NOTÍCIAS

GESSIVALDO MUDA O DISCURSO

DEPUTADO GESSIVALDO ISAIÁS RECUA NO APOIO À RAFAEL FONTELES APÓS VER JEOVÁ ALENCAR ANUNCIAR APOIO À CAMPANHA DA OPOSIÇÃO LIDERADA PELO PROGRESSISTAS

02/06/2022 10:57

O deputado estadual Gessivaldo Isaías (Republicanos), desde quando ingressou na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) em 2011, se manteve fiel a base do governo do PT de Wellington Dias. Assim era, elo menos, até pouco tempo atrás, quando dizia confiante nos corredores da Alepi que permaneceria fiel na base, apoiando a campanha de sucessão do governo petista, defendendo o nome do ex-secretário Rafael Fonteles (PT).

Gessivaldo Isaías se manteve fiel ao governo do PT desde quando ingressou na Alepi em 2011, mas já ensaia a traição (foto: Jailson Soares / PD).

ENSAIANDO A TRAIÇÃO

Porém, o discurso mudou. Segundo o jornalista Gustavo Almeida, em sua coluna no Lupa1, o deputado Gessivaldo agora ameaça romper com seu apoio à chapa petista. “O partido tem várias opiniões agora e eu não tenho uma decisão tomada. Vou ter que esperar para poder me expressar. Por enquanto, não tomo nenhuma postura”, afirmou Gessivaldo.

Esse recuo de Gessivaldo em apoiar, incondicionalmente, a chapa da base do governo, veio logo após o vereador Jeová Alencar (Republicanos), presidente da Câmara Municipal de Teresina, aderir à campanha da oposição (veja matéria!). 

Na semana passada, Jeová declarou apoio à campanha de Joel Rodrigues (PP) ao Senado, principal adversário da campanha de Wellington Dias (PT), que também concorrerá ao mesmo cargo. O vereador é, também, pré-candidato à deputado estadual. Com interesses unificados, as chances da chapa do Republicanos fazer dois deputados até existe. Mas concorrendo diretamente por uma vaga e com interesses completamente opostos, Gessivaldo fica sem a cadeira na Alepi, avaliam os melhores "contadores de votos" nos bastidores.

Se correr, o bicho pega, se ficar, o bicho come: Gessivaldo estaria desconfortável em ter que sair da base (foto: Jailson Soares / PD)

Nos mesmos bastidores, o que se comenta é que Gessivaldo é um político experiente e se está recuando ao dizer que vai "aguardar", é porque entende que essa movimentação de Jeová em apoiar um candidato do Progressista deve ter sido combinada com o prefeito Doutor Pessoa (Republicanos).

Até mesmo porque, ao final de uma semana do barulhento anúncio de Jeová com a oposição, o prefeito Doutor Pessoa até agora não deu um pio.

E na política também vale aquele ditado popular: “se não discorda é porque concorda”.

Deputado estaria aguardando a decisão de Doutor Pessoa (Republicanos) para definir qual chapa vai realmente apoiar nas eleições de 2022 (Foto: Jailson Soares/ PD)

Gessivaldo sabe do risco que corre de ficar de fora da Assembleia em 2023. Ir para campanha contra os membros do seu partido -- Doutor Pessoa e Jeová -- é garantir que isso aconteça. 

Matéria relacionada:
ELEITOR DE LULA E FILIADO EM PARTIDO QUE APOIA BOLSONARO, PASTOR GESSIVALDO ISAÍAS TEM UMA ELEIÇÃO BASTANTE DIFÍCIL

Comente