GOVERNO QUER FIDELIZAR CENTRÃO

SENADOR CIRO NOGUEIRA É COTADO PARA ASSUMIR COMO MINISTRO-CHEFE DA CASA CIVIL DO GOVERNO BOLSONARO

Redação Redação
21/07/2021 09:20 - Atualizado em 21/07/2021 09:35

A mídia nacional já está dando como certa a nomeação do senador Ciro Noguera (PP-PI) para o cargo de Ministro-Chefe da Casa Civil, hoje ocupado por Luiz Eduardo Ramos, que poderá ser remanejado para outra pasta do Governo Bolsonaro. Nos bastidores em Brasília, o que se comenta, é que a decisão da equipe do presidente em dar o mais importante ministério ao presidente do PP é reorganizar politicamente o governo que passa por dificuldades políticas, inclusive com seu maior aliado do Centrão, o Progressistas.

Segundo a CNN, o próprio presidente nacional do PP, senador Ciro Nogueira, já teria dado sinais de insatisfação com o governo Bolsonaro, que recentemente fez críticas ao Ministério da Economia que liberou cerca de R$ 800 milhões para o Piauí, por meio de operação de crédito (empréstimos). O recurso pode turbinar a pré-campanha política no Estado, onde o atual governador Wellington Dias (PT) pretende ter como seu sucessor ao governo o secretário de Fazenda Rafael Fonteles (PT), já o senador Ciro Nogueira pretenda disputar o governo em oposição ao atual governo.

Outro ponto a favor de Ciro é o fato do Governo do presidente não ter nenhum senador do ato escalão num ministério de relevância. A indicação poderia também amenizar o impacto do futuro veto do presidente Jair Bolsonaro ao fundão eleitoral bilionário aprovado na Câmara dos Deputados com apoio do presidente da Câmara, deputado Artur Lira (PP).

A mudança e escolha de Ciro Nogueira como ministro foram discutidos numa reunião no Palácio do Planalto nessa última terça-feira (20), mas pode não ser a única a ocorrer no Governo. Para chegada de Ciro à pasta, o atual ministro Luiz Eduardo Ramos deve ganhar outro posto no governo, possivelmente sendo alocado da Secretaria-Geral da Presidência, hoje ocupada por Onyx Lorenzoni. Esse último poderia ganhar uma nova função com um novo ministério que trabalharia ao lado do Ministério da Economia.

Porém, as mudanças ainda não foram confirmadas e o próprio senador Ciro Nogueira não deu nenhuma declaração sobre o assunto.

Comente!

ANTERIOR

PTB NA PREFEITURA E FORA DO GOVERNO

PRÓXIMA

PRESIDENTE QUER 'APURAÇÃO ABERTA'