Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
O RECADO DE WELLINGTON FOI MANDADO

GOVERNADOR COMENTA RELAÇÃO COM SENADOR CIRO NOGUEIRA E DÁ ESPÉCIE DE ULTIMATO SOBRE PERMANÊNCIA DO PROGRESSISTAS NA BASE

05/08/2020 13:30 - Atualizado em 05/08/2020 14:00

Relação entre senador e governo não anda bem (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Durante visita às obras da nova maternidade de Teresina nesta quarta-feira (5), o governador Wellington Dias (PT) deu uma espécie de ultimato ao senador Ciro Nogueira sobre a permanência do Progressistas na sua base aliada. Jornalistas questionaram o petista sobre a relação conturbada com o partido de Ciro e ele disse que é chegada a hora de uma definição.

"Acho que é um direito que os partidos têm de montar sua estratégia. Em um determinado momento vamos ter que tomar uma decisão. Quero dizer que tenho muita gratidão por tudo que trabalhamos juntos. Espero que a gente possa ter essa capacidade de diálogo. A gente vai ter que tomar uma decisão e isso também tem que ser, como se diz, olho no olho”, afirmou.

Essa é a primeira vez que Wellington fala de modo mais incisivo sobre a permanência — ou não — do Progressistas em base do seu governo. A intenção de continuar sendo aliado do PT no Piauí parece não existir mais em Ciro, mas ele segue ocupando secretarias na gestão estadual. 

Pelo visto, Wellington acordou para essa realidade.

Comente!

ANTERIOR

FIRMINO DISPARA: “É CHORO DE UM GOVERNO QUE APANHA DE NORTE A SUL”

PRÓXIMA

WELLINGTON REFORÇA PROMESSA DE QUASE 900 OBRAS ATÉ 2022