Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Promotoras de Justiça são homenageadas na Semana Nacional da DPE

HOMENAGEM FOI O RECONHECIMENTO AO TRABALHO REALIZADO PELOS MEMBROS DO PARQUET NO ESTADO DO PIAUÍ

17/05/2019 11:54

As promotoras de Justiça Cléia Fernandes (Secretaria Geral do MPPI e coordenadora do Comitê de Saúde e Qualidade de Vida no Trabalho) e Marlúcia Evaristo (titular da 28ª promotoria de Justiça de Teresina) foram homenageadas pela Defensoria Pública do Estado do Piauí (DPE-PI) com medalhas do mérito defensorial. A homenagem aconteceu no Auditório do Tribunal Regional Eleitoral. Membros e servidores do Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI) também prestigiaram as homenagens.

A homenagem, que foi um reconhecimento do trabalho realizado pelas promotoras de Justiça em defesa da sociedade e da parceria histórica entre a DPE-PI e o MPPI, integra a Semana Nacional da Defensoria Pública, que neste ano tem como tema: “Defensoria Pública e os Direitos das Mulheres” e o slogan “Em Defesa Delas”. A programação teve início no dia 13 de maio e segue até o dia 18 deste mês.

Durante a cerimônia, as promotoras de Justiça agradeceram as homenagens e reafirmaram o papel da Instituição em exigir o fiel cumprimento da lei e defender a sociedade.

A promotora de Justiça Cléia Fernandes relembrou que iniciou a prática jurídica na Defensoria. “Sou muito grata a essa instituição da qual fui estagiária e aprendi muito. Foi muito bom acompanhar o crescimento e a conquista da autonomia financeira da DPE-PI. Eu me sinto muito a vontade, nessa casa, pela quantidade de amigos que cultivei. É uma satisfação muito grande, para nós do MPPI, contar com o apoio da Defensoria para desempenharmos nosso papel de defesa da sociedade”, destaca.

“Acho que não existe uma causa maior a se defender do que o direito do ser humano. Eu, como representante do Ministério Público estou à disposição da Defensoria para juntos trabalharmos em defesa da sociedade e somar forças. Temos que dar as mãos", disse a promotora de Justiça Marlúcia Evaristo.

O Defensor Público Geral Erisvaldo Marques dos Reis ressaltou que a Instituição vem se consolidando, cada vez mais, como forte e autônoma, sendo a garantia de acesso à Justiça para a população mais vulnerável. “Queremos oferecer a estas pessoas que venham a nos procurar, um atendimento qualificado e eficiente para que possam resolver suas demandas. Para isso, necessitamos vencer alguns desafios, sendo o principal um orçamento compatível com a realidade da Defensoria, a partir do qual teremos condições de melhor estruturar a Instituição para podermos acolher a cada um que, muitas vezes, tem na Defensoria o único apoio para a garantia dos seus direitos”, conta Erisvaldo Marques.

A subprocuradora de Justiça Institucional Martha Celina de Oliveira Nunes participou da mesa de honra do evento.

FOTOS DA SOLENIDADE


FONTE: Com informações da Assessoria

ANTERIOR

Prováveis convenções virtuais precisam de muitos ajustes pelo TSE, diz advogado

PRÓXIMA

TCE-PI detecta irregularidades e suspende cinco concursos públicos no Piauí