Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
2.ª Vara do Tribunal do Júri condena réu a quase 19 anos de prisão em Teresina

RÉU ERA ACUSADO PELO MP-PI DE MATAR LARA FERNANDES EM NOVEMBRO DO ANO PASSADO E FOI DENUNCIADO POR FEMINICÍDIO

16/10/2019 16:16 - Atualizado em 16/10/2019 16:26

A 2.ª Vara do Tribunal do Júri da comarca de Teresina, em julgamento realizado ontem (15), condenou Eduardo Pessoa Araújo a 18 anos e 11 meses de prisão pela morte de Lara Fernandes, em novembro do ano passado. A sentença foi pronunciada pela magistrada Rita de Cássia da Silva, juíza substituta da unidade.

Originalmente, o acusado havia se declarado inocente da acusação de homicídio qualificado por motivo fútil movida pelo Ministério Público. Além disso, a acusação ainda apresentou a qualificadora de crime cometido pela condição do sexo feminino — ou seja, feminicídio — e de utilização de meio dificultoso à defesa da vítima. A interpretação do júri foi pela condenação do réu.

Quando da dosimetria da pena, a juíza Rita de Cássia se baseou no artigo 59 do Código Penal, fixando a pena-base em 14 anos e três meses de prisão. Em função dos agravantes de motivo fútil e de recurso que dificultou a defesa da vítima, a pena foi aumentada em dois anos e quatro meses de prisão, resultando no tempo final de reclusão de 18 anos e 11 meses de prisão, iniciando seu cumprimento em regime fechado. A magistrada também condenou o réu a pagar os custos processuais.

CONFIRA A ÍNTEGRA DA DECISÃO.pdf

FONTE: Com informações da Assessoria

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
Coronavírus: Juiz determina atendimento a moradores de rua em THE
Coronavírus: Juiz determina atendimento a moradores de rua em THE
Ex-ministro do TSE é contra adiamento das eleições de outubro para 2022
Ex-ministro do TSE é contra adiamento das eleições de outubro para 2022
MPT-PI recomenda que clientes fiquem separados a cada 5m² em Teresina
MPT-PI recomenda que clientes fiquem separados a cada 5m² em Teresina
Justiça fecha abrigo em situação irregular no PI e impõe multa por descumprimento da decisão