Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DEPUTADO
O PEDAGOGO NO PARLAMENTO

UM DOS DEPUTADOS ALVOS DA FÚRIA DOS PROFESSORES, EVALDO GOMES TEM FORMAÇÃO EM PEDAGOGIA, MAS AJUDOU A DERRUBAR REAJUSTE

22/06/2018 12:33 - Atualizado em 22/06/2018 12:50

Evaldo votou contra interesse dos professores (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual Evaldo Gomes (PTC) é um dos políticos mais ligados ao presidente da Assembleia Legislativa Themístocles Filho (MDB). Além disso, tem se notabilizado como exímio defensor do governo estadual, entrando em toda e qualquer discussão onde a gestão de Wellington Dias (PT) é criticada. Às vezes, é mais eficiente que o líder do governo.

Nesta semana histórica, onde a Assembleia Legislativa anulou votação e viu a fúria de professores contra os deputados governistas e contra o governador Wellington Dias, Evaldo novamente foi protagonista. Membro da Mesa Diretora, ele apoiou a derrubada do reajuste salarial de 6,81% que beneficiava os professores e ajudou a aprovar o aumento de apenas 2,9%, percentual que apenas corrige o índice inflacionário e que revoltou os docentes.

Com mão no ombro de Themístocles, Evaldo protege o presidente (Foto:PoliticaDinamica)

Na quarta-feira (20), ele ficou ao lado do presidente Themístocles Filho, fazendo escudo de proteção, quando deputados oposicionistas cercaram o presidente na Mesa Diretora da Alepi. Com a mão no ombro de Themístocles, o parlamentar do PTC mais parecia um segurança do presidente da Alepi. Já na quinta-feira (21), em meio a um grande tumulto, empurrões e agressões no corredor de acesso ao plenário, Evaldo novamente estava colado, rente. Assustado com a confusão, é verdade, mas estava.

Chama atenção que o deputado, hoje um dos que são alvo da fúria dos professores, é pedagogo e tem uma certa história na área da educação. Ele possui graduação em pedagogia pela Universidade Federal do Piauí (UFPI), foi presidente da Comissão Expedidora de Identidade Estudantil de Teresina (CMEIE), diretor do grêmio estudantil no Centro Colegial dos Estudantes Piauienses (CCEPI) e na União Municipal dos Estudantes Secundaristas (UMES-Teresina). Evaldo é filho de pais semianalfabetos e veio de baixo na política.

Evaldo [no lado direito] no meio da confusão (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Mas nem mesmo sua história o fez ficar do lado dos professores. Desde que aderiu à base aliada do governador Wellington Dias (PT), o critério em toda e qualquer votação é tão somente a vontade do Palácio do Karnak. Se for pró-governo, Evaldo está apostos para ajudar, independentemente da posição ser incoerente com a daquele jovem de família humilde nascido no bairro Vermelha em Teresina e que conseguiu destaque na vida pública sem grande estrutura financeira e sem a força de padrinhos de peso na política.

Na política, tem dessas coisas. Na política do Piauí, tem muito mais!

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
SEM ARREPENDIMENTO
ELE FARIA TUDO DE NOVO
ELE FARIA TUDO DE NOVO
NÃO DEU!
JÚLIO CÉSAR DESISTE DO SENADO
JÚLIO CÉSAR DESISTE DO SENADO
CONFUSÃO
THEMÍSTOCLES A UM PASSO DO BALÃO
THEMÍSTOCLES A UM PASSO DO BALÃO
SAÚDE
NERINHO FICA INCOMODADO COM CRÍTICA DE LUCIANO
NERINHO FICA INCOMODADO COM CRÍTICA DE LUCIANO