NOTÍCIAS

BOLSONARO DECLARA APOIO À SÍLVIO MENDES E JOEL

PRESIDENTE PEDE A APOIADORES QUE CONCENTREM VOTOS NOS CANDIDATOS COM MAIS CHANCES DE SE ELEGER E "PEDE VOTO" À SÍLVIO E JOEL NO PIAUÍ

16/09/2022 09:44

Uma live no Youtube realizada pelo presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) mexeu com o cenário político do Piauí nessa quinta-feira (15/09). Na ocasião, o presidente destacou quais são os seus candidatos a governador e senador em vários estados do Brasil e, surpreendentemente, no Piauí pediu votos para os candidatos ao governo, Sílvio Mendes (União Brasil), e Joel Rodrigues (PP), para o Senado.


Vale lembrar que no Piauí, Bolsonaro tem candidato do seu próprio partido ao governo, o coronel Diego Melo (PL), que tem sido o único no estado a levantar a bandeira da reeleição do candidato a presidente. Mas, apesar disso, o presidente preferiu pedir voto para o candidato Sílvio Mendes, que tem apoio do seu ministro-Chefe da Casa Civil, o senador Ciro Nogueira (PP-PI). Acredita-se que esse anúncio de Bolsonaro tenha forte influência do senador que comanda a campanha de Sílvio no Piauí.

Na live, o presidente explicou que iria indicar qual deveria ser o apoio de seus seguidores para governador e senador em vários estados brasileiros. “Vou indicar governadores e senadores por todo o Brasil (...), no tocante a senador tem muita divisão, se o pessoal não concentrar num nome um pouco melhor, vamos assim dizer, com chances de chegar, fica fazendo aquela máxima de quando os bons se dividem, os maus vencem”, destacou Bolsonaro.

Ao levantar o cartaz com os nomes dos seus candidatos no Piauí, Bolsonaro desejou “boa sorte à Sílvio e boa sorte Joel”, disse o presidente aos 32 minutos da live (Veja no vídeo abaixo).

"Trecho em que Bolsonaro cita Sílvio Mendes e Joel Rodrigues é aos 32 minutos da live"

SÍLVIO CERCADO POR BOLSONARO

Apesar de ter agora o apoio declarado de Bolsonaro, o candidato a governador Sílvio Mendes (União Brasil) evita falar em quem votará para presidente. O candidato já disse em várias entrevistas que não tem nenhum candidato a presidente e que deseja governar o Piauí com o apoio de qualquer um dos presidentes que forem eleitos.

A estratégia da campanha de Sílvio se deve ao fato de que as pesquisas de intenção de voto revelam que no Piauí, o candidato a reeleição tem forte rejeição, contra um favoritismo avassalador do candidato a presidente Lula (PT) que apoia seu principal adversário na disputa ao governo do Piauí, Rafael Fonteles (PT).

Principal apoiador, incentivador e coordenador da campanha de Sílvio é o ministro bolsonarista Ciro Nogueira (foto: Ccom)

Nos bastidores, o que se comenta é que Sílvio declarar voto em Bolsonaro seria perder um grande percentual de votos de eleitores do candidato a presidente Lula que, segundo pesquisas, apoiam a candidatura de Sílvio ao governo do Piauí. 

Por outro lado, está cada vez mais difícil do candidato renegar o apoio do presidente Bolsonaro. A campanha de Sílvio é coordenada pelo ministro Ciro, do governo Bolsonaro, a sua candidata a vice-governadora, Iracema Portella (PP), é deputada federal e apoiadora declarada do governo Bolsonaro. Com tantas evidências, ficará difícil para o candidato continuar ocultando o Bolsonarismo presente em sua campanha.

O candidato Sílvio Mendes declarou para a jornalista Apoliana Oliveira, da Rede Meio Norte, que não viu a live do presidente e que rejeita o apoio de Bolsonaro. "Desconheço e não pedirá. O candidato dele é o Major Diego", disse Sílvio. O candidato, também, destacou que seu partido União Brasil tem candidata a presidente que é a Soraya Thronicke (União Brasil). Ela inclusive já teria pedido voto para Sílvio, porém, o candidato ao governo do Piauí já afirmou que não a conhece pessoalmente e que não pedirá votos pra ela. 

Comente