Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
PARLAMENTO
EM 196 ANOS, 15 MULHERES FORAM ELEITAS PARA ALEPI

CONSIDERANDO AS QUE ASSUMIRAM COMO SUPLENTES OU FORAM EFETIVADAS, NÚMERO DE MULHERES QUE TOMARAM POSSE NA ASSEMBLEIA DO PIAUÍ CHEGA A 19

19/10/2018 22:27 - Atualizado em 20/10/2018 00:20

As 15 mulheres que se elegeram para a Alepi (Foto: Montagem/PoliticaDinamica.com)

Nesta sexta-feira (19), o Piauí completou 196 anos de história e ao longo desses quase dois séculos de existência, apenas 15 mulheres conseguiram se eleger deputadas estaduais em solo piauiense. O número representa somente a metade da composição do parlamento estadual do Piauí, que a cada quatro anos elege 30 deputados estaduais.

Nesse tempo, três mulheres que ficaram como suplentes foram convocadas e uma outra foi efetivada no cargo após a renúncia de um titular, fazendo com que o número total [entre eleitas ou não] das que assumiram um mandato chegue a 19. Em alguns casos, houve convocação numa legislatura e em pleitos seguintes a mulher conseguiu se eleger. No geral, 15 venceram eleições, uma foi efetivada e três exerceram apenas na condição de suplente.

Dona Josefina fez 90 anos em 2018 e foi a primeira deputada estadual eleita na história do Piauí (Foto: Reprodução/Internet))

PIONEIRA
A primeira mulher eleita deputada estadual no Piauí foi Josefina Ferreira da Costa, em 1970. Naquela época, ela era filiada à Arena, teve 6.335 votos e se elegeu com a força do marido Raimundo Vaz da Costa Neto. Ele, que havia sido deputado estadual, é irmão do deputado federal Paes Landim (PTB), de quem Josefina é cunhada. A pioneira está viva e mora em São João do Piauí, no Sul do estado. No Brasil, foi a segunda deputada estadual eleita.

Depois de Josefina, que deixou a política ao término do mandato a pedido do marido, passaram-se 24 anos para que novas mulheres conseguissem chegar a Assembleia Legislativa. Foram seis eleições consecutivas sem nenhuma representante feminina ser eleita, nos pleitos de 1974, 1978, 1982, 1986, 1990 e 1994. Somente em 1998, as mulheres voltam a ter assento na Alepi, com a vitória de Francisca Trindade (PT) e Margarida Bona (PDT).

Após 24 anos sem mulheres na Assembleia, Trindade e Margarida Bona foram eleitas em 1998 (Foto: Montagem/PoliticaDinamica.com)

Naquela legislatura, foi convocada a suplente Maria José Ribeiro de Carvalho (PFL), conhecida como Maria José Leão, de Floriano. Já em 2002, Maria José foi eleita, passando a ser titular do mandato. No mesmo ano, a petista Flora Izabel se elegeu, totalizando, até ali, o número de quatro mulheres eleitas. Marilene Aguiar (PSDB) chegou a ser convocada.

Na eleição de 2006, Flora Izabel se reelegeu e outras duas novas mulheres chegaram à Alepi. Lílian Martins (PSB) e Ana Paula (PMDB) saíram das urnas vitoriosas.

Em 2010, a maior bancada feminina foi eleita no Piauí (Fotos: PoliticaDinamica.com)

Mas foi nas eleições de 2010 que o maior número de mulheres se elegeu para a Assembleia. Ao todo, foram sete, sendo cinco pela primeira vez, fazendo com que a quantidade mulheres eleitas em toda a história da Alepi chegasse, até então, a 11. Naquele ano, além da reeleição de Lílian e Ana Paula, foram eleitas Juliana Moraes Souza (PMDB), Tazmânia Medeiros - Belê (PSB), Rejane Dias (PT), Liziê (PTB) e Margarete Coelho (PP).

Amparo Paes Landim (DEM) tomou posse como efetiva no meio da legislatura após a saída de Firmino Filho (PSDB) para tomar posse como prefeito de Teresina. Ainda naquela legislatura, seriam convocadas para rápida passagem as suplentes Elza Bucar (PDT) e Nize Rêgo (PSB).

Em 2014, Juliana, Liziê e Flora foram eleitas mais uma vez, juntamente com uma estreante na Alepi, a deputada estadual Janaínna Marques (PTB). Belê Medeiros, que já havia passado pela Casa como titular, assumiu o mandato na condição de suplente ao longo da legislatura.

Teresa Britto e Lucy foram eleitas este ano (Fotos: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Nas eleições de 2018, quatro mulheres foram eleitas, sendo duas delas reeleitas e outras duas novatas. Flora Izabel (PT) e Janaínna Marques (PTB) renovaram os mandatos, enquanto Lucy Soares (Progressistas) e Teresa Britto (PV) chegaram ao cargo pela primeira vez.

RELAÇÃO POR LEGISLATURA:

RELAÇÃO DE TODAS MULHERES 

Comentários (249)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
PROTESTO
GRUPO OCUPA SEDE DO INCRA EM TERESINA
GRUPO OCUPA SEDE DO INCRA EM TERESINA
MUDANÇA
FERNANDO MONTEIRO DEVE DEIXAR O PRTB
FERNANDO MONTEIRO DEVE DEIXAR O PRTB
BOM HUMOR
VITÓRIA RETUMBANTE
VITÓRIA RETUMBANTE
OLHO EM 2020
ELE SABE QUE É FORTE
ELE SABE QUE É FORTE