NOTÍCIAS

FIM DE GREVE: PAGAMENTO E PALAVRA

TRABALHADORES CONCORDARAM E RETORNAR AOS SERVIÇOS APÓS ROBERT RIOS GARANTIR PALAVRA DA PMT; PESSOA AINDA NÃO SABE COMO RESOLVER QUESTÃO

25/01/2021 18:47

Espera-se que nesta terça-feira (26), os ônibus que fazem parte do sistema de transporte público de Teresina voltem a circular. O secretário de Finanças, Robert Rios (PSB), vai repassar R$ 600 mil às empresas que administram o sistema para honrar o compromisso homologado na Justiça do Trabalho feito ano passado entre a PMT e os trabalhadores do setor. Com esse dinheiro, devem ser pagos tíquetes alimentação e planos de saúde de cobradores e motoristas.

Robert Rios: foi a palavra do vice-prefeito que encerrou a greve do transporte público por enquanto (foto: reprodução | Youtube)

Assim, a greve acaba, pelo menos até o pagamento da próxima e última parcela do acordo.

Há 15 dias, a primeira greve já havia prejudicado toda a região sudeste de Teresina e parte da região Sul. A STRANS – cuja gestão é de dois sobrinhos de Doutor Pessoa –, não conseguiu administrar a situação para evitar o problema desta segunda-feira, que atingiu 100% da frota.

Major Cláudio Pessoa: sobrinho do prefeito que é superintendente da STRANS não conseguiu se adiantar e resolver problema antes de greve (foto: Rômulo Piauilino | PMT)

O prefeito Doutor Pessoa (MDB) esteve reunido na manhã de hoje com empresários, representantes dos trabalhadores e gestores da PMT. Durante a reunião, Pessoa voltou a falar em municipalizar o serviço caso problemas continuem prejudicando a população e soltou algumas frases de campanha sobre a questão, mas não conseguiu convencer trabalhadores e deixou empresários com dúvidas sobre o futuro.

Os trabalhadores do sistema só acreditaram que a PMT iria honrar o acordo após ouvirem o vice-prefeito Robert Rios. Foi dele a voz de autoridade que encerrou este problema no momento.

Empresários estiveram na PMT, ouviram Doutro Pessoa e falaram com o vice Robert Rios sobre o momento de crise do sistema (foto: Romulo Piauilino | PMT)

Após a reunião, Pessoa jogou mais uma vez pra frente o problema. “Se não evoluir o prefeito de Teresina, Dr. Pessoa começará a montar o sistema de transporte coletivo. Não vai ser açodadamente não, nós vamos vê a parte jurídica e caminhar dentro da legalidade, mas tomarei uma decisão. Não vou deixar a sociedade de Teresina clamada, abandonada”, comentou o prefeito a jornalistas.

Mais cedo, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) já havia se posicionado sobre a questão de hoje numa nota oficial:

POSICIONAMENTO
O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) constatou que o Sintetro paralisou as atividades tendo em vista a Prefeitura Municipal de Teresina não ter feito o repasse no dia 20/01, do valor que foi acordado com o Sindicato dos trabalhadores em empresas de transportes rodoviários no estado do Piauí (Sintetro). O repasse seria feito através das empresas juntamente com a parcela devida às concessionárias para que essas disponibilizassem os recursos aos trabalhadores.

Comente