Coluna Justiça Dinâmica Política Dinâmica
Em posse no TRE-PI, Maria Luíza destaca desafios das eleições municipais

Magistrada é Juíza Titular da 1ª Vara da Infância e da Juventude de Teresina e no TRE-PI acompanhará a realização das eleições 2020

11/09/2020 18:54

O Presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), Des. José James Gomes Pereira, deu posse à Juíza de Direito, Maria Luíza de Moura Mello e Freitas, como Juíza Substituta na Corte  Eleitoral piauiense, na categoria de Juiz de Direito, para o biênio 2020/2022, em substituição ao juiz Raimundo Holland Moura Queiroz, em cerimônia nesta sexta (11), no Gabinete da Presidência do TRE-PI, que contou com a presença, além dos citados, do Diretor Geral do TRE-PI, Ronaldo Maique Araújo Braga, que leu o termo de posse.

Em seu discurso a magistrada disse: "É com muita honra que eu assumo o cargo de Juíza Substituta do TRE-PI para o qual fui indicada, sou um soldado da Justiça Eleitoral, servi durante 18 anos no interior do Estado e respondi por todas as Zonas Eleitorais de todas as Comarcas por onde passei e também aqui na Capital respondi pela 98ª Zona, e sempre nos pleitos eleitorais fui designada para responder por alguma Zona Eleitoral que, naquele período, estava sem representatividade de um juiz. Estamos é um ano eleitoral, um pleito que não é fácil, pois trata-se de uma eleição municipal, e espero corresponder as expectativas e ser merecedora dessa indicação dos que me fizeram chegar até aqui. Muito obrigada." 

O evento obedeceu aos protocolos de segurança estabelecidos pelo TRE-PI, em parceria com a Secretaria de Saúde do Piauí, em consonância com as instruções do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde.

Maria Luíza de Moura Mello e Freitas é Juíza Titular da 1ª Vara da Infância e da Juventude de Teresina. Atuou como magistrada nas Zonas Eleitorais dos municípios de Teresina, União, Miguel Alves, Oeiras, Demerval Lobão, Buriti dos Lopes, Várzea Grande e Santa Cruz do Piauí.

Graduada em Direito pela Universidade de Fortaleza – UNIFOR; é especializada em Direito Penal pela Escola de Magistratura Piauiense em parceria com a Universidade Federal do Ceará – UFCE, e em Enfrentamento a Violência contra Criança e Adolescente pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUC-PR; possui MBA em Gestão Judiciária pela Fundação Getúlio Vargas – FGV; e Curso de Doutorado - Direito e Ciências Sociais – na Universidad del Museo Social Argentino – UMSA, em Buenos Aires – Argentina.

É natural da cidade de Valparaíso, no Estado de São Paulo, distante 563 km daquela Capital. Residiu naquele município até os seis anos quando veio em definitivo para o Estado do Piauí, onde seus familiares paternos e maternos se estabeleceram.


FONTE: Com informações do TRE-PI

Daniel Silva

Daniel Silva

Colunista no Justiça Dinâmica

Comente!

ANTERIOR

OAB vai debater liberação de posts patrocinados para advocacia

PRÓXIMA

Justiça determina que FMS instale centro de reabilitação de pessoas com deficiência