Coluna Gustavo Almeida
  • 13 de maio 2021

    terça, 15 de dezembro de 2020, às 12:30h

    10 de outubro de 2016. Nessa data, eu começava minha trajetória no Política Dinâmica. Ainda era desconhecido, recém-formado em jornalismo pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e vinha de uma experiência de dois anos como estagiário do G1 Piauí

    No Política Dinâmica, passei a fazer jornalismo político, com foco também em gestão pública e judiciário. Comprei meu primeiro terno para cobrir o dia-a-dia dos bastidores do poder e transitar por Assembleia Legislativa, Câmara Municipal de Teresina, tribunais e palácios.

    Aqui vivi as minhas melhores experiências nesses anos como profissional. Também houve falhas e erros, é necessário reconhecer, mas os acertos sem dúvida foram imensa maioria. Aos poucos, conquistei um espaço e consegui me fazer razoavelmente conhecido no meio.

    Ainda preciso aprender muito, mas tenho absoluta certeza de que nesses quatro anos e dois meses de PD eu aprendi e evoluí bastante. Foram reportagens inesquecíveis, coberturas marcantes, tensões, correria, viagens e muita dedicação ao jornalismo e à sociedade.

    Aqui fiz jornalismo de modo diverso: fui crítico, fiz perguntas que por vezes incomodaram, acordei de madrugada para coberturas de impacto, fiz reportagens com resgate de fatos históricos, mostrei curiosidades da política, escancarei descasos no interior do Piauí, etc.

    Tudo com a seriedade e o rigor exigidos, mas sem abrir mão dos princípios basilares do jornalismo responsável. Neste 15 de dezembro de 2020, quatro anos, dois meses e cinco dias após minha chegada no PD, eu me despeço com o coração cheio de gratidão.

    Gratidão aos queridos Viviane Menegazzo e Marcos Melo, pelas oportunidades dadas, pela liberdade garantida e pela confiança no potencial daquele jovem recém-formado que eles contrataram lá em outubro de 2016. Gratidão ao meu fiel escudeiro repórter fotográfico Jailson Soares, o melhor desse Estado, que esteve junto comigo em todas as empreitadas, na capital ou no interior. Essa dupla tem história! 

    Por fim, também agradeço a todas as fontes e aos que acompanharam meu trabalho aqui. Aos que me cumprimentavam no supermercado, na farmácia, nos restaurantes, nas cidades do interior do Piauí. A cada um que dizia: “você é aquele menino do Política Dinâmica, né?” Continuo contando com o carinho de vocês daqui em diante.

    Minha coluna no PD vai deixar de ser atualizada hoje e esse é o meu texto de despedida. Porém, tudo o que produzi segue aqui e você pode encontrar sempre que quiser. Agora sigo para um novo desafio profissional no jornalismo. Ao Política Dinâmica e aos colegas que ficam, só desejo sucesso e prosperidade. 

    Grande abraço. Gustavo Almeida

    • R&G Feet
  • segunda, 14 de dezembro de 2020, às 13:01h

    Wellington reconhece problema com soltura de presos (Foto: Reprodução/Governo do Piauí)

    O governador Wellington Dias (PT) apontou nesta segunda-feira (14) que a soltura de presos por causa da pandemia contribuiu para o agravamento da violência no Piauí. A fala ocorreu durante solenidade de anúncio de concurso público para a Polícia Militar no Palácio de Karnak.

    “Nós temos um momento desafiador porque, na área da segurança, tivemos uma decisão do Judiciário em razão da Covid-19, de ter uma flexibilização na liberação de vários presos. Isso teve um efeito com a saúde, mas teve um efeito colateral na segurança. Então, todo o esforço nosso agora vai nessa linha”, falou.

    Segundo Wellington, o Governo do Piauí está dialogando com o presidente do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) para que os juízes tenham um cuidado especial na hora de tomar decisões. A preocupação do governador com a flexibilização na soltura de presos é principalmente por conta da presença do crime organizado no Estado.

    “O Piauí, a exemplo de outros estados brasileiros, tem uma presença do crime organizado e há a necessidade de todo um cuidado”, afirmou.

    • R&G Feet
  • segunda, 14 de dezembro de 2020, às 12:32h

    Encontro de Ciro com deputados já visa 2022 (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O senador Ciro Nogueira (Progressistas) informou que vai reunir os deputados do partido para articular a oposição para 2022. O encontro será às 17h desta segunda-feira (14) na casa dele.

    Passadas as eleições municipais, o foco total agora está voltado para o pleito de 2022. Ciro quer solidificar uma forte base de oposição ao governador Wellington Dias (PT).

    Por enquanto, o encontro vai reunir apenas os deputados. Posteriormente, a intenção do senador é organizar um grande encontro também com os prefeitos do partido. 

    • R&G Feet
  • segunda, 14 de dezembro de 2020, às 10:59h

    Ademar Bezerra foi prefeito por dois mandatos (Foto: Reprodução/Instagram)

    O ex-prefeito de São José do Piauí, Ademar Bezerra, morreu nesta segunda-feira (14) vítima da Covid-19. O político tinha 61 anos e estava internado em Teresina há algumas semanas. 

    Ademar é pai do prefeito eleito de São José do Piauí, Admaelton Bezerra (MDB). Ele usou as redes sociais para lembrar a história do pai e disse que vai continuar o seu legado.

    "Ademar, um homem de luta! Um homem íntegro, sério, que lutou por São José todos esses anos, pois queria uma cidade melhor para todos! Ademar foi homem político, já foi vereador por 2 mandatos, vice-prefeito e prefeito por 2 mandatos, e já fez muito por nossa cidade. Ademar, meu pai, amigo, que o senhor vá em paz! Que Deus o tenha em um bom lugar! E pode ter certeza, que vou continuar seu legado na nossa amada cidade. Te amo!", escreveu.

    Os casos de covid-19 voltaram a subir em São José do Piauí e a cidade está desde a semana passada em lockdown decretado pela prefeitura. O bloqueio deve durar até o dia 1º de janeiro.

    • R&G Feet
  • segunda, 14 de dezembro de 2020, às 8:21h

    João Henrique Sousa coordena a transição (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Os trabalhos da equipe de transição do prefeito eleito Dr. Pessoa (MDB) já estão na fase final. A expectativa é de que até a próxima sexta-feira (18) o relatório esteja finalizado.

    A primeira reunião que deu início à transição aconteceu no dia 1º deste mês, dois dias após Dr. Pessoa ter sido eleito prefeito de Teresina.

    Passadas duas semanas, os trabalhos chegam na fase final. A previsão de conclusão para o dia 18 foi dada por João Henrique Sousa, coordenador da equipe de transição.

    • R&G Feet
  • sexta, 11 de dezembro de 2020, às 11:54h

    Deputados querem PSD contemplado na gestão (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O PSD dos deputados Georgiano Neto e Júlio César quer dois espaços na gestão de Dr. Pessoa (MDB). A intenção do partido é bem definida: quer um espaço para poder contribuir com a gestão municipal e outro para abrir vaga para o primeiro suplente do partido na Câmara.

    Porém, até agora Dr. Pessoa não sinalizou para atender o desejo do PSD. Em contato com o Política Dinâmica nesta sexta-feira (11), o deputado estadual Georgiano Neto disse que a direção do partido está esperando o prefeito eleito para uma conversa.

    “Estamos aguardando uma conversa com Dr. Pessoa”, falou o deputado.

    Ele, porém, não respondeu se essa conversa está marcada. 

    O PSD apoiou Dr. Pessoa no segundo turno da eleição em Teresina e elegeu dois vereadores. O primeiro suplente do partido é Eduardo Draga Alana, que teve 2.105 votos.

    • R&G Feet
  • sexta, 11 de dezembro de 2020, às 11:05h

    Robert Rios, vice-prefeito eleito de Teresina (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Em sua fala durante o anúncio de parte do secretariado do prefeito eleito Dr. Pessoa (MDB), o vice-prefeito eleito Robert Rios (PSB) disse que muitas pessoas passam fome na periferia de Teresina. Segundo ele, esse é um dos desafios a serem encarados pela nova gestão.

    “Queremos fazer uma administração com muita humildade, sensibilidade e com muita humanidade. Teresina é uma cidade que tem muita desigualdade e quem andar na periferia vai encontrar muita fome. Essa é uma equação que precisa ser resolvida em Teresina. Uma cidade não pode ser feliz se as pessoas passam fome”, constatou Robert.

    • R&G Feet
  • sexta, 11 de dezembro de 2020, às 10:33h

    Robert Rios garante que não haverá perseguição (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O vice-prefeito eleito de Teresina, Robert Rios (PSB), informou na quinta-feira (10) que a nova gestão não vai chegar cortando todas as pessoas que trabalham na gestão do prefeito Firmino Filho (PSDB). Segundo ele, se engana quem pensa que os novos gestores vão usar a guilhotina com funcionários da atual gestão. Robert diz que quem trabalha e ajuda a cidade, vai continuar.

    “Quem achava que ia ser perseguido, que nós íamos chegar lá com guilhotina cortando todo mundo, está enganado. Quem trabalha vai trabalhar, quem é útil vai continuar sendo útil, quem ajuda Teresina nós queremos que continue ajudando. É assim que nós estamos vendo”, falou.

    Há alguns dias, Robert já havia pedido para os servidores comparecerem ao trabalho no dia 2 de janeiro, mesmo aqueles que forem exonerados no dia 31 de dezembro pelo prefeito Firmino Filho (PSDB), medida de praxe em todo fim de gestão. Conforme Robert, Dr. Pessoa é quem vai decidir quem fica e quem sai, mas é importante todos comparecem aos seus postos de trabalho.

    • R&G Feet
  • sexta, 11 de dezembro de 2020, às 9:51h

    Parlamentar conseguiu articular chapa de consenso (Foto: Arquivo Pessoal)

    O vereador José Cardoso de Sousa (PSD) é candidato único à presidência da União das Câmaras Municipais do Estado do Piauí (AVEP) e deverá ser aclamado pelos colegas no início de janeiro. Cardoso apostou na articulação para conseguir o consenso na entidade.

    Com a eleição assegurada, o parlamentar do município de São Miguel do Tapuio vai presidir a AVEP pelos próximos quatro anos. José Cardoso foi o terceiro vereador mais votado de São Miguel do Tapuio nas eleições deste ano. Ele teve 713 votos.

    Além dele, a chapa de consenso é composta pelo vereador Jardel Paz (MDB), de Ribeiro Gonçalves, que será vice-presidente. O vereador Chico Moura (MDB), do município de Itaueira, será o 1º secretário. Outros 11 parlamentares municipais integram a chapa.

    A União das Câmaras Municipais do Estado do Piauí, que ainda mantém a sigla AVEP, é a nova denominação da Associação dos Vereadores do Estado do Piauí, criada na década de 1980.

    • R&G Feet
  • quinta, 10 de dezembro de 2020, às 15:03h

    Pessoa anuncia reforma na estrutura municipal (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), anunciou nesta quinta-feira (11) que vai reduzir o número de secretarias municipais em sua gestão. Atualmente, o município possui mais de 30 secretarias e/ou estruturas com status de secretaria, como SDUs e Fundações. 

    Ao ser questionado sobre o assunto, Pessoa não cravou para quantas pretende reduzir, mas apontou que a intenção é deixar algo em torno de 26 secretarias. 

    “Quantas eu não sei lhe dizer exatamente, mas vou sim [reduzir]. A meta é deixar mais ou menos 26 secretarias.”, informou o prefeito eleito.

    Ele, porém, não citou nenhuma das estruturas que pretende extinguir e/ou fundir.

    • R&G Feet
  • quinta, 10 de dezembro de 2020, às 14:38h

    Dr. Pessoa durante anúncio de parte da equipe (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Na coletiva de imprensa em que anunciou parte do secretariado nesta quinta-feira (10), o prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), revelou que ainda espera as felicitações do governador Wellington Dias (PT). Segundo Pessoa, o contato do petista é esperado desde que ele venceu as eleições para prefeito, porém, diz que ainda não aconteceu.

    “Eu vou conversar com o governador. Eu estou esperando ainda ele se comunicar dando as felicidades (sic), o que ainda não teve. Ainda não houve aquele contato. Não recebi ainda nem telefonema, nem bilhete, nem telegrama e nem nada”, falou.

    Apesar de seguir aguardando os parabéns do governador, Dr. Pessoa usou essa ausência de contato para rechaçar as críticas de que era um candidato de Wellington Dias.

    • R&G Feet
  • quinta, 10 de dezembro de 2020, às 14:11h

    Dr. Pessoa ao lado do vice Robert Rios (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Ao anunciar parte do secretariado da sua gestão nesta quinta-feira (10), o prefeito eleito de Teresina, Dr. Pessoa (MDB), admitiu a possibilidade de ser candidato nas eleições de 2022 e, dessa forma, não concluir o mandato de prefeito da capital.

    Questionado sobre o assunto pelo jornalista Pedro Alcântara, da TV Antena 10, Pessoa disse que a intenção é ficar até o fim, porém, não descartou ser candidato daqui a dois anos.

    “Eu não posso dizer ‘dessa água não beberei’, mas a intenção é servir ao povo de Teresina quatro anos.”, respondeu o prefeito eleito.

    Dr. Pessoa concorreu ao governo do Estado em 2018, quando perdeu para Wellington Dias (PT).

    • R&G Feet
  • quinta, 10 de dezembro de 2020, às 12:51h

    Parte da equipe foi apresentada à imprensa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    O prefeito eleito Dr. Pessoa (MDB) anunciou nesta quinta-feira (11) parte da equipe de secretários. Em coletiva de imprensa realizada na Zona Leste de Teresina, Pessoa apresentou seis nomes. A maior parte deles já vinha sendo apontada pela imprensa.

    Na Secretaria de Governo, o escolhido foi o engenheiro eletricista e ex-deputado estadual Adolfo Nunes. A Secretaria de Finanças será comandada pelo vice-prefeito Robert Rios. O médico Gilberto Albuquerque vai presidir a Fundação Municipal de Saúde (FMS).

    Ele negou que tenha feito escolhas por pressão (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    A Secretaria de Educação será comandada pelo atual reitor da Uespi, Nouga Cardoso. A Secretaria de Administração ficará sob o comando do advogado Leonardo Carvalho. E a surpresa foi na Comunicação, que terá como secretário o jovem jornalista Lucas Pereira.

    Parte do secretariado anunciado por Dr. Pessoa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Ao anunciar os nomes, Dr. Pessoa garantiu que as escolhas ocorreram sem pressão e nem influência de ninguém. Ele rebateu críticas de que será mandado por outras pessoas na gestão. 

    "Todo o secretariado passou por essa mão [mostrou a mão]. Não aceitei nenhuma pressão. Não houve pressão. Foi tudo livremente livre", disse o prefeito eleito.

    • R&G Feet
  • quarta, 09 de dezembro de 2020, às 15:35h

    Dudu diz que PT aceita cargos no gestão de Pessoa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

    O Partido dos Trabalhadores (PT) apoiou a candidatura de Dr. Pessoa (MDB) para prefeito de Teresina no segundo turno da disputa. Agora, a legenda assiste à formação da equipe do novo prefeito. Segundo o vereador reeleito Dudu, o partido não fez acordo de apoio em troca de cargos, mas está pronto para aceitá-los caso Dr. Pessoa ofereça.

    “O PT apoiou o Dr. Pessoa simplesmente pela mudança e vai dar sustentação a essa mudança que o povo de Teresina já apontou desde o primeiro turno da eleição. Agora, o PT ou algumas pessoas do partido não vão se furtar de dar a sua contribuição caso possam estar sendo chamados. Mas o PT não impôs e nem vai impor nada.”, afirmou o vereador.

    LEIA TAMBÉM:
    Dudu reage à fala de Ciro: "Vive de trair. Vá caçar o que fazer"

    • R&G Feet
  • quarta, 09 de dezembro de 2020, às 14:30h

    Vereador Fábio Dourado é o autor da lei (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

    Na última sessão de 2020, a Câmara Municipal de Teresina aprovou nesta quarta-feira (9) um projeto de lei ordinária que prevê a leitura da Bíblia nas escolas públicas e privadas do município. A proposição é de autoria do vereador Fábio Dourado (Solidariedade).

    A lei é controversa. Ela não obriga as escolas a adotarem a leitura da bíblia, uma vez que seu artigo 1º diz que a medida será facultativa às instituições de ensino. Por outro lado, o artigo 2º prevê que a leitura será feita todos os dias no início das aulas, em ambos os turnos.

    Segundo a justificativa do projeto aprovado, o objetivo é proporcionar o conhecimento cultural e de fatos históricos bíblicos. O vereador sustenta que o projeto não é de cunho religioso, mas sim educacional. Ele também fala em resgatar valores da família.

    “Tem a finalidade de enriquecer o conhecimento dos alunos e resgatar os valores da família, respeito ao próximo e ensinamentos da Sagrada Escritura, pois a sabedoria norteia as atitudes humanas”, diz um trecho do projeto de lei aprovado.

    Ainda na justificativa do projeto, o vereador Fábio Dourado afirma que a iniciativa não vai de encontro ao estado laico. “A leitura bíblica proporcionará aos alunos fundamentos históricos e sua iniciativa não se contrapõe ao Estado laico”, aponta.

    Fábio Dourado não se reelegeu nas eleições deste ano.

    • R&G Feet


voltar para 'Política Dinâmica'