Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Senado aprova projeto que reconhece singularidade dos serviços de Contadores

PRESIDENTE DA ASCONPEPI, IGO BARROS, DESTACA A ATUAÇÃO CONJUNTA DE TODA A CLASSE DOS CONTADORES EM TODO O BRASIL

12/12/2019 00:42 - Atualizado em 12/12/2019 00:52

O plenário do Senado Federal aprovou, em votação simbólica, o Projeto de Lei Nº 4489, que reconhece o caráter singular às atividades exercidas por profissionais contadores e advogados.

A proposta é de autoria do Senador Efraim Filho, e que teve emenda sugerindo a inclusão dos contadores. O projeto, que na CCJ teve relatoria do senador Veneziano Vital do Rêgo, permite a dispensa de licitação para contratação de serviços jurídicos e de contabilidade pela administração pública.

Para o Presidente da Associação dos Contadores Públicos do Estado do Piauí (Asconpepi), Igo Barros, que acompanha de perto os debates em Brasília, a aprovação é um grande passo rumo a mais esta conquista pela categoria dos Contadores Públicos.

"Estamos a um passo de concluirmos esta missão, com a aprovação do projeto, tornando-o lei, que reconhece a singularidade dos serviços de contador e advogado, vindo, assim, a desburocratizar a atuação destes profissionais", destacou Igo Barros.

Igo Barros também evidenciou a atuação marcante do membro do Conselho Regional de Contabilidade da Paraíba (CRC-PB), Sr. Bruno Sitonio e dos membros da Associação Paraíba de Contadores Públicos (APCP), que tem a frente o presidente Alexandre Aureliano Oliveira Farias.

O projeto agora segue para sanção presidencial.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
Coronavírus: Juiz determina atendimento a moradores de rua em THE
Coronavírus: Juiz determina atendimento a moradores de rua em THE
Ex-ministro do TSE é contra adiamento das eleições de outubro para 2022
Ex-ministro do TSE é contra adiamento das eleições de outubro para 2022
MPT-PI recomenda que clientes fiquem separados a cada 5m² em Teresina
MPT-PI recomenda que clientes fiquem separados a cada 5m² em Teresina
Justiça fecha abrigo em situação irregular no PI e impõe multa por descumprimento da decisão