Coluna Marcos Melo Política Dinâmica
RAFAEL AINDA NÃO CONVENCEU MDB

MAIOR PARTIDO ALIADO DE WELLINGTON DIAS AINDA SONHA COM CANDIDATURA PRÓPRIA, AVALIA QUE RAFAEL AINDA NÃO DESPONTA EM PESQUISAS E TEM DUAS ALTERNATIVAS A ELE: MARCELO E PESSOA

24/04/2021 11:15 - Atualizado em 24/04/2021 11:40

O secretário de Fazenda Rafael Fonteles (PT) se reuniu na última quarta-feira (21) com deputados estaduais do MDB para tratar do plano de retomada econômica e social do estado, o PROPiauí. Em outras palavras: foi falar de sua campanha para governador em 2022. Ele é o preferido do atual governador Wellington Dias (PT) para a sucessão, mas ainda está longe de ser o preferido dos emedebistas, que, obviamente, anseiam pela cabeça da chapa.

Mirando alto demais: Doutor Pessoa já teria dito ao MDB que Rafael Fonteles disputar governo "é coisa demais" para o petista numa primeira candidatura (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica)

ACEITAÇÃO PARTIDÁRIA X APELO POPULAR

Segundo fonte que participou da reunião, não é que o MDB não aceite Rafael. Até aceita, sem problemas. Mas depois de apoiar 4 governos do PT, os emedebistas querem mais. Querem a candidatura de Marcelo Castro.

Já existem pesquisas nos bastidores que apontam que Marcelo tem mais apelo popular que Rafael e nenhum sinal qualitativo coloca o petista à frente da preferência do MDB. Os mais cautelosos dentro do partido também apontam que ter duas vagas para o PT dentro da chapa (em tese, Rafael para governador e Wellington Dias para o Senado) afasta aliados e pode ter um efeito inverso ao esperado, mesmo com uma virtual candidatura de Lula a presidente.

MDB ainda não entregou os pontos de uma virtual candidatura de Marcelo Castro ao Governo do Estado (foto: Marcos Melo | PoliticaDinamica)

"Tem uma mensagem complicada aí, uma mensagem de que o PT quer tudo para ele e isso pode despertar um sentimento ruim no eleitor e ativar o antipetismo de uma maneira descontrolada", comenta a fonte, afirmando que essa avaliação é majoritária no MDB.

PESSOA QUER OUTRA COISA

Outro problema para Rafael Fonteles dentro do MDB atende pelo nome de Doutor Pessoa. Em recente reunião de emedebistas, ele afirmou com todas as letras que queria votar em Marcelo e que não gosta nem um pouco da ideia do partido seguir com Rafael Fonteles. Ele avalia que o petista tem até um bom serviço prestado como secretário, mas aos 36 anos, é novo demais.

Nessa reunião Pessoa teria dito que Marcelo ocupou vários mandatos eletivos, foi até ministro e com seus 70 anos, teria a experiência que o Piauí precisa, enquanto Rafael seria agraciado cedo demais na vida com a oportunidade de ser governador. O atual prefeito de Teresina deu a entender que entre Rafael e Ciro Nogueira, poderia inclusive votar no senador presidente nacional do Progressistas.

Argumentos de Pessoa para que MDB imponha candidatura de Marcelo Castro também beneficiam uma candidatura sua (foto: Jailson Soares | politicaDinamica)

Marcelo Castro, então, retornou os elogios e sugeriu que o próprio pessoa seria outro bom nome do partido. Pessoa, por sua vez, se disse realizado com a Prefeitura da capital. Mas quem estava presente ali, entendeu que Pessoa quis plantar a ideia da terceira via, a mesma tese que o vice-prefeito Robert Rios (PSB) tem distribuídos em veículos de comunicação nas últimas semanas.

Não importa a idade dos envolvidos nesse jogo político, aí não tem criança.

Comente!

ANTERIOR

ESTRATÉGIA OU COVARDIA DO PSDB?

PRÓXIMA

A CANDIDATURA É DE CIRO