Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
TRÊS SECRETÁRIOS DE WELLINGTON SERÃO CANDIDATOS

MEMBROS DIRETOS DA EQUIPE DO PETISTA VÃO DISPUTAR A PREFEITURA DE TERESINA NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS DESTE ANO

11/03/2020 16:47 - Atualizado em 11/03/2020 16:51

Fábio Novo, Fábio Abreu e Simone Pereira (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O governador Wellington Dias (PT) terá três membros diretos de sua equipe de governo na disputa pela Prefeitura Municipal de Teresina nas eleições deste ano.

O secretário de Cultura, Fábio Novo (PT), e o secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu (PL), já estão postos como pré-candidatos há algum tempo. Agora, será a vez da secretária do Agronegócio e Empreendedorismo, Simone Pereira (PSD), entrar na corrida pela PMT.

Simone vai ser anunciada oficialmente como pré-candidata do PSD no próximo dia 16. Ela vai substituir a pré-candidatura do deputado estadual Georgiano Neto, que desistiu de concorrer à prefeitura da capital e retirou seu nome da corrida eleitoral em Teresina.

A candidatura própria do PSD nas capitais é uma exigência da direção nacional do partido.

Antes de Simone, o PSD chegou a cogitar os nomes de Fábio Sérvio e Hugo Napoleão para substituir a pré-candidatura de Georgiano. Sem sucesso nas duas opções, optou por Simone, mulher de extrema confiança do deputado federal Júlio César e do próprio Georgiano.

Com a entrada dela na disputa, serão três secretários estaduais concorrendo na capital.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA