Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
OPOSIÇÃO BOICOTA ABERTURA DO ANO LEGISLATIVO

OPOSIÇÃO NÃO COMPARECE À SOLENIDADE NA ASSEMBLEIA. 13 DEPUTADOS NÃO PARTICIPARAM, INCLUSIVE O PRESIDENTE DA CASA

05/02/2018 09:25 - Atualizado em 05/02/2018 20:28

Oposicionistas não compareceram (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)

Sem a presença do presidente Themístocles Filho (MDB), a abertura do Ano Legislativo sofreu um esvaziamento. O evento começou com atraso e dos 30 parlamentares, apenas 17 participaram da cerimônia, sendo que apenas 15 estavam presentes na revista às tropas. 

O atraso fez com que o governador Wellington Dias (PT) chegasse antes do final da cerimônia de revista da tropa. O governador ficou na presidência esperando os deputados retornarem ao plenário. Nos anos anteriores, são os parlamentares que aguardam a chegada do governador. 

A ausência da oposição, segundo o deputado Robert Rios (PDT) foi um protesto contra o governador. O movimento seria um protesto contra as propostas feitas por Wellington no ano de 2017 e que não foram cumpridas. O único parlamentar de partido de oposição que compareceu foi Wilson Brandão. Mas apesar de ser do PSB, ele não é considerado opositor a Wellington, pelo contrário, eles possuem uma boa relação. 

O presidente da casa, deputado Themístocles Filho, foi substituído pelo deputado Evaldo Gomes ( PTC). O emedebista está em Brasília para reunião com o presidente Michel Temer.

O governador levou à Casa um discurso com foco na parceria entre o Legislativo e o Executivo. Ele pediu apoio para aprovação das matérias de interesse do governo e falou das dificuldades financeiras causadas pela crise econômica e a expectativa pela liberação do empréstimo de R$ 315 milhões da Caixa Econômica Federal.

O líder do MDB, deputado João Madison, afirma que o partido, que tem a maior bancada, irá trabalhar para ajudar o governo. "Vamos continuar votando o que for para o bem do Piauí. Já está na pauta a sabatina do presidente da Agespisa. Isso é prioridade!", afirmou.

O Piauí tem, hoje, 43 deputados, sendo 30 titulares e 13 suplentes. Em resposta ao boicote da oposição, Evaldo Gomes disse que não vai criar "cavalo de batalha". "O ideal é que todos estivessem aqui. Mas eles escolheram não participar. Faz parte da democracia. Eu não vou criar cavalo de batalha com isso", declarou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELEIÇÕES 2018
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
VIAGEM
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
ELEIÇÕES 2018
“MAIORES PARTIDOS DEVEM FICAR COM AS VAGAS MAJORITÁRIAS”, DIZ MARCELO CASTRO
“MAIORES PARTIDOS DEVEM FICAR COM AS VAGAS MAJORITÁRIAS”, DIZ MARCELO CASTRO
DISPUTA
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ