Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
"INDÚSTRIA DA MULTA"

CÂMARA APROVA CRIAÇÃO DE 12 CARGOS COMISSIONADOS PARA ATUAREM NA STRANS E OPOSIÇÃO PROTESTA

19/12/2017 12:04 - Atualizado em 20/12/2017 10:39

Os vereadores de Teresina aprovaram a criação de 12 cargos comissionados na Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans). Os servidores contratados irão trabalhar na Junta Administrativa de Recursos de Infração (Jari), que julga os recursos das multas de trânsito.    

Oposição e base trocam acusações na Câmara (Foto:JailsonSoares/PoliticaDinamica.com) 

 A oposição foi contra a proposta. O vereador Dudu (PT) afirma que com, o projeto, o prefeito Firmino Filho (PSDB) irá colocar o “lobo cuidando do galinheiro”.   Segundo ele, a prefeitura vai escolher os profissionais que irão decidir se as multas são ou não válidas.

"O prefeito Firmino Filho cria 12 cargos e vai colocar as pessoas dele para julgar as multas. É um reforço da indústria da multa. Os motoristas de Teresina é que serão prejudicados. Serão pessoas ligadas diretamente aos interesses da prefeitura que vão decidir sobre as multas. É colocar o lobo para cuidar do galinheiro", declarou.

A líder do prefeito na Casa, Graça Amorim, reagiu e disse que a oposição falta com a verdade. Segundo ela, a mudança dará mais agilidade ao serviço com o reforço de pessoal. "A oposição não pode trabalhar aqui com mentiras. Esses cargos são necessários para agilizar o serviço prestado. Essa é uma reivindicação da própria população. Se fala muitas falácias nesse Casa. É preciso apresentar um serviço de qualidade para a população e ter mais pessoal é essencial para isso", declarou.

O vereador Major Paulo Roberto (SD) afirmou que em momento de crise, não faria sentido criar mais cargos comissionados. "Como o prefeito fala em crise e cria 12 cargos. Não faz sentido esse discurso do prefeito. Essa criação de cargos é imoral. Sou contra isso! Quem perde é o povo de Teresina", comentou.

A matéria foi aprovada com 20 votos. Votaram contra os vereadores Cida Santiago (PHS), Deolindo Moura (PT), De. Lázaro (PPS), Dudu (PT), Joaquim do Arroz (PRP), Zé Neto (PMDB) e Major Paulo Roberto (Solidariedade).

Comente!

ANTERIOR

WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE

PRÓXIMA

GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES