidariedade também quer a cabeça de chapa tendo o Progressistas na vice.

    Já em Ilha Grande, o Progressistas deve ter candidatura própria a prefeito e o Solidariedade, que tem três vereadores no município, lança o vice. A intenção de Evaldo Gomes é que essas dobradinhas com o partido de Ciro se concretizem e também aconteçam em outras cidades.

    Evaldo e Ciro se reuniram na segunda-feira (11) em Teresina (Foto: Reprodução/Instagram)

    NA CAPITAL

    A intenção de Evaldo é audaciosa. Ele revelou em entrevista nesta quarta-feira (13) que buscou o apoio de Ciro para que o Solidariedade indique o vice do candidato do prefeito Firmino Filho (PSDB) em Teresina. Ciro é aliado de primeira hora do prefeito. Evaldo, no entanto, sabe que esse é um pedido difícil de ser atendido e não dependeria apenas de Ciro.

    "Lógico que esse entendimento passa pelo prefeito. Ele é o grande comandante desse processo e ainda não escolheu o candidato. Nós estamos aguardando essa escolha que se dará de janeiro para março. Qualquer nome que o prefeito Firmino indicar, com certeza será um nome competitivo, um nome técnico. E a gente vai discutir com ele, no momento, certo um nome que possa ajudar e colaborar dentro desse processo de construção", falou.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 13 de novembro de 2019, às 14:46h

    Edson fez convite a vereadores do Patriota (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O Patriota tem hoje a maior bancada de vereadores na Câmara de Teresina. São quatro parlamentares. Além deles, a legenda está apalavrada com outros vereadores, o que deve fazer o número aumentar. A intenção é ir para a eleição com pelo menos seis nomes fortes.

    Pela nova regra eleitoral, onde as coligações proporcionais estão proibidas, é certo que a legenda não conseguirá eleger essa quantidade de vereadores em 2020. Para os mais sensatos, nem a metade disso conseguiria ganhar a eleição, dada a dificuldade da chapa.

    Diante dessa realidade, o PSDB decidiu convidar todos eles para ingressar no partido. A intenção é leva-los para o ninho tucano. Lá, também sabe-se que nem todos vão se eleger, mas a avaliação de figuras próximas ao prefeito é que eles terão mais possibilidades.

    Conforme o presidente municipal do PSDB, vereador Edson Melo, o convite já foi feito e o prefeito está ciente da proposta. Na avaliação dos que defendem a ideia, o PSDB tem mais cauda eleitoral. Além disso, sendo suplentes pelo partido, alguns deles seriam convocados.

    Em conversa com o Política Dinâmica nesta quarta-feira (13) na Câmara Municipal, Edson Melo afirmou que o melhor negócio para os vereadores do Patriota é a filiação ao PSDB. O partido espera eleger até cinco vereadores, sendo pelo menos dois do grupo do Patriota.

    Com dois provenientes do Patriota eleitos, os que perdessem aguardariam convocação e quase todos ficariam bem acomodados. Tudo certo. Só falta combinar com os russos.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 12 de novembro de 2019, às 20:26h

    Disputa eleitoral é inusitada em Socorro do Piauí (Foto: Divulgação/Prefeitura Municipal)

    Um político que perdeu duas eleições ao disputar apenas uma. E o pior: essa única derrota ainda pode terminar configurando numa terceira eleição perdida. Não entendeu bem a história? O Política Dinâmica explica esse caso bastante inusitado na política do Piauí.

    Em 2016, o município de Socorro do Piauí, distante 487 km de Teresina, foi palco de uma acirrada disputa para prefeito. De um lado José Antônio Coelho (PTB) e do outro José Coelho Filho (MDB). Tudo normal se não fosse o fato dos dois políticos serem irmãos.

    José Antônio já havia sido prefeito três vezes e tentava voltar à prefeitura após oito anos fora. Mas o irmão caçula José Antônio Filho, o Zitim, quis sentir o gosto de ser prefeito. Sem consenso, os dois partiram para o confronto nas urnas e o caçula venceu o irmão mais velho.

    Zé Antônio perdeu em 2016 e ficou fora do páreo em 2020 (Foto: Reprodução/Facebook)

    Hoje, eles lideram os principais grupos políticos do município. Derrotado, Zé Antônio comanda a oposição ao governo do irmão, mas se vê diante de uma situação incomum. Ao perder em 2016, ele automaticamente ficou impedido de concorrer contra seu rival em 2020.

    A Lei Eleitoral proíbe que parente até 2º grau de chefe do executivo [prefeito, governador e presidente] se candidate ao mesmo cargo para mandato subsequente. Por ser irmão do prefeito, Zé Antônio não pode concorrer. Ou seja, a derrota de 2016 o tirou do páreo em 2020.

    Como se não bastasse a derrota ter valido por duas, ela pode valer por três. O grupo de Zé Antônio terá candidato em 2020, mas se o prefeito Zitim se reeleger, Zé Antônio também ficará fora da eleição de 2024, já que, pelo mesmo motivo, não poderá ser candidato subsequente ao mandato do irmão. Para ele, as derrotas diante de Zitim valem o dobro.

    Zitim, o atual prefeito, derrotou o irmão em 2016 (Foto: Reprodução/Facebook)

    Em entrevista ao Política Dinâmica, Zé Antônio afirmou que seu grupo vai ter candidato para tentar impedir a reeleição do irmão. Segundo ele, são pelo menos três nomes cotados para enfrentar o atual prefeito. Ele cita Saulo Coelho, Marcone Vieira e ainda um ex-prefeito.

    “Eu não posso. Eu estou impedido pela lei porque sou irmão do prefeito e não posso ser candidato. Em 2016 disputamos porque nenhum estava no poder. Nem eu era prefeito e nem ele. Hoje eu não posso porque ele é o prefeito e a lei me proíbe”, explicou Zé Antônio.

    CLIMA DE DIVISÃO NA FAMÍLIA

    José Antônio e Zitim são adversários desde as eleições de 2012. Na época, Zitim foi candidato a prefeito pela primeira vez e acabou derrotado. Zé Antônio apoiou o candidato adversário do irmão e acirrou a divisão. No entanto, somente em 2016 aconteceu o confronto entre eles.

    Após uma campanha acirrada e com a maior parte da família apoiando Zitim, ele terminou vencendo a disputa. A diferença foi de 347 votos. Se ele se reeleger em 2020 e terminar o mandato, Zé Antônio só poderá voltar a ser candidato a prefeito novamente em 2028.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 12 de novembro de 2019, às 16:39h

    Flávio defende direito à livre locomoção (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O deputado federal Flávio Nogueira (PDT-PI) apresentou Projeto de Lei Complementar 250/19 que proíbe a apreensão de documentos como Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e passaporte de devedores. A intenção é acabar com qualquer possibilidade de restrição de locomoção de qualquer pessoa no país e até mesmo em viagens para o exterior. 

    Atualmente, devedores podem ter a CNH apreendida e ficarem impedidos de dirigir, bem como podem ficar impedidos de viajar para o exterior. Para Nogueira, são perceptíveis ações cíveis que restringem a liberdade de locomoção como cobrança por parte dos credores. 

    A intenção do projeto de lei é regulamentar o inciso XV do artigo 5º da Constituição Federal, disciplinando a livre locomoção de qualquer pessoa, inclusive devedores com nome sujo, no território nacional, podendo nele entrar, permanecer ou dele sair com seus bens.

    Hoje em dia, a aplicação da apreensão do passaporte e da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – sem autorização legal – é feita por credores para forçar o pagamento de dívidas por parte de devedores que não possuem bens ou posses financeiras para pagá-las.

    "Não é justificável que em um feito cível, no qual se discute interesse patrimonial privado, aplique-se uma medida indutora, restritiva de liberdade, típica da tutela penal, que por si só, viola o direito do cidadão de ir e vir. Esse direito não pode ser negligenciado", defende Flávio.

    De acordo com o texto da Lei Complementar, o direito à livre locomoção deve sofrer limitações somente em casos como estado de sítio, no flagrante de delito, na transgressão militar, no crime propriamente militar, na preservação do meio ambiente, na defesa do direito privado reconhecido pela Constituição Federal e na própria segurança da nação.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 12 de novembro de 2019, às 16:04h

    Lucy tem feito críticas constantes ao governo (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A deputada estadual e primeira-dama da capital, Lucy Soares (Progressistas), afirmou nesta terça-feira (12) que o governo de Wellington Dias (PT) politiza as secretarias estaduais. Ela fez a afirmação ao comentar sobre a precariedade nos hospitais regionais do interior do Piauí e ao mencionar uma parceria entre as prefeituras de Teresina e Parnaíba na área da saúde.

    "Infelizmente nós não temos esse apoio [na saúde] por parte do gestor estadual. Então precisamos fazer parcerias, esquecer política. O que a gente tem visto é a questão da politização das secretarias de educação, de saúde e as demais. Quem sofre é a população. Precisamos de um olhar de bom gestor que priorize a nossa população", falou.

    Embora seja se um partido da base aliada do governador Wellington Dias, Lucy Soares tem feito duras críticas à gestão do petista, principalmente nas áreas da saúde e da educação.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 12 de novembro de 2019, às 15:24h

    Fábio celebra chegada de Pauliana ao PL (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O deputado federal e secretário de Segurança Pública do Piauí, capitão Fábio Abreu, gravou vídeo fazendo convite para o evento de filiação de Pauliana Ribeiro de Amorim ao PL. A filiação vai acontecer na próxima quinta-feira (14) na Câmara Municipal de São João do Piauí.

    A nova colega de Fábio Abreu é uma das principais investigadas na Operação Topique, da Polícia Federal, que apura um robusto esquema criminoso no transporte escolar do Estado. Pauliana é prima da deputada federal e primeira-dama do Estado, Rejane Dias (PT).

    A intenção dela é disputar a prefeitura de São João pelo PL com apoio de Abreu, da prima Rejane e do governador Wellington Dias. Recentemente, endereços de Pauliana foram alvos de mandado de busca e apreensão na Operação Satélites, desdobramento da Topique.

    No vídeo em que faz o convite, Fábio Abreu chama Pauliana de "nossa amiga". VEJA!

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 11 de novembro de 2019, às 16:26h

    Político piauiense também é alvo da Lava Jato (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O senador Ciro Nogueira (Progressistas), cujo partido presidido nacionalmente por ele apoiou Geraldo Alckmin (PSDB) em 2018, disse nesta segunda-feira (11) que o processo que mantinha o ex-presidente Lula (PT) preso era viciado. Decisivo no impeachment da petista Dilma Rousseff, ele contou que ficou muito feliz com a soltura do ex-presidente.

    "O presidente Lula eu fiquei muito feliz com a sua soltura. Acho que seu processo era viciado e não foi feita justiça no processo. Não estou aqui para dizer se ele é culpado ou inocente. Eu acho que ele, como qualquer cidadão, tem que ter um julgamento justo. Eu espero que isso ocorra", comentou Ciro ao chegar em evento do Progressistas em Teresina.

    Assim como Lula, Ciro também tem sido alvo da Ministério Público Federal e da Polícia Federal nos últimos anos. A mesma Lava Jato que atormenta Lula incomoda o senador.

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 11 de novembro de 2019, às 15:17h

    Montezuma fez discurso duro para apoiadores (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O secretário de Educação do município de Teresina, Kléber Montezuma, voltou a criticar duramente os gestores da educação do Estado do Piauí. Sem citar nomes e se referindo o tempo todo a “nós e eles” ao fazer comparações, Montezuma disse que no município a educação não é balcão de negócios. Ele voltou a afirmar que a Polícia Federal nunca bateu às portas da Semec, bem diferente do que tem acontecido na Secretaria de Educação do Estado.

    "O prefeito Firmino Filho, o prefeito Silvio Mendes, o prefeito Chico Gerardo e o prefeito Wall Ferraz sempre tiveram um carinho muito especial pela educação. Sempre protegeram a educação. Nunca deixaram que a educação se transformasse num balcão de negócios. Nossa educação nunca foi e nem será balcão de negócios. Sempre se teve em mente fazer uma política de educação voltada para ensinar e ensinar bem. Não é por outra razão que a educação de Teresina é a primeira entre todas as capitais do Brasil", falou o secretário.

    A fala de Montezuma aconteceu durante congresso estadual do PSDB realizado na sede do partido nesta segunda-feira (11). Ao elogiar a educação da capital para militantes, o secretário fez muitas comparações. Segundo ele, enquanto a prefeitura dá exemplo, "do outro lado" os alunos não têm aula e as escolas não funcionam. Montezuma afirmou que 'enquanto eles falam de política pública", a prefeitura de Teresina faz a política pública acontecer.

    "Isso faz a diferença. Eles falam de política pública e nós fazemos. Todos os anos no mês de janeiro a gente dá o aumento dos professores. Eles que falam de política pública não deram aumento nem pra professor e nem pra ninguém em 2019. Existe aqueles que se especializaram em falar, fazer graça, dançar no meio da rua e contar piada. Do nosso lado não, a gente se especializou em trabalhar e mostrar resultados", disse em tom de desabafo.

    VEJA O VÍDEO COM AS CRÍTICAS DE MONTEZUMA

    • InthegrARTE
    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados


voltar para 'Política Dinâmica'