Coluna Gustavo Almeida
  • 26 de junho 2019

    terça, 25 de junho de 2019, às 15:51h

    Wellington volta a prometer conclusão de obras (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    O governador Wellington Dias (PT) afirmou nesta terça-feira (25) que a segunda parcela do Finisa I, operação de crédito com a Caixa, vai ser aplicada na execução de 158 obras em todo o Piauí. O dinheiro, no valor de quase R$ 300 milhões, teve liberação autorizada por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). O tribunal derrubou uma liminar da Justiça Federal no Piauí que suspendia a liberação da parcela desde abril do ano passado.

    "São 158 obras em todo o Piauí, uma parte já com medição para pagamento e outra parte vai prosseguir para conclusão, se Deus quiser", falou o petista ao chegar para evento na APPM.

    Ele lembrou que uma parte das obras foi feita com o contrato anterior e as empresas paralisaram em razão do bloqueio da 2ª parcela. Agora, o Governo do Estado promete pagar as empresas que tinham medição a receber. Além disso, obras ainda vão ser iniciadas.

    SUPERFATURAMENTO
    Wellington foi questionado pelo PD sobre suspeitas de superfaturamento em algumas obras com o dinheiro da primeira parcela do empréstimo com a Caixa. O petista garante que não existe superfaturamento e que o governo estadual segue uma tabela nacional de preços.

    "Não há superfaturamento. Nós seguimos a tabela nacional do Sinapi [Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil]. Há uma resolução do Tribunal de Contas da União que recomenda. Vamos seguir cumprindo a lei", falou Wellington.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 25 de junho de 2019, às 15:13h

    Governador falou sobre recursos da 2ª parcela (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O governador Wellington Dias (PT) informou nesta terça-feira (25) que o dinheiro da segunda parcela do Finisa I também vai ser usado para pagar obras com medições antigas. O montante, no valor de quase R$ 300 milhões, teve liberação autorizada por decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1). O tribunal derrubou uma liminar da Justiça Federal no Piauí que suspendia a liberação da segunda parcela desde abril do ano passado.

    Ao todo, segundo Wellington Dias, serão 158 obras beneficiadas com o dinheiro da segunda parcela, algumas delas com medições já prontas e cujos pagamentos ficaram pendentes com o bloqueio do dinheiro. Outras obras, lembra o petista, ainda vão começar a ser feitas.

    "É sim [algumas obras vão receber o dinheiro com medição antiga]. Para lembrar, essa é uma segunda parcela de um contrato de empréstimo. Uma parte foi feita com o contrato anterior, as empresas prosseguiram trabalhando e paralisaram em razão da não liberação [da segunda parcela]. Agora, com a liberação, será feito o pagamento dessas medições, para quem tinha medição a receber, e outras vão retomar para conclusão ou começar algumas obras que não foram iniciadas naquela época", explicou Wellington Dias.

    RECURSO LIBERADO
    A liberação da segunda parcela do Finisa I foi autorizada pelo desembargador federal Kássio Marques, do TRF da 1ª Região. Kássio, que é piauiense e esteve em solenidade do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) na semana passada, acatou pedido do Estado do Piauí para que a Caixa Econômica Federal libere o dinheiro, derrubando a liminar da Justiça Federal.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 25 de junho de 2019, às 14:29h

    Petista falou sobre reaproximação com JVC (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O governador Wellington Dias (PT) falou nesta terça-feira (25) sobre o encontro que teve no último fim de semana com o ex-senador João Vicente Claudino (PTB). Numa foto amplamente divulgada na imprensa e nas redes sociais, eles brindam e esbanjam sorrisos.

    "Muito feliz com a volta do senador João Vicente à política, como ele mesmo anunciou. E na perspectiva de trabalharmos integrados para o fortalecimento do Piauí e, é claro, contando sempre com o apoio do PTB nos projetos que são importantes para o nosso povo", falou.

    Encontro entre Wellington Dias e João Vicente Claudino no fim de semana

    Wellington e João Vicente voltam a se alinhar politicamente, embora o ex-senador ainda não tenha dado muitas declarações sobre a aliança com o petista. O PTB, partido que o empresário preside no Piauí, está inteiro e bem acondicionado na base de Wellington.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • terça, 25 de junho de 2019, às 13:55h

    O extrovertido Tererê está em um novo partido político (Foto: Divulgação/Assessoria PV)

    O ex-deputado estadual Deusimar Brito, o Tererê, se filiou nesta terça-feira (25) ao Partido Verde. O ato de filiação aconteceu no gabinete da deputada estadual Teresa Brito na Assembleia Legislativa. Na nova legenda, ele promete disputar a Prefeitura de Parnaíba.

    "Eu tomei a decisão de que serei candidato a prefeito pelo PV em Parnaíba. Agora não é mais vai Tererê, é vem Tererê", disse o ex-deputado lembrando um dos seus jingles favoritos.

    De acordo com ele, a decisão de optar pelo PV se deu pelo estilo da deputada Teresa Brito, presidente estadual do partido. Tererê acredita que terá apoio e suporte da direção do PV para a disputa municipal em Parnaíba. Ele se queixa que em outros partidos não teve apoio.

    Tererê já disputou Prefeitura de Parnaíba três vezes (Foto: Divulgação/Assessoria PV)

    "O que pesou foi o estilo dela. O estilo guerreiro, uma mulher guerreira que já foi candidata a governadora, mostrando que não tinha medo. É o mesmo estilo Tererê, que não tem medo. No passado, teve partido que não me deu suporte e não fez campanha pra mim. Hoje eu tenho certeza que a Teresa vai fazer campanha para mim em Parnaíba. Ela vai honrar", falou.

    Tererê já disputou três vezes a Prefeitura de Parnaíba e nas três ocasiões saiu derrotado.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 24 de junho de 2019, às 21:16h

    O desembargador Sebastião Ribeiro Martins (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) defende o aumento no número de desembargadores no Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI). No entanto, esse aumento não deverá acontecer nem em 2019 e nem em 2020. Em entrevista nesta segunda-feira (24) no quadro Justiça Dinâmica, dentro programa Política Dinâmica, na FM O Dia, o presidente do TJ-PI, desembargador Sebastião Ribeiro Martins, afirmou que uma vaga de desembargador custa caro ao estado.

    Segundo ele, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) estabelece critérios objetivos para que a quantidade de magistrados da Corte seja ampliada. Conforme Sebastião Martins, é preciso analisar se a carga de processos justifica ou não a ampliação dos julgadores. Apesar disso, ele informa que, ainda que a quantidade de processos exigisse mais vagas no tribunal, o aumento não ocorreria agora por conta da limitação financeira que o Estado atravessa.

    "Essa é uma pretensão da Ordem dos Advogados do Brasil, mas nós temos uma limitação orçamentária. Primeiro lugar o seguinte: o próprio CNJ dá critérios objetivos para que se possa aumentar o número de julgadores. Uma vaga de desembargador sai muito cara para o estado do Piauí. A gente tem que ver se o número de processos justifica ou não o aumento de desembargadores. No momento, diante da situação fiscal e financeira que atravessa o Estado, mesmo que tivesse número de processos suficiente, seria quase impossível a gente aumentar agora nesse ano e em 2020 o número de desembargadores", falou.

    Sebastião explica chance de aumento de vagas (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Atualmente, o Tribunal de Justiça do Piauí tem 20 desembargadores. Sebastião explicou que, em muitos casos, basta a colocação de um assessor para o juiz que se consegue aumentar a produtividade, o que pode compensar a necessidade de ampliação do número de desembargadores no TJ-PI. A nomeação de servidores, segundo ele, também ajuda bastante.

    "Por exemplo: numa Vara da família tem o juiz titular e um juiz auxiliar. Nós verificamos que colocando um assessor para o juiz nós aumentamos muito mais a produtividade. A nomeação de servidores também vai ajudar muito nos julgamentos, porque o assessor faz as minutas das decisões, prepara a minuta, mostra para o juiz, o juiz corrige e assina", explicou.

    Assista o vídeo!


    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 24 de junho de 2019, às 14:29h

    Dr. Pessoa na sede do MDB após reunião (Foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

    A filiação do ex-deputado estadual Dr. Pessoa ao MDB, anunciada por ele para o mês de agosto, levanta muitas especulações dentro do partido. Para alguns emedebistas, o médico e ex-deputado estadual será o candidato da legenda a prefeito de Teresina em 2020. Para outros, ele é apenas um dos nomes entre os que podem ser candidatos.

    Nesta segunda-feira (24), após a reunião na sede do MDB em que Pessoa anunciou que vai se filiar ao partido, as respostas dos presidentes municipal e estadual da legenda foram diferentes quando questionados sobre a candidatura de Pessoa ao Palácio da Cidade.

    O deputado estadual Themístocles Filho, presidente municipal, disse que o compromisso dele é com a candidatura de Dr. Pessoa. Para o cacique emedebista, o ex-deputado é o candidato natural da sigla. O presidente da Assembleia avalia que dentro do MDB não existe nenhum pré-candidato que tenha o perfil e que esteja bem colocado como Pessoa.

    "Eu não conheço no partido nenhum candidato que tenha o perfil, em matéria eleitoral, do Dr. Pessoa. Só se vier a entrar, mas hoje eu não conheço nenhum cidadão que tenha o perfil dele. Ele está bem à frente de todos, então é o candidato natural, a não ser que surja alguém que possa vir para o partido. Mas o meu compromisso é que ele seja o candidato", falou.

    Pessoa vai tentar ser candidato no MDB (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Já o presidente estadual, senador Marcelo Castro, afirma que Dr. Pessoa é apenas um dos nomes do partido que podem disputar a prefeitura da capital. Ao contrário de Themístocles, Castro considera a possibilidade de outros emedebistas viabilizarem candidatura ao Palácio da Cidade. O senador, por exemplo, tem simpatia pelo vereador Luiz Lobão.

    "Ele entrou num partido democrático, que prima pela democracia interna e que no momento adequado vai dizer quem vai ser seu candidato. Ele, sem nenhuma dúvida, é uma grande estrela, um político muito popular em Teresina. É um dos nomes para ser nosso candidato. Vamos escolher aquele que tiver as melhores condições de ganhar a eleição", falou.

    Veja o vídeo!


    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 24 de junho de 2019, às 12:49h

    Dr. Pessoa decide se filiar ao MDB (Foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

    Logo após anunciar, nesta segunda-feira (24), que vai se filiar ao MDB, o ex-deputado estadual Dr. Pessoa foi questionado pelo Política Dinâmica sobre a presença do partido em escândalos da operação Lava Jato. Em várias entrevistas ao longo de 2018 e 2019, ele disse que queria distância de quem estivesse "melado no Lava Jato" (sic).

    Ao quer questionado, ele justificou que ninguém do MDB do Piauí está envolvido. Conforme Pessoa, se ele só fosse aceitar legendas que não estivessem na operação, não se filiaria a partido nenhum, pois, na avaliação ele, todas as agremiações partidárias estão na Lava Jato.

    No MDB, Pessoa ameniza discurso sobre Lava Jato (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    "Ah mais aí se eu não for [para o MDB por causa da Lava Jato], eu não vou para nenhum partido. Se eu tivesse sido convidado pelos emedebistas do Piauí, o Marcelo e o Themístocles, e eles estivessem envolvidos em desordem com dinheiro público, eu não viria não. Mas a nível nacional, cite qual é o partido que não está. Todos estão envolvidos", falou.

    Veja o vídeo!


    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 24 de junho de 2019, às 12:04h

    Dr. Pessoa ao sair de reunião na sede do MDB (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O ex-deputado estadual Dr. Pessoa anunciou nesta segunda-feira (24) que vai se filiar ao MDB em agosto. A definição ocorreu em um encontro com a cúpula do partido na sede do Diretório Regional da sigla. Ao sair do local, Pessoa disse que está feliz em fazer parte do MDB e ter o apoio dos seus líderes. A filiação do médico vai ser realizada em agosto.

    "Está certo como 2 + 2 são 4. A marcação do dia da filiação será feita pelo senador Marcelo Castro, pelo Themístocles Filho e os demais emedebistas que vão organizar a festa. Estou feliz de estar retornando, porque já fui do MDB. Pelo quadro político regional, pelo desejo dos que fazem o MDB no Piauí e pelo meu desejo, hoje eu afirmo que sou do MDB", assegurou.

    Themístocles e Marcelo Castro com Dr. Pessoa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Pessoa afirmou que será candidato a prefeito de Teresina se o partido assim entender. Ele garantiu que saberá respeitar a escolha democrática do MDB sobre quem será o nome na disputa pelo Palácio da Cidade, mas ressaltou que chega com o plano de ser candidato.

    "Vamos pelo caminho da democracia. Se o MDB achar que eu deva ser candidato a prefeito [eu serei]. Se achar que eu não sou, eu posso ser outra coisa ou não ser nada. Eu estou no MDB restrição. Mas, segundo as conversações aqui, é ideia é aquilo o que eu estou pensando e sempre venho dizendo: ser candidato a prefeito de Teresina", falou o ex-deputado.

    Veja o vídeo!


    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • segunda, 24 de junho de 2019, às 11:27h

    Vereador afirma que Pessoa é o candidato (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O ex-deputado estadual Dr. Pessoa definiu nesta segunda-feira (24) que vai se filiar ao MDB. Após reunião no Diretório Regional do partido, ele bateu o martelo e já saiu se considerando o mais novo emedebista do Piauí. O encontro teve a presença do senador Marcelo Castro, do deputado estadual Themístocles Filho, do vereador Jeová Alencar e outros membros do partido. Ao sair, Jeová disse que Pessoa será candidato a prefeito de Teresina pelo MDB.

    "O Dr. Pessoa já faz parte do MDB e a gente fica feliz em saber que vamos tê-lo no mesmo palanque que nós na eleição vindoura. Não tenha dúvida que o partido terá candidato a prefeito. Se ele [Dr. Pessoa] quiser será ele o candidato. Ele será o nosso candidato", falou.

    A filiação do ex-deputado será em agosto. Dr. Pessoa deixou a sede do partido muito bem humorado e falou que será candidato a prefeito se essa for a escolha democrática do MDB.

    "Se o MDB achar que eu deva ser candidato a prefeito eu serei. Se achar que eu não posso ser, eu serei outra coisa ou então posso não ser nada. Eu estou no MDB restrição. Mas, segundo as conversações aqui, a ideia é aquilo o que eu estou pensando e sempre venho dizendo: ser candidato a prefeito de Teresina", falou o ex-deputado.

    Veja o vídeo!


    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 21 de junho de 2019, às 14:21h

    Ribinha estuda possibilidade de deixar o PT (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O prefeito de Campo Maior, professor Ribinha (PT), teve uma conversa com o deputado estadual Georgiano Neto (PSD). O gestor petista estuda a possibilidade de deixar o PT e disputar a reeleição no próximo ano em um novo partido político.

    Se a filiação de Ribinha se concretizar, o PSD ampliará ainda mais a quantidade de prefeitos no Piauí, chegando a quase 40 gestores municipais. Campo Maior é uma das principais cidades do Estado e a filiação do prefeito seria uma grande aquisição para o partido.

    No entanto, a saída de Ribinha do PT não é certa, já que o ex-prefeito Paulo Martins, que ajudou a elegê-lo em 2016, tenta contornar a situação. O objetivo é evitar a saída do aliado.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 21 de junho de 2019, às 13:09h

    A deputada estadual Teresa Britto, do PV (Foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

    O governador Wellington Dias (PT) sancionou esta semana uma lei de autoria da deputada estadual Teresa Britto (PV). A lei prevê que as escolas públicas da rede estadual terão que comunicar aos pais ou responsáveis as faltas injustificadas dos alunos menores de 18 anos.

    Conforme a lei, se constatada a ausência do aluno na escola, imediatamente a família será comunicada. Para garantir a comunicação, os pais ou responsáveis interessados em receber as notificações terão que fazer um cadastro na secretaria da escola.

    O aviso de falta aos pais será feito através de telefone, SMS, e-mail ou aplicativos de mensagens em celulares. O serviço de cadastramento será gratuito e as escolas deverão manter atualizados os dados cadastrais dos alunos e de seus familiares.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • sexta, 21 de junho de 2019, às 12:36h

    Nixon tem convite de Themístocles para entrar na política (Foto: Divulgação/Alepi)

    O presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, deputado estadual Themístocles Filho (MDB), pediu ao tenente-coronel Nixon Frota que consiga um helicóptero para o Estado do Piauí. Ex-comandante do 25º Batalhão de Caçadores, Nixon trabalha atualmente na Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), pasta vinculada ao Ministério da Justiça e Segurança.

    "O coronel Nixon eu já disse para ele: 'moço, vamos trazer um helicóptero para a segurança pública do estado do Piauí, trazer carros para o estado'. É assim que se faz a política, a política do bem para o Piauí. Ele é meu amigo e eu não posso negar", falou Themístocles.

    Nixon Frota tem sido cotado para disputar a Prefeitura de Teresina em 2020. Themístocles convidou o militar para se filiar ao MDB e foi o primeiro a colocar o nome dele entre os prováveis candidatos. Depois disso, vários partidos procuraram o ex-comandante do 25º BC. Nixon prefere ainda não tratar do tema, mas já disse que não descarta ir para a disputa.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 20 de junho de 2019, às 22:53h

    Pedetista Flávio Nogueira critica polarização política no país (Foto: Divulgação/PDT)

    Amante de história e de política, o deputado federal Flávio Nogueira (PDT) costuma fazer postagens nas suas redes sociais onde mescla os dois campos. Nesta quinta-feira (20), ele usou trecho de um escrito do saudoso jornalista Carlos Castelo Branco, o Castelinho, para abordar a polarização política no Brasil entre PT e o atual presidente Bolsonaro (PSL).

    "Em 1989, ano da primeira eleição direta presidencial desde 1960, Castelinho, consagrado articulista do JB [Jornal do Brasil], assim se expressava: ‘Não há mais mar e rochedo, PTB e UDN, nem a ostra que os algodoava, PSD, embora os velhos princípios sobrevivessem ao tempo’. Dito isso, hoje fácil seria identificar esse mar e rochedo, PT e Bolsonaro. Difícil seria encontrar a ostra", escreveu o deputado piauiense.

    Nogueira é de um partido de esquerda, o PDT, e tem sido crítico do acirramento de ânimos na política brasileira nos últimos anos. Na Câmara dos Deputados, o piauiense é membro titular do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, grupo ao qual cabe zelar pela observância dos preceitos éticos, da preservação da dignidade parlamentar, e, também, responder às consultas da Mesa, de comissões e de deputados sobre matéria de sua competência.

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quinta, 20 de junho de 2019, às 19:11h

    Adutora de engate rápido em São Raimundo Nonato, no semiárido do Piauí

    A população de São Raimundo Nonato, a 530 km de Teresina, reclama constantemente do péssimo funcionamento de uma adutora de engate rápido, inaugurada no município em julho do ano passado. A obra custou R$ 15 milhões e era anunciada como solução para os problemas de abastecimento na cidade, serviço historicamente precário e alvo de reclamações. Além disso, outros municípios da região também seriam beneficiados.

    Na inauguração, políticos como o governador Wellington Dias, o senador Ciro Nogueira, o hoje senador Marcelo Castro, a prefeita da cidade Carmelita Castro, a então vice-governadora e hoje deputada federal Margarete Coelho e o deputado estadual Hélio Isaías festejaram a entrega da obra. No entanto, os problemas de abastecimento nunca foram resolvidos.

    Mesmo após a inauguração da adutora apresentada como redenção dos problemas, a população de alguns bairros passa dias sem água nas torneiras. Nas rádios locais, moradores denunciam que a tal adutora não funciona. Alguns relatam que falta água até mesmo onde não faltava antes, já que o abastecimento era feito por uma adutora mais antiga.

    Como o próprio nome sugere, adutoras de engate rápido são feitas com equipamentos de infraestrutura hidráulica instalados em superfície, sem ser subterrâneo. O tubos são interligados em questão de poucas semanas (a depender da extensão) e conduzem água até longas, médias e curtas distâncias pré-determinadas na fase de projeto.

    Em São Raimundo Nonato, a tão prometida adutora de engate rápido já tem ganhado outro nome. Por lá, muita gente decepcionada prefere chamar de "adutora do engano rápido".

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados
  • quarta, 19 de junho de 2019, às 15:27h

    Kleber Montezuma durante audiência na CMT (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Por que a Operação Topique, da Polícia Federal, bateu as portas e revirou papeis na Secretaria de Estado da Educação (Seduc) e não fez o mesma coisa na Secretaria Municipal de Educação em Teresina (Semec)? A explicação do secretário municipal de educação Kleber Montezuma é bastante direta: "Porque eu não me associo a quadrilhas".

    Durante audiência pública nesta quarta-feira (19) na Câmara Municipal de Teresina, o gestor da educação na capital fez um desabafo e disse que muita gente questionou porque a PF não foi atrás dele ou de pessoas que trabalham Semec, já que até algumas empresas do transporte escolar são as mesmas. Para Kleber, não existe ladrões e corruptos em todo lugar.

    "No bojo das informações que saíam nos noticiários, muita gente ficava estupefata porque a Polícia Federal não tinha ido lá dentro da Semec, porque a PF não tinha ido atrás do secretário ou de nenhum assessor que trabalha na Secretaria Municipal de Educação. Ficava uma torcida para que a polícia fosse para dentro da Prefeitura, pois se lá [no Estado] tem, na prefeitura também tem, como se em todo lugar fosse obrigado a ter ladrão, bandido, corrupto, safado. São pessoas que medem os outros pela própria régua", falou.

    Secretário subiu o tom na Câmara Municipal (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Montezuma prosseguiu na explanação e disse que na Prefeitura de Teresina só é pago o que verdadeiramente é executado e que ele não rouba e nem deixa roubar. "É por essa razão que Polícia Federal não foi na Secretaria Municipal de Educação, é por essa razão que a Polícia Federal não foi importunar nenhum dos assessores que trabalham comigo e é por essa razão aqui que o secretário de educação do município de Teresina não tem medo e não se apavora de fazer um debate com quem quer que seja e onde seja", afirmou.

    A fala de Kleber Montezuma foi ouvida pelos vereadores petistas Dudu e Deolindo Moura, aliados do Governo do Estado e ligados à primeira-dama Rejane Dias (PT). Ela assumiu a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) no começo de 2015 a deixou o comando da pasta em abril de 2018, meses antes da Operação Topique ser deflagrada pela Polícia Federal. 

    • Casa do Carneiro - Rações e Derivados


voltar para 'Política Dinâmica'