NOTÍCIAS

GESSY DISSE NÃO A DOUTOR PESSOA

CANDIDATA REVELA QUE PREFEITO DE TERESINA QUERIA APOIAR ELA PARA DEPUTADA FEDERAL, MAS DECIDIU MANTER CANDIDATURA AO GOVERNO PELO PSC

10/08/2022 12:00

A presidente do PSC Piauí e candidata ao Governo do Piauí, Gessy Lima, revelou que disse não a uma proposta feita pelo prefeito de Teresina, Doutor Pessoa (Republicanos) com relação as eleições de 2022. Gessy se destacou ao iniciar sua carreira política conquistando um 3º lugar nas eleições para Prefeitura de Teresina em 2020, com mais de 50 mil votos, ficando, inclusive, na frente do deputado federal Fábio Abreu (PSD) que, com apenas 29 mil votos, ficou e 5º lugar. Gessy diz não ter aceitado proposta de Doutor Pessoa para ser candidata à deputada federal pelo Republicanos (foto: Jailson Soares PD)

Logo após o fim daquele primeiro turno, Gessy anunciou apoio à Doutor Pessoa para o 2º turno. Ao vencer a eleição, Pessoa deu à Gessy o cargo de secretária de Economia Solidária da Prefeitura de Teresina. Ela ficou no cargo até 31 de março de 2022. Antes disso, em 2021, ao se tornar presidente do PSC Piauí, Gessy chegou a se lançar como pré-candidata ao Governo do Estado e queria o apoio de Doutor Pessoa.    

Na época, o prefeito estava mais alinhado com o vice-prefeito Robert Rios (PSB), e não recebeu bem a notícia. Chegou a dizer que se qualquer secretário de sua gestão que quisesse ser candidato, já ficaria sabendo que não poderia indicar outro nome para o seu lugar e, assim, perderia o mando sobre a pasta. 

Apesar das ameaças de Doutor Pessoa, no geral, não foi o que ocorreu neste início de período eleitoral.  

APOIO DE DOUTOR PESSOA 

Questionando pelo Política Dinâmica sobre o porquê de não ter conquistado o apoio do Doutor Pessoa, a candidata explica que o prefeito tinha outros planos pra ela. “Não é nem que o apoio não veio, a proposta do Doutor Pessoa é que eu pudesse fazer a composição no partido dele e disputasse uma candidatura à Federal, e a minha resposta a ele e a todos que me procuraram é, que ficou extremamente grata a todos que me procuraram e enxergaram em mim o potencial de disputar a candidatura proporcional, mas o que disse é que tenho meu compromisso firmado no PSC desde 2021. Eu dei a minha palavra para pessoas que se dispuseram a disputar a candidatura proporcional, tenho um projeto em construção”, explicou Gessy. 

Nas eleições municipais de 2020, Gessy apoiou Doutor Pessoa à Prefeitura e ganhou cargo na gestão municipal após as eleições (foto; Jailson Soares PD)

Segundo a candidata, ela está muito bem no PSC e a pré-candidatura ao Governo do Estado já estava posta desde o ano passado. “Já existia um projeto em andamento, antes de qualquer proposta que tenha recebido. Como já disse, fico feliz por cada proposta, cada convite que eu recebi, mas eu já tinha uma palavra dada e eu costumo honrar com a minha palavra e hoje eu estou aqui pra de fato honrar com essa palavra que eu dei a vocês piauienses”, afirmou Lima.  

A candidata também afirmou que não se coloca como 3ª via na disputa. “A Gessy é a via, a única via”, afirmou. Ela explicou ainda que o PSC além da candidatura dela e do vice, apoiará a candidatura ao senado de Fábio Sérvio (Podemos) e montou uma chapa com 11 candidatos à deputados federais, sendo quatro dessas mulheres.  

Gessy disse que Fábio Sérvio tem os mesmos propósitos dela para o Piauí (foto: Jailson Soares PD)“A nossa relação [com Fábio Sérvio] começou ainda em 2020, quando disputamos a Prefeitura de Teresina, mesmo ele sendo oponente não houve um embate. Porque estávamos ali por um mesmo propósito de mostrar um projeto viável para Teresina. Depois do primeiro debate, o Fábio foi pra TV e me elogiou e eu achei uma atitude nobre dele (...). Desde esse tempo temos um alinhamento ideológico, de ideias, de projetos, a visão que a gente tem pra Teresina e, também, para o Estado”, explicou Gessy. 

ALIANÇA COM CIRO NOGUEIRA E BOLSONARO 

A candidata não confirmou se houve alguma proposta do ministro Ciro Nogueira (PP-PI) para alinhamento com a campanha de Sílvio Mendes (União Brasil) para o Governo do Estado, apenas voltou a confirmar que há tinha um compromisso com o PSC.  

Gessy diz que não fará palanque para nenhum candidato a presidência da República (foto: Jailson Soares PD)

“Tenho acordo firmado e sou presidente é do PSC Piauí. Tanto que como candidata e presidente estadual a gente tem muitas atribuições, muitas responsabilidades e quando eu dou minha palavra eu vou até o fim. Existe a polarização política tanto de um lado quanto de outro, são dois grupos políticos muito fortes, e tem a Gessy aqui com o povo e como a voz representando vocês que estão com esse grito na garganta, com a necessidade de quem lhes representem, com a necessidade de quem possa, de fato, gerir o Governo do Estado para você, pra sua casa, pra sua família”, disse Gessy. 

Sobre a possibilidade de pedir voto para a reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL), Gessy disse que não irá apoiar nenhum dos candidatos à presidência. “O PSC nacional optou por ficar neutro em relação a presidência e eu Gessy como candidato ao Governo do Piauí e como presidente estadual do PSC vou focar na candidatura ao governo, somente”, afirmou. 

Comente