Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
FALTA ADUTORA
SEM ÁGUA NA CIDADE, PREFEITO FAZ APELO AO GOVERNADOR

MUNICÍPIO DE CURIMATÁ TEM SIDO ABASTECIDO POR CARROS PIPAS, MAS PREFEITO DENUNCIA QUE ATRASO NO PAGAMENTO DOS PIPEIROS QUE ESTARIAM SEM RECEBER

08/09/2017 09:16 - Atualizado em 08/09/2017 09:33

Valdecir Júnior faz apelo ao governador Wellington Dias (Foto:PoliticaDinamica.com)

O município de Curimatá, região Sul do Piauí, passa por uma das mais graves crises da história do município no abastecimento de água. Com o agravamento da seca, a barragem da cidade está praticamente seca e cerca de 12 mil pessoas estão sem água dependendo do abastecimento feito pelos carros-pipa.  A denúncia é que o repasse que deveria ser feito pela Secretaria de Defesa Civil aos pipeiros está em atrasa há três meses. Sem pagamento, a crise no abastecimento de água tem se agravado. 

O prefeito Valdecir Júnior (PSDB) gravou um vídeo mostrando o drama da cidade e pedindo providências ao governador Wellington Dias (PT) para a regularização do abastecimento na cidade.   O prefeito também denuncia que a falta de água poderia ser amenizada se o governo construísse uma adutora para levar a água da Barragem de Algodões II até a cidade. Segundo ele, a barragem tem capacidade suficiente para matar a sede de todo o município de Curimatá. 

 “Cerca de 12 mil pessoas em Curimatá estão passando seca. São 8 mil n zona urbana e 4 mil na rural, que dependiam da água da barragem e hoje vivem essa triste realidade. Ao mesmo tempo, 27 km que separam o povo que passa sede do mar de água da barragem de Algodões II que foi construída no período de 2001 a 2005 e não serve para atender o povo. Desde da construção o governo nunca fez a adutora. Sem a adutora a água não chega e o povo passa sede. A barragem tem água suficiente para matar a sede. Com pouco mais de R$ 6 milhões se faria a adutora. A Agespisa arrecada 160 mil por mês de Curimatá. É dinheiro suficiente para fazer a adutora e resolver o problema da seca”, disse o prefeito.

  A cidade conta com apenas 10 carros-pipa para atender as demandas da população da zona urbana e zona rural. “Faço um apelo as autoridades. O pagamento feito aos carros-pipa está atrasado. Pedimos ao governador e à Secretaria de Defesa Civil que regularizem a situação”, afirmou. 

OUTRO LADO

 A Secretaria de Defesa Civil afirma que a situação deve ser regularizada na próxima semana. A assessoria informou que o atraso seria de apenas um mês e se deve a questões burocráticas como o envio de notas fiscal do trabalho prestado pelos pipeiros.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:

Mais notícias sobre:

Notícias relacionadas
ELEIÇÕES 2018
“TRÊS ALBERTÕES DE VOTOS PARA REJANE DIAS”, PEDE DANIEL OLIVEIRA
“TRÊS ALBERTÕES DE VOTOS PARA REJANE DIAS”, PEDE DANIEL OLIVEIRA
REELEIÇÃO
DE OLHO EM 2018, WELLINGTON E REJANE DIAS REÚNEM PREFEITOS
DE OLHO EM 2018, WELLINGTON E REJANE DIAS REÚNEM PREFEITOS
DISPUTA
LÍDER REAGE E CRITICA OPOSIÇÃO A WELLINGTON DIAS
LÍDER REAGE E CRITICA OPOSIÇÃO A WELLINGTON DIAS
DISPUTA
“VOU PEDIR A DISSOLUÇÃO DA CÂMARA DE TERESINA”, DIZ DUDU
“VOU PEDIR A DISSOLUÇÃO DA CÂMARA DE TERESINA”, DIZ DUDU