Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
SERVIDORES
CÂMARA ALTERA DIREITOS E VEREADORES SÃO HOSTILIZADOS

BASE DO PREFEITO APROVOU MUDANÇA NA ASSISTÊNCIA À SAÚDE E CAUSOU REVOLTA NOS MANIFESTANTES QUE ACOMPANHAVAM A VOTAÇÃO

19/12/2017 12:59 - Atualizado em 20/12/2017 10:36

A base do prefeito Firmino Filho (PSDB) aprovou projeto que gera alterações na assistência à saúde dos servidores municipais, com a criação do Fundo de Assistência ao Servidor (FAS).  Com a mudança, o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Teresina (SINDSERM) denuncia que pode haver alterações em pontos como percentual de contribuição para cada procedimento.

Vereadora Cida Santiago (que votou contra) conversa com o presidente do SINDSERM (Foto:LídiaBrito/PoliticaDinamica.com)

O conselho terá poder de decidir sobre pontos como carência do plano e reajustar o valor percentual de cada procedimento. A proposta foi aprovada com 20 votos favoráveis e sete contrários. Votaram contra Dudu (PT), Deolindo (PT), Cida Santiago (PHS), Joaquim do Arroz (PRP), Zé Nito (PMDB) e Major Paulo Roberto (Solidariedade).

Revoltados com o resultado, os manifestantes que acompanhavam a votação reagiram com xingamentos contra os vereadores. A líder do prefeito Graça Amorim (PMB) e Enzo Samuel (PCdoB) foram os mais hostilizados pelos servidores. O sindicato usou palavras como “vendidos” e “ladrões” se referindo à base aliada que seguiu a orientação do Palácio da Cidade.

O presidente do SINDSERM, Sinésio Soares, disse que os servidores nem foram informados sobre o projeto. Segundo ele, a prefeitura agiu em silêncio para evitar manifestações e discussões.

Vereadores foram xingados pelos manifestantes após a votação (Foto:LídiaBrito/PoliticaDinamica.com)

“O prefeito altera a assistência à saúde dos servidores. Sofremos descontos de 3% da remuneração para assistência à saúde todo mês e o prefeito resolveu mexer no artigo 60, que trata da carência do plano e da questão do percentual sobre cada procedimento. Ou seja, vai transferir da lei para o conselho, onde ele tem maioria, para ter o poder de reajustar o valor percentual de cada procedimento. Hoje 3% já é muito. Se aumentar é um perigo maior ainda. Somos contra até porque é inconstitucional”, declarou.

O sindicato afirma que Firmino Filho tem uma postura autoritária e que se nega a dialogar com as categorias. “Isso prejudica os servidores. O sindicato sequer foi informado. Foi feito tudo às escondidas porque não foi publicado na pauta do dia. Ficamos sabendo porque recebemos a informação de pessoas aqui da Câmara. O prefeito atua como soberano “, comentou.

Base do prefeito Firmino Filho aprovou mudança na saúde do servidor (Foto:JailsonSoares/PoliticaDinamica.com)

A vereadora Graça Amorim afirmou que a mudança não prejudica o servidor. Segundo ela, a alteração é necessária para que o serviço prestado possa ser o melhor possível. “Essa Casa nunca irá votar algo de prejudicial ao povo de Teresina. É normal que toda mudança traga receios, mas não terá nenhum prejuízo ao servidor”, disse em meio às vaias dos manifestantes.

Os vereadores da oposição chegaram a propor a retirada da matéria da pauta, mas não obtiveram sucesso. “É um cavalo de troia dado como presente de Natal ao servidor de Teresina. O correto era ter sido retirado de pauta, ter uma audiência pública e entrar em discussão apenas no próximo ano”, defendeu Deolindo Moura.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ALIANÇAS
PEN BUSCA SE REESTRUTURAR APÓS SAÍDA DE GRUPO DE BOLSONARO
PEN BUSCA SE REESTRUTURAR APÓS SAÍDA DE GRUPO DE BOLSONARO
DISPUTA
“ZIZA NÃO TEM CACIFE PARA FALAR EM NOME DO GOVERNADOR”, DIZ EVALDO
“ZIZA NÃO TEM CACIFE PARA FALAR EM NOME DO GOVERNADOR”, DIZ EVALDO
FÉRIAS
PROFESSORES PROTESTAM CONTRA ATRASOS
PROFESSORES PROTESTAM CONTRA ATRASOS
FISCALIZAÇÃO
PREFEITO QUE GASTAR COM CARNAVAL PODE TER CONTAS REPROVADAS
PREFEITO QUE GASTAR COM CARNAVAL PODE TER CONTAS REPROVADAS