Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
OPÇÕES
PSOL LANÇA PRÉ-CANDIDATOS A GOVERNO E SENADO

PROFESSORA NATURAL DO SEMIÁRIDO PIAUIENSE VAI DISPUTAR O GOVERNO DO ESTADO. EX-DEPUTADO FEDERAL TENTARÁ MANDATO DE SENADOR

01/05/2018 20:34 - Atualizado em 02/05/2018 07:40

Partido apresenta opções à população do Piauí (Foto: Divulgação/Assessoria)

O Partido Socialismo e Liberdade (Psol) lançou na tarde desta terça-feira (1º) as pré-candidaturas da professora Sueli Rodrigues ao governo do Piauí e do ex-deputado federal Jesus Rodrigues ao Senado. O lançamento aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores dos Correios, em Teresina.

Natural da cidade de Francinópolis, no semiárido piauiense, e ex-militante do PT, partido que deixou ainda em 2001, Maria Sueli Rodrigues aceitou convite para se filiar ao Psol e disputar o governo do Estado. A professora tem um histórico de lutas em defesa da agricultura familiar e dos direitos dos povos remanescentes de quilombos no Piauí.

“Depois da crise [política que o Brasil enfrenta] eu senti a necessidade de voltar para um partido político e escolhi o Psol. Quando eu vim para o Psol, já vim com essa perspectiva, colocando o meu nome para disputar. Estou afastada para o pós-doutorado, mas termino no início de julho e esse é exatamente o tempo que eu preciso estar aqui [para a campanha]”, falou.

Sueli e Jesus Rodrigues foram lançados pelo Psol (Foto: Divulgação/Assessoria)

A pré-candidata promete lutar por mais igualdade, justiça social e criticou ataques aos direitos humanos que, segundo ela, têm aumentado no Brasil. Ela defendeu a luta contra a corrupção, mas criticou a forma como o Poder Judiciário tem conduzido algumas ações. Para ela, existem abusos no atual momento político brasileiro, fato que a instigou a retornar à política.

“Eu não quero dizer que essa luta contra a corrupção não tem nada de valor. Agora, no bojo dessa tal luta muitas arbitrariedades foram acontecendo, inclusive com violação de direitos humanos. A gente sabe que a maior parte dessas delações é o quê? O sujeito fica ali preso, quando ele vê que não tem mais nenhuma saída, ele se propõe a ser um delator. E antes daquilo ser verificado como verdade ou não, a imprensa já publica como real. Isso é muito preocupante. O meu retorno é no sentido de contribuir para fortalecer uma concepção política de Esquerda, de que é possível se candidatar pelas ideias de Esquerda”, falou.

CRÍTICA A WELLINGTON DIAS
Sueli Rodrigues também criticou o modelo de gestão praticado pelo governador Wellington Dias, seu ex-colega de partido. Segundo ela, o PT comete graves erros ao violar direitos chamando de “projeto de desenvolvimento”. Sueli diz que, em nome do desenvolvimento apontado pelo PT, populações quilombolas perdem suas terras e recebem indenizações baixíssimas.

“Não dá para dizer que um projeto desse é desenvolvimento. Nem sei se é crescimento econômico, pois se você pega os dados do PIB piauiense, onde tem o grande plantio de grãos representa 17%. Então eu nem sei se isso é crescimento econômico. A nossa defesa é por um projeto de desenvolvimento que tenha centralidade nas pessoas e na economia local. As estratégias econômicas locais precisam entrar no projeto de desenvolvimento”, afirmou.

Ex-deputado vai disputar o Senado Federal (Foto: Divulgação/Assessoria)

JESUS RODRIGUES NO SENADO
O ex-deputado federal Jesus Rodrigues é a aposta do Psol para disputar uma das vagas de senador nas eleições deste ano. Prometendo fazer uma campanha de perfil diferente, ele volta a disputar um mandato eletivo após oito anos, quando se elegeu deputado federal pelo PT. Sem nunca ter tido seu nome envolvido em escândalos, ele agora quer chegar ao Senado.

“Nós precisamos de um perfil de político diferente do que nós temos hoje. Eu considero que estou nessa situação por ter uma vida política um pouco diferente do usual. A minha principal tarefa ao longo dessa minha vida de militante partidário e de gestor público foi primar pela coerência. E é com essa história de coerência que eu quero me apresentar para as pessoas e, claro, esperar que a minha mensagem seja compreendida, que o meu perfil esteja na expectativa da população do Piauí para representar o Estado no Senado do Brasil”, falou.

Jesus foi deputado, mas nunca teve nome em escândalos (Foto: Divulgação/Assessoria)

Jesus Rodrigues deixou o PT após as eleições de 2014 e tem sido um crítico das práticas políticas adotadas pela sigla. Em fevereiro, ele concedeu entrevista ao Política Dinâmica, onde falou dos seus planos para o pleito deste ano e relatou o que o levou a deixar o PT. Seu atual partido, o Psol, deve ir para a eleição numa coligação com o Partido Comunista Brasileiro (PCB).

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ENCONTRO
MARDEN E TERESA CALIBRAM OPOSIÇÃO PARA 2019
MARDEN E TERESA CALIBRAM OPOSIÇÃO PARA 2019
SOLENIDADE
O 17 PROIBIDO
O 17 PROIBIDO
PARLAMENTO
ALEPI TEVE IRMÃOS DEPUTADOS AO MESMO TEMPO
ALEPI TEVE IRMÃOS DEPUTADOS AO MESMO TEMPO
VOTAÇÃO
FARTO NA FARTURA
FARTO NA FARTURA