Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
O REDUTO IMBATÍVEL DOS NEIVAS

PEQUENA CIDADE LOCALIZADA NA REGIÃO SUL DO ESTADO É GOVERNADA DESDE A EMANCIPAÇÃO PELO MESMO GRUPO POLÍTICO

13/01/2020 18:21 - Atualizado em 13/01/2020 18:52

Porto Alegre do Piauí fica próximo a Floriano (Foto: Reprodução/Internet)

Com menos de 3 mil habitantes e situado perto de Floriano, o pequeno município de Porto Alegre do Piauí, na região Sul do estado, guarda uma hegemonia política. Por lá, a família Neiva nunca perdeu uma eleição desde quando o município foi emancipado há 25 anos.

Fora seis eleições, todas vencidas pelo grupo dos Neivas, que sempre se manteve no poder. O primeiro prefeito foi o hoje deputado estadual Gustavo Neiva (PSB). Ele venceu a eleição em 1996, com 530 votos, o equivalente a 65,11% dos votos válidos. Na época, era do PPS.

Gustavo Neiva foi o primeiro prefeito, aos 25 anos (Foto: Reprodução/Facebook/Gustavo)

Em 2000 o então jovem prefeito Gustavo Neiva nem teve adversário e foi candidato único. Se reelegeu com 1.017 votos para mais um mandato na prefeitura de Porto Alegre. Em 2004 não podia mais se reeleger. Colocou na disputa o primo dele, Márcio Neiva, então no PMDB.

Aquela seria a disputa mais acirrada para a família Neiva até hoje. Márcio Neiva venceu com 50,1% dos votos válidos. Ele teve 697 votos, apenas cinco a mais do que o adversário. Apesar do sufoco, mais quatro anos de hegemonia foram garantidos para a família Neiva.

Márcio Neiva, primo de Gustavo, é o atual prefeito (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Em 2008 Márcio Neiva foi para a reeleição. Teve 1.056 votos, alcançando 68,79% dos votos válidos e sendo reeleito. Estavam garantidos mais quatro anos de poder na pequena Porto Alegre do Piauí. Naquele ano, Gustavo Neiva já alçava voos maiores no estado e visava sua primeira eleição de deputado estadual que viria a acontecer dois anos mais tarde.

Em 2012, já com Gustavo Neiva exercendo mandato de deputado estadual e com Márcio Neiva sem direito à reeleição, a família lançou o então vice-prefeito Manoel Tunda (PSB) como candidato. Tunda teve 990 votos e ganhou a eleição com 62,15% dos votos válidos para prefeito. Mais quatro anos de poder estavam garantidos para o grupo.

Hoje deputado, Gustavo Neiva é o líder maior (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Em 2016 Tunda não foi pra reeleição e Márcio Neiva decidiu voltar ao poder. Disputou e venceu com 906 votos, o que corresponde a 55,69% dos votos válidos. Esse ano ele deve ir para a reeleição, mantendo a tradição dos Neivas. Se vencer, vai garantir mais quatro anos e assegurar quase três décadas de poder da família na pequena Porto Alegre do Piauí.

Notícias relacionadas
EMPRESÁRIOS FAZEM MANIFESTAÇÃO PELA REABERTURA DO COMÉRCIO
EMPRESÁRIOS FAZEM MANIFESTAÇÃO PELA REABERTURA DO COMÉRCIO
"LIBERDADE DE IMPRENSA NÃO É CONSTRUÍDA POR ROBÔS"
PREFEITO DECRETA LOCKDOWN EM CIDADE DO PIAUÍ
PREFEITO DECRETA LOCKDOWN EM CIDADE DO PIAUÍ
APÓS CRÍTICAS, GUEDES RESOLVE PENSAR NOS PEQUENOS NEGÓCIOS
APÓS CRÍTICAS, GUEDES RESOLVE PENSAR NOS PEQUENOS NEGÓCIOS