Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
MARCELO DIZ PORQUE É CONTRA CPI DA LAVA TOGA

SENADOR AFIRMA QUE ARGUMENTOS PARA INSTALAÇÃO DA CPI SÃO VAGOS E POR ISSO CRIAÇÃO DA CAMISSÃO TEM SIDO NEGADA NO SENADO FEDERAL

16/09/2019 11:29 - Atualizado em 16/09/2019 11:49

Marcelo Castro é contra instalação de CPI (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O senador Marcelo Castro (MDB) afirmou nesta segunda-feira (16) que os argumentos para a criação da CPI da Lava Toga são vagos. Na avaliação dele, a intenção dos que defendem a CPI não é investigar um fato, mas o Poder Judiciário. Para o senador, que já presidiu esse tipo de comissão, o objetivo de uma CPI deve sempre ser apurar um fato determinado.

"A CPI é um instrumento que visa investigar um fato específico e o que surgiu até agora com a proposta de alguns senadores é investigar o Poder Judiciário, as ações. É vago, por isso que tem sido indeferidos os pedidos até agora. Pelo que tenho acompanhado, já que não participei pessoalmente, acho que esse é o sentimento [de que a CPI é vaga]", afirmou.

Marcelo Castro lembrou que já foi presidente de uma CPI e que uma comissão desse tipo deve ter um foco específico de investigação. "Havendo um fato determinado para ser apurado [tudo bem]. Já fui presidente de uma CPI, que foi a CPI que mais deu resultado no Brasil, a CPI do Apagão Aéreo. É um instrumento das minorias, instrumento das democracias e havendo fato determinado deve ser apurado", explicou o senador.

Até agora, Marcelo tem sido contra a instalação da CPI da Lava Toga e por isso não assinou nenhuma das três tentativas de criação da comissão no Senado. Ele entende que uma CPI para investigar todo o Poder Judiciário geraria uma crise e seria prejudicial. No entanto, garante que se a CPI fosse para apurar um fato determinado, ele seria a favor.

"A gente tem que ver a questão da oportunidade e conveniência. Muitos acham que o momento não é conveniente para se instalar uma crise de investigar o Poder Judiciário de uma maneira geral. Fato determinado eu particularmente sou a favor", revelou.

Dos três senadores do Piauí, apenas Elmano Férrer (Podemos) tem sido favorável à Lava Toga.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
ELMANO DEFENDE PRISÃO NA 2ª INSTÂNCIA
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
DNIT VAI REPASSAR R$ 26 MILHÕES PARA O ESTADO
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”
FIRMINO ADMITE SAID ENTRE “CANDIDATÁVEIS”
“TEM GENTE COM DINHEIRO SOBRANDO PARA FAZER E COMPRAR PESQUISA”
“TEM GENTE COM DINHEIRO SOBRANDO PARA FAZER E COMPRAR PESQUISA”