Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
“TIAGO VASCONCELOS NÃO É NENHUM MEDALHÃO”, DIZ GUSTAVO HENRIQUE

PRESIDENTE DO DIRETÓRIO DO PSC EM TERESINA DIZ NÃO TEMER FILIAÇÃO DO NOVO PRESIDENTE ESTADUAL; ELE AFIRMA TER SIDO CONSULTADO PELA DIREÇÃO NACIONAL

06/11/2016 12:10 - Atualizado em 02/12/2016 09:55

Gustavo Henrique diz não temer filiação de Tiago Vasconcelos ao PSC (Foto:Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O anuncio da filiação do vereador Tiago Vasconcelos ao PSC foi uma surpresa para muita gente e gerou especulações no partido. O presidente do diretório do partido em Teresina, Gustavo Henrique, faz questão de afirmar que foi consultado pelo presidente nacional da sigla, pastor Everaldo, e nega qualquer problema com Tiago. Ele afirma que o parlamentar não seria “nenhum medalhão” para provocar receios dentro da legenda.

Gustavo Henrique afirma que se mantém como presidente municipal do PSC na capital e como secretário geral da executiva estadual. “Ocupo esses dois cargos que são de grande importância no partido. O Tiago vai comandar o PSC a nível estadual. Tem a missão de preparar a legenda para disputar vagas na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa. Não há nenhum receio. Primeiro pelo que sei o Tiago não é nenhum medalhão, não é um cara vaidoso. Eu fui consultado sobre a vinda dele. Para mim não foi surpresa. Se ele quiser viabilizar uma candidatura ninguém vai ser contra. Agora acredito que a situação para o próprio Tiago é diferente porque em 2014 ele teve o apoio do Wilson Martins (PSB) e tinha cargo no Detran. Agora a coisa mudou. É outro momento”, declarou.

O presidente municipal, que foi candidato a senador em 2014, afirma que o partido passou por um momento traumático com a saída de Mão Santa e diz que este é o momento de crescer. Se por um lado Gustavo nega qualquer mal-estar com a vinda de Tiago, de outro, enfatiza que como presidente, ajudou a melhorar o índice de votação da legenda na capital. “Em 2012, o PSC teve 2.700 votos em Teresina. Nessa época eu não era presidente. Em 2016, esse número subiu para 13 mil. Diferença expressiva. Ajudamos o partido a crescer e vamos continuar com esse trabalho”, comentou.

Sobre 2018, Gustavo afirma não saber se será candidato. “Vou continuar trabalhando. Não sei se serei candidato. Mas vou continuar ajudando o partido. Continuamos a rotina de viagens ao interior do estado”, disse.

Comente!

ANTERIOR

WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE

PRÓXIMA

GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES