Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
O REDUTO IMBATÍVEL DOS NEIVAS

PEQUENA CIDADE LOCALIZADA NA REGIÃO SUL DO ESTADO É GOVERNADA DESDE A EMANCIPAÇÃO PELO MESMO GRUPO POLÍTICO

13/01/2020 18:21 - Atualizado em 13/01/2020 18:52

Porto Alegre do Piauí fica próximo a Floriano (Foto: Reprodução/Internet)

Com menos de 3 mil habitantes e situado perto de Floriano, o pequeno município de Porto Alegre do Piauí, na região Sul do estado, guarda uma hegemonia política. Por lá, a família Neiva nunca perdeu uma eleição desde quando o município foi emancipado há 25 anos.

Fora seis eleições, todas vencidas pelo grupo dos Neivas, que sempre se manteve no poder. O primeiro prefeito foi o hoje deputado estadual Gustavo Neiva (PSB). Ele venceu a eleição em 1996, com 530 votos, o equivalente a 65,11% dos votos válidos. Na época, era do PPS.

Gustavo Neiva foi o primeiro prefeito, aos 25 anos (Foto: Reprodução/Facebook/Gustavo)

Em 2000 o então jovem prefeito Gustavo Neiva nem teve adversário e foi candidato único. Se reelegeu com 1.017 votos para mais um mandato na prefeitura de Porto Alegre. Em 2004 não podia mais se reeleger. Colocou na disputa o primo dele, Márcio Neiva, então no PMDB.

Aquela seria a disputa mais acirrada para a família Neiva até hoje. Márcio Neiva venceu com 50,1% dos votos válidos. Ele teve 697 votos, apenas cinco a mais do que o adversário. Apesar do sufoco, mais quatro anos de hegemonia foram garantidos para a família Neiva.

Márcio Neiva, primo de Gustavo, é o atual prefeito (Foto: Divulgação/Prefeitura)

Em 2008 Márcio Neiva foi para a reeleição. Teve 1.056 votos, alcançando 68,79% dos votos válidos e sendo reeleito. Estavam garantidos mais quatro anos de poder na pequena Porto Alegre do Piauí. Naquele ano, Gustavo Neiva já alçava voos maiores no estado e visava sua primeira eleição de deputado estadual que viria a acontecer dois anos mais tarde.

Em 2012, já com Gustavo Neiva exercendo mandato de deputado estadual e com Márcio Neiva sem direito à reeleição, a família lançou o então vice-prefeito Manoel Tunda (PSB) como candidato. Tunda teve 990 votos e ganhou a eleição com 62,15% dos votos válidos para prefeito. Mais quatro anos de poder estavam garantidos para o grupo.

Hoje deputado, Gustavo Neiva é o líder maior (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Em 2016 Tunda não foi pra reeleição e Márcio Neiva decidiu voltar ao poder. Disputou e venceu com 906 votos, o que corresponde a 55,69% dos votos válidos. Esse ano ele deve ir para a reeleição, mantendo a tradição dos Neivas. Se vencer, vai garantir mais quatro anos e assegurar quase três décadas de poder da família na pequena Porto Alegre do Piauí.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
EX-PRESIDENTE DO SINTE SERÁ CANDIDATA PELO PT
EX-PRESIDENTE DO SINTE SERÁ CANDIDATA PELO PT
“TEMOS QUE COLOCAR O NOME À DISPOSIÇÃO”
“TEMOS QUE COLOCAR O NOME À DISPOSIÇÃO”
“GOVERNO DO ESTADO DEVE E TEM QUE PAGAR”
“GOVERNO DO ESTADO DEVE E TEM QUE PAGAR”
UNIDOS PELO AMOR
UNIDOS PELO AMOR