Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
CONFIANÇA DE ARAQUE

APÓS ELOGIAR ISONOMIA E DIZER QUE CONFIAVA EM DESEMBARGADOR DO TRE-PI, PREFEITA DE SÃO RAIMUNDO PEDE SUSPEIÇÃO DO MAGISTRADO

02/03/2020 16:50 - Atualizado em 02/03/2020 17:16

Carmelita tenta reverter cassação no TRE-PI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

A prefeita de São Raimundo Nonato, Carmelita Castro (PP), pediu a suspeição do presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí, desembargador Francisco Antônio Paes Landim. Ela justifica que ele é irmão do deputado federal Paes Landim, pré-candidato a prefeito da cidade, e alega que ele poderá influenciar em seu prejuízo no julgamento que pode cassar o mandato dela.

O julgamento está previsto para esta terça-feira (3). A defesa da prefeita alega que ficou sabendo, através de uma matéria publicada no site BR Político, do Estadão, que o deputado federal Paes Landim é pré-candidato a prefeito da cidade em oposição a ela. Por isso, argumenta que a presença de um irmão dele na presidência do Tribunal que vai julgá-la pode lhe prejudicar. A matéria do site BR Político foi publicada somente na última quinta-feira (27).

INCOERÊNCIA NO DISCURSO

O argumento da defesa contraria tudo que Carmelita falou no dia 19 de fevereiro numa entrevista à Rádio FM Cultura, de São Raimundo. Na ocasião, ela disse que confia nos homens que fazem a Justiça do Piauí, falou sobre a pré-candidatura de Paes Landim e disse que o fato dele ter um irmão na presidência do TRE-PI não lhe causava preocupação porque o desembargador é um homem sério e que, ao vestir a toga, não age como irmão de ninguém.

Ou seja, muito antes da matéria do BR Político, ela já sabia que o deputado é um eventual adversário na disputa municipal. Ela até elogiou Paes Landim e disse que a presença dele na disputa pela prefeitura de São Raimundo Nonato faria a campanha ser de alto nível. Para Carmelita, a presença de um irmão dele na presidência do TRE-PI não lhe causava nenhuma preocupação. Eis o que ela falou em resposta ao radialista Gercílio Magalhães.

“De jeito nenhum [não me preocupo com o fato do irmão dele ser presidente do TRE-PI]. Porque lá ele não está como irmão do deputado Paes Landim, ele está como desembargador e presidente do TRE-PI. Ele não está lá como irmão do deputado e nem como amigo. Ele está como desembargador e presidente, um cargo que muito honra a ele. Então, isso não me preocupa de jeito nenhum. Não mexe com minha tranquilidade de jeito nenhum”, falou.

Prefeita pediu suspeição do juiz que dizia confiar (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

CONFIANÇA DEMAIS

Na mesma entrevista, Carmelita disse que confiava na seriedade dos homens que fazem a Justiça do Piauí, inclusive o desembargador Francisco Antônio Paes Landim. “Minha gente, a Justiça do Piauí ainda tem homens sérios e eu acredito na Justiça do meu estado. Acredito primeiro em Deus, na minha inocência e também acredito na Justiça do meu Estado”, falou

Agora, ela acha perigoso o irmão de Paes Landim em seu julgamento. Ao fazer o pedido de suspeição do presidente do TRE-PI por entender que ele pode influenciar em seu prejuízo, Carmelita não apenas desfaz tudo que falou sobre a isonomia do magistrado, como também mostra que a confiança que ela dizia ter na Justiça era, na verdade, uma confiança de araque.

LEIA TAMBÉM:
Juiz manda pautar julgamento 

Julgamento que agita os bastidores

Polícia Federal periciou provas

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA