Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
NA REDE GLOBO
JORNAL NACIONAL MOSTRA DESCASO DO GOVERNO NO SUL DO PIAUÍ

REPORTAGEM EXIBIU DRAMA ENFRENTADO PELA POPULAÇÃO DO MUNICÍPIO DE DOM INOCÊNCIO DEVIDO À OBRA INACABADA

11/03/2018 11:16 - Atualizado em 11/03/2018 12:56

Reportagem mostrou descaso na região Sul (Foto: Reprodução/TV Globo)

Um drama vivido há mais de duas décadas pela população do município de Dom Inocêncio, a 615 km de Teresina, ganhou repercussão nacional neste sábado (10). O Jornal Nacional, da TV Globo, mostrou o descaso a que os moradores do longínquo município piauiense são submetidos em razão da falta de acesso e por conta de uma ponte que o governo estadual construiu e não fez as cabeceiras. Veja a reportagem aqui.

Com a cheia de riachos nos períodos chuvosos, a cidade chega a ficar isolada. O JN mostrou moradores usando escadas e se arriscando para poderem escalar a ponte e fazerem a travessia do riacho da localidade Fazenda do Meio. Quando as águas sobem, motoristas que fazem o transporte de passageiros precisam fazer uma baldeação. Um carro leva os moradores até uma margem e outro espera na margem oposta.

Homem com perna fraturada é auxiliado na ponte (Foto: Reprodução/TV Globo)

Nas imagens exibidas pelo Jornal Nacional, moradores ajudam um homem com a perna quebrada a descer da ponte. Ele voltava de Teresina, onde estava hospitalizado devido à fratura. Segundo a reportagem, o governo do Estado informou que não há previsão da obra ser retomada e que os serviços pararam devido à falta de dinheiro.

OBRA LENDÁRIA
As obras de asfaltamento do trecho de 78 km entre São Lourenço do Piauí e Dom Inocêncio começaram em 2011, ainda na gestão de Wilson Martins (PSB). Na época, menos de 20 quilômetros foram asfaltados e em seguida os trabalhos ficaram parados durante anos. Em 2016, já no governo de Wellington Dias (PT), a construção da ponte sobre o riacho Fazenda do Meio foi iniciada, mas os serviços pararam meses depois.

Obra é prometida há mais de duas décadas (Foto: Reprodução/TV Globo)

Em agosto de 2017, toda a obra foi retomada, com a continuação do asfaltamento de mais uma parte do trecho e também dos serviços na ponte. No entanto, em dezembro tudo voltou a parar. A estrutura da ponte até foi concluída, mas ficou sem as cabeceiras, o que não resolveu o problema do isolamento nos períodos de chuva, deixando a população indignada.

NA LISTA DO EMPRÉSTIMO
A estrada de Dom Inocêncio consta nas obras que seriam executadas com o empréstimo de R$ 600 milhões tomados pelo governo do Piauí junto à Caixa Econômica Federal em 2017. Conforme relação entregue pelo governo de Wellington Dias à Caixa, quase R$ 10 milhões da operação de crédito seriam destinados para a “conclusão” dos serviços. A Secretaria de Estado da Infraestrutura é a responsável pela obra.

Obra parou sem que cabeceiras da ponte fossem feitas (Foto: Reprodução/TV Globo)

MOVIMENTO
Cansados de promessas, um grupo de moradores de Dom Inocêncio lançou em 2017 um movimento popular intitulado “Dom Inocêncio sem asfalto, Dom Inocêncio sem votos”. A campanha reivindica a conclusão do asfaltamento e cobra das autoridades a execução da obra. Em julho, uma audiência pública foi realizada no dia em que o governador Wellington Dias visitou a cidade. O petista, no entanto, não compareceu à reunião e preferiu participar de um evento paralelo com aliados políticos a poucos metros de onde ocorria a audiência.

Comentários (8)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
    paulo henrrique-comerciante em 11 de março de 2018 às 12:03

    o sul do estado sofri com propraganda enganosa aqui na cidade de guaribas a dificuldade e grande o piaui esta esquercido comerciante de guaribas-pi

    ilton-pi em 11 de março de 2018 às 12:03

    sou missionario da igreja missionaria de curitiba-parana estamos no piaui evangelizando e percebo o descasso de um governo com o estado graças a Deus na nossas missão sempre temos tido o apoio de outras igrejas de nomes missionariais andamos e evangelizando distribuindo biblias - livros e ate roupas e alimentos o piaui e o estado grande que tem muitas terras e ver pouco investimentos- missionario da igreja missionaria de curitiba-parana em missão no piaui- sul do estado do piaui-pi

    francisco-teresina em 11 de março de 2018 às 12:03

    o piaui as pessoas sabem que e grande moro na cidade de agricolandia-pi sou membro da igreja evangelica assembleia de Deus onde lideres deveria denunciar o esquercimento com nossa regiao o povo de Deus tem que tomar decisão e nao ficar em cima do muro parabens aos missionarios das igrejas missionariais por terem coragem de da opiniões -agricolandia-pi

    benjamin isrrael em 11 de março de 2018 às 12:03

    moro na cidade de picos-pi aqui as pessoas so falam em neymar e na politica observo que as tvs do piaui poucas tem coragem de dá opiniões adimiro a globo a record e o politica dinamica a liberdade de expressão e garantida no brasil- universitario de teresina-pi

    paulo-teresina em 11 de março de 2018 às 12:03

    sou missionario da igreja missionaria em teresina a nossa capital ver o desenvolvimento em geração de emprego e ver que o nosso governante ate as despesas pessoais e paga pelo estado os deputados do piaui a maioria percebe que outros nomes ganharao suas vagas o parlamento que tem muitos suplentes enquanto o povo muitos estão desempregados parabens pela boa reportagem isso e um governo que pensa que o piaui e tranquilo calmo e desenvolvido o piaui precisa crescer e se desenvolver graça e paz missionario paulo melo-igreja missionaria teresina

    lidelsson-campo-maior em 11 de março de 2018 às 12:03

    moro na cidade de bocaina-pi e sou membro da igreja missionaria em bocaina nesta eleição votarei acompanhando as irmandades missionariais o piui e grande e desenvolvido voto no lula trabalhou muito só que em relação ao piaui acompanho a irmandade e lideres moro no piaui e hora de o piaui andar vejo jvc e luciano bom nomes vi teresina e percebo e olhei e uma bela capital irmão de bocaina-pi graça e paz

    valdir-teresina em 11 de março de 2018 às 12:03

    teresina e o 1 colegio eleitoral parnaiba o 2 e picos o 3 e piripiri o 4 colegio eleitoral vejo o jvc um grande lider trabalho no grupo e sei que e provavel candidato o armazem paraiba a hueston o frigotil sao exemplos de empresas que gera emprego voto no jvc pesquisas internas ja mostram jvc com 13%- - eleitor de picos-pi

    Fontineles em 12 de março de 2018 às 07:03

    Onde se deve empregar o dinheiro publico? Para alguns governos, aplica-se em OBRAS e para outros, na compra de apoios políticos. Nesse caso em específico, está se cumprindo a segunda opção.

Notícias relacionadas
INDEFINIDO
NÃO TEM CHAPA FECHADA
NÃO TEM CHAPA FECHADA
PROPOSTA
REJANE QUER ABOLIR EXPRESSÃO “PORTADORES DE DEFICIÊNCIA”
REJANE QUER ABOLIR EXPRESSÃO “PORTADORES DE DEFICIÊNCIA”
ESPAÇOS
REGINA SOUSA NEGA POSSIBILIDADE DE SER VICE; JÁ WELLINGTON, NÃO
REGINA SOUSA NEGA POSSIBILIDADE DE SER VICE; JÁ WELLINGTON, NÃO
OPINIÃO
CHAPA, CHAPINHA, CHAPÃO E ‘CHAU POVO’
CHAPA, CHAPINHA, CHAPÃO E ‘CHAU POVO’