Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
NA ALEPI
UM LÍDER QUE HONROU O POSTO

DEPUTADO ESTADUAL JOÃO DE DEUS SE DESPEDE DO MANDATO, OUVE PALAVRAS DE AGRADECIMENTO E É ELOGIADO POR GOVERNISTAS E OPOSITORES

28/03/2018 23:11 - Atualizado em 30/03/2018 10:54

Deputado estadual se despediu da Alepi (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Os deputados estaduais que vinham exercendo o mandato na condição de suplente se despediram da Assembleia Legislativa do Piauí nesta quarta-feira (28). Eles deixam os cargos devido à volta dos titulares, que precisam se desincompatibilizar das pastas que comandavam na administração estadual para disputarem as eleições em outubro deste ano. Um dos que se despedem é João de Deus (PT), líder do governo na Alepi.

O petista assumiu o mandato em abril de 2015. Em seu discurso de despedida, ocasião em que fez um balanço da atuação nesses três anos de mandato, ele foi aparteado por diversos parlamentares. As manifestações partiram de deputados de diferentes siglas partidárias, tanto da situação quanto da oposição, e até mesmo daqueles com quem João de Deus travou intensos embates no exercício da função de líder do governo.

Robert Rios (DEM), Rubem Martins (PSB) e Gustavo Neiva (PSB), destacados membros da oposição ao governo estadual, fizeram questão de enaltecer a forma respeitosa como João de Deus sempre tratou a todos, mesmo nos momentos de enfrentamento entre oposição e situação. Pelo menos 15 deputados pediram aparte para destacar a atuação do petista na liderança do governo e o trato que ele sempre dispensou aos colegas.

A atitude dos deputados na despedida de João de Deus foi digna. De fato, o petista honrou o posto! Honrar o posto que falo aqui não é dizer que ele estava com a razão em todos os temas onde atuou na defesa do governo. Também não é dizer que foi perfeito na atuação como parlamentar e líder. Não se trata disso. Honrar o posto a que me refiro trata-se da forma como João de Deus, mesmo nos momentos em que fora duramente criticado ou confrontado, jamais abriu mão da serenidade e do respeito.

Quem acompanha o dia-a-dia da Assembleia, é testemunha que o petista não levanta a voz para qualquer querela, não se aborrece facilmente, não ataca o individual das pessoas e até evita bater de frente com opositores. Parece até estranho que alguém com essa personalidade possa ter desempenhado bem o papel de líder, afinal é esse o que mais aguenta as pancadas que o governo recebe no parlamento. No entanto, João de Deus conseguiu, mesmo assim, se sair bem na função que lhe foi incumbida.

João de Deus sempre teve estilo comedido (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Muitas vezes criticado, até de modo pejorativo por ser o nono suplente [na verdade ele nem é o nono, e sim o sétimo], João de Deus nunca partiu para troca de farpas com palavras agressivas. No trato com a imprensa, também sempre foi atencioso e disposto a falar calmamente com os jornalistas. Mesmo diante de temas polêmicos e perguntas que muitos se incomodariam, sempre manteve a serenidade e o respeito com qualquer que fosse o profissional.

O líder da oposição na Assembleia, deputado Robert Rios (DEM), desejou que João de Deus retorne ao Parlamento Estadual em 2019, já que o petista vai disputar as eleições deste ano e tentar voltar à Assembleia no próximo ano. Na maioria dos apartes, os deputados destacaram o modo respeitoso com que João de Deus tratou os colegas de parlamento, mesmo estando numa posição de constantes embates enquanto líder e principal responsável por defender o governo.

O governador Wellington Dias (PT) e sua equipe também têm a obrigação de serem gratos ao trabalho de João de Deus na liderança do governo na Alepi. Deve-se destacar que apesar do governo ter uma base esmagadora, foi João de Deus que, na grande maioria das vezes, se dispôs a defender a gestão das críticas da oposição. Muitos outros que compõem a base assistiam a tudo calados, deixando apenas nas costas dele o fardo das críticas e dos confrontos.

João de Deus, ao se despedir do mandato na Assembleia, ainda fez questão de reconhecer o papel legítimo da oposição e até pediu desculpas se por acaso cometeu alguma injustiça com os colegas, tanto os governistas quanto os opositores da gestão estadual que ele defende. Independentemente de voltar ou não para a Alepi em 2019, o deputado já deixou, mesmo entre erros e falhas, um legado positivo e de respeito para com os seus pares.

Muitos podem estar achando esse texto “muito doce”. No entanto, quando se trata de política, tanto o povo quanto a imprensa [falo por ser membro dela] dão muito espaço para as críticas e as cobranças [e tem que ser assim mesmo], mas também nunca devemos deixar de reconhecer virtudes quando elas existem. É apenas isso que faço nesse escrito e foi isso que também fizeram os diversos deputados que apartearam João de Deus em seu discurso de despedida.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
MUDANÇA
MARCOS VINÍCIUS ATACA CIRO APÓS TÊ-LO DEFENDIDO
MARCOS VINÍCIUS ATACA CIRO APÓS TÊ-LO DEFENDIDO
CRÍTICO
FÁBIO SÉRVIO ENDURECE TOM CONTRA PT E PSDB
FÁBIO SÉRVIO ENDURECE TOM CONTRA PT E PSDB
OPINIÃO
A COMPETÊNCIA NEM SEMPRE FAZ A DIFERENÇA
A COMPETÊNCIA NEM SEMPRE FAZ A DIFERENÇA
APOIADOR
BOLSONARO FRANCISCANO
BOLSONARO FRANCISCANO