Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
OPERAÇÃO TOPIQUE
"NÃO ME LEMBRO DE CABEÇA"

WELLINGTON DIAS FALA SOBRE OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL E DIZ NÃO SE LEMBRAR COM PRECISÃO DOS INVESTIGADOS NA AÇÃO

03/08/2018 11:47 - Atualizado em 03/08/2018 12:08

Wellington Dias falou sobre operação (Foto: Marcos Melo/PoliticaDinamica.com)

O governador Wellington Dias (PT) esteve na manhã desta sexta-feira (3) na Câmara Municipal de Teresina. Ele foi prestigiar a convenção do PHS, partido que deve continuar na sua base para as eleições deste ano. Dias aproveitou a oportunidade para falar da Operação Topique, deflagrada pela Polícia Federal, que confirmou a existência de um esquema de corrupção nos serviços de transporte escolar do estado e de algumas prefeituras do interior.

Ele falou logo para evitar que o assunto fosse tema de perguntas na sua convenção que acontece às 14h. De acordo com informações que chegaram ao Política Dinâmica, a orientação da Coordenadoria de Comunicação do governo foi que veículos de televisão não fizessem perguntas ao governador sobre a operação da PF. Ao chegar na Câmara, as indagações sobre o assunto foram feitas, praticamente, apenas pelo Política Dinâmica.

Wellington falou sobre os contratos da Seduc e disse que a sua gestão mudou a maneira de contratar as empresas. Ele também comentou as subcontratações, que segundo a Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU) são ilegais, feitas pelas empresas nos municípios, quando elas subcontratam terceiros para fazer o transporte escolar ao invés de terem pessoas dos próprios quadros da empresa executando o trabalho.

"Nós saímos de um modelo em que se paga por quilômetro rodado para um modelo em que se paga por aluno. Existem contratos que são celebrados e as empresas terceirizam esses contratos nos municípios. Todas as locadoras, como áreas de serviço, ou elas investem comprando um veículo ou credenciando um veículo. É como um comerciante que botou um comércio mas não comprou o prédio e sim alugou o prédio", falou.

CONHECE OS INVESTIGADOS?
O Política Dinâmica também quis saber se Wellington Dias conhece os investigados. O petista respondeu afirmando, de cabeça, não lembra, mas certamente conhece alguns porque mora em Teresina, como se só os conhecessem pelo simples fato do Piauí ser pequeno.

"Eu não me lembro aqui de cabeça, mas certamente sim. Eu vivo em Teresina e conheço muitas empresas. Dou graças a Deus aos empreendedores que trabalham no Piauí", falou.

A reportagem também indagou Wellington se ele sabia que uma das empresas que aluga carros para a Secretaria de Estado da Educação também alugava para o gabinete dele, quando ele era senador da República. "Não sei. As empresas alugam para qualquer um. Elas são livres para alugar para qualquer área", respondeu.

Comentários (1)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
    Francisco Marques em 03 de agosto de 2018 às 12:08

    É muito cinismo!!!

Notícias relacionadas
OPERAÇÃO TOPIQUE
PAULO MARTINS E RIBINHA DERAM A MANCADA
PAULO MARTINS E RIBINHA DERAM A MANCADA
OPERAÇÃO TOPIQUE
“NÃO É ASSUNTO PARA A OAB!”
“NÃO É ASSUNTO PARA A OAB!”
FRAUDE NA SEDUC
OS PRÓXIMOS DIAS VÃO ESQUENTAR
OS PRÓXIMOS DIAS VÃO ESQUENTAR
LAVA-JATO
CIRO DE ALMA LAVADA
CIRO DE ALMA LAVADA