DECISÃO DE GIL CARLOS CAUSA GUERRA ENTRE PT E MDB EM SÃO JOÃO

ESCOLHA DO EMPRESÁRIO EDNEI AMORIM PARA SUCESSÃO DO PREFEITO ENCONTRA RESISTÊNCIA E SEGMENTOS PETISTAS PASSAM A ATACAR EDNEI E GIL

Gustavo Almeida Gustavo Almeida
07/07/2020 10:58 - Atualizado em 07/07/2020 11:10


Dr. Poroca, Gil Carlos e Ednei Amorim (Foto: Montagem / PoliticaDinamica.com)

No último fim de semana o prefeito de São João do Piauí, Gil Carlos (PT), anunciou que o candidato da situação no município será o tio dele, o empresário Ednei Amorim (MDB). O anúncio foi feito após reunião em que a Executiva Municipal do PT decidiu apoiar o nome de Ednei. A cabeça de chapa era disputada pelo emedebista e pelo médico Dr. Poroca (PT). Mas a escolha anunciada como “acordo” entre todos têm gerado guerra política na cidade.

Dr. Poroca e segmentos do PT não aceitam a decisão e passaram a atacar duramente a escolha. Na tarde da segunda-feira (6), Poroca ajudou a espalhar uma carta escrita por petistas locais que não aceitam o nome de Ednei. Na carta, eles afirmam que a Executiva Municipal do PT é composta em sua maioria por pessoas que têm cargos na gestão de Gil Carlos e por isso se submetem aos caprichos do prefeito para impor o nome do tio.

“A Executiva Municipal é composta, na sua maioria, por membros que detêm cargos na Prefeitura e, em razão disso, se submetem aos caprichos pessoais do prefeito Gil Carlos, que os manobrou a aprovarem a candidatura do seu tio do MDB”, diz um trecho.

Em outro ponto, eles afirmam que Ednei é campeão em rejeição popular e foi recentemente condenado por desvio de dinheiro público. Esse segmento petista entende que Gil Carlos manobrou a Executiva para aprovar a candidatura do próprio tio e considera a decisão uma traição aos eleitores petistas de São João do Piauí.

“Essa cúpula submissa e acovardada, em traição ao povo e ao eleitor petista, se subordinou aos interesses familiares do prefeito, ao aprovar a candidatura do seu tio Ednei Amorim, que é campeão de rejeição popular, e ainda, recentemente condenado a prisão por desvio de recurso público, em sentença da 3ª Vara da Justiça Federal datada de 24 de junho do presente ano”, diz.

Em entrevista a uma rádio local também na segunda-feira (6), o próprio Dr. Poroca disse que não concorda com a escolha de Ednei e avisou que seu grupo vai entrar com recurso no Diretório Estadual e, se necessário for, vai recorrer o Diretório Nacional do PT para garantir candidatura própria do partido em São João do Piauí. Na entrevista, ele garantiu que não vai recuar da ideia de ser candidato.

“Nós não concordamos com a decisão tomada no último sábado pelo Diretório Municipal. Essa decisão cabe recurso e nós, conversando, entendemos que vamos entrar com recurso no Diretório Estadual e, se preciso for, vamos até a última instância que é o Diretório Nacional. Quero dizer para São João do Piauí que nós continuamos defendendo a tese de candidatura própria e não vamos recuar”, avisou Dr. Poroca.

LEIA TAMBÉM:
Grupo de Gil Carlos define candidato em São João do Piauí

ANTERIOR

GEORGIANO NETO DEIXA HOSPITAL APÓS 23 DIAS

PRÓXIMA

EVALDO ACREDITA EM WELLINGTON NA CAMPANHA DE FÁBIO NOVO