DOIS ANOS SEM CONCURSO

GOVERNO DO PIAUÍ APROVEITA PANDEMIA PARA DRIBLAR CONCURSOS E SEGURAR PRESTADORES DE SERVIÇOS INDICADOS POR POLÍTICOS

Marcos Melo Marcos Melo
30/06/2020 21:00 - Atualizado em 30/06/2020 21:50

Parece que não é apenas no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que o Executivo anda querendo "passar a boiada" enquanto as pessoas estão preocupadas com a covid-19. O governo de Wellington Dias (PT) está fazendo igualzinho.

Indignado: Marden explica como Wellington Dias está se aproveitando da pandemia para fazer politicagem (foto: Marcos Melo | PoliticaDinamica.com)

Nesta terça-feira (30), o rebanho de deputados do governador petista aprovou o Projeto de Lei Ordinária 16/2020, com votos contrários de Marden Menezes (PSDB), Tereza Britto (PV) e Gustavo Neiva (PSB). O texto prorroga os contratos de trabalho de funcionários terceirizados e prestadores de serviços do Hospital da Polícia Militar (HPM) por até dois anos.

Sim, onde a covid-19 mostrou que não há estrutura de pessoal, Wellington Dias enxergou oportunidade: cargos indicados por aliados.

O vice líder do governo na ALEPI -- Evaldo Gomes (SDD) -- ainda jogou o barro na parede destacando que o texto diz "prorrogação por até dois anos", o que não significa que um prestador de serviço ficaria esse tempo ocupando a vaga. Mas é exatamente essa a diferença básica entre indicados e concursados: estes últimos não dependem da vontade de um político para permanecer ou não no cargo.

O deputado Marden Menezes comentou a palhaçada.

Veja o vídeo!


ANTERIOR

EM 18 ANOS, PIAUÍ PERDEU CINCO DEPUTADOS FEDERAIS NO EXERCÍCIO DO MANDATO

PRÓXIMA

RENATO FEDER É ESCOLHIDO PARA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO