Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
EM 2019, WELLINGTON E REGINA FALARAM EM FREAR CONVOCAÇÃO DE SUPLENTES

GOVERNADOR E VICE-GOVERNADORA ASSUMIRAM PROMETENDO NÃO REPETIR FARRA DOS SUPLENTES NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO PIAUÍ

26/08/2020 12:28 - Atualizado em 26/08/2020 12:47

Wellington Dias e a vice Regina Sousa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Quando assumiu o Governo do Estado para o quarto mandato em janeiro de 2019, o governador Wellington Dias (PT) prometeu que não iria repetir o festival da convocação de suplentes na Assembleia Legislativa do Piauí. Defendendo austeridade na gestão pública, ele apontou que chamaria no máximo três suplentes para o parlamento estadual.

A vice-governadora Regina Sousa (PT) foi no mesmo caminho. Declarou à imprensa que era preciso acabar com tantos suplentes convocados, pois, segundo ela mesma reconheceu, cada suplente empossado era mais gasto para o Estado. “Vamos diminuir aí a chamada de deputados, pois é despesa. Cada vez que você chama um deputado e um suplente entra, é mais despesa que você aumenta.”, disse a vice-governadora em maio de 2019.

Passados alguns meses, o governador Wellington Dias parece não ver mais a necessidade de austeridade. Já chamou nove suplentes para a Assembleia Legislativa. É o triplo do que ele considerava ideal no começo da gestão, quando sugeriu que chamaria no máximo três.

Regina Sousa não fez nenhuma crítica pública ao fato do governador ter descumprido o que disse e chamado nove suplentes em 20 meses. É quase um suplente convocado a cada dois meses. A última empossada foi a radialista Jôve Oliveira (PTB), que ficou na 10ª suplência da coligação governista em 2018. Com a efetivação do primeiro suplente Bessah (Progressistas) após a morte de Fernando Monteiro, ela é hoje a nona suplente.

Poucos meses se passaram e o festival continua. Tudo como dantes no quartel de Abrantes.

LEIA TAMBÉM:
Piauí: é feliz quem é suplente aqui

Comente!

ANTERIOR

PIABAS DO RABO SECO

PRÓXIMA

CONDENAÇÃO DE JOICE É ALENTO PARA A BOA POLÍTICA