Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
EMPRÉSTIMO
GOVERNADOR CULPA OPOSIÇÃO POR DESCASO EM DOM INOCÊNCIO

WELLINGTON DIAS AFIRMA QUE OPOSICIONISTAS TRABALHAM CONTRA OS INTERESSES DO PIAUÍ E JOGA PARA ELES A CULPA POR OBRAS PARADAS

19/04/2018 18:22 - Atualizado em 19/04/2018 21:50

Petista diz que oposição trabalha contra o Piauí (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O governador Wellington Dias (PT) está incomodado com a dificuldade para conseguir a liberação da segunda parcela do empréstimo de R$ 600 milhões junto à Caixa Econômica Federal. Nesta quinta-feira (19), ele culpou a oposição pelo travamento dos recursos e disse que os opositores querem impedir que o estado consiga a verba. O petista disse que o objetivo da oposição é impedir a realização de obras como a estrada de Dom Inocêncio, que se arrasta há anos e que ganhou destaque no Jornal Nacional em março.

“Qual é o objetivo? É impedir que a gente tenha R$ 600 milhões para investimentos no Piauí. É impedir que municípios tenham investimento em calçamento, é impedir que outros tenham estrada. Estão impedindo que Dom Inocêncio tenha a sua estrada, que Domingos Mourão tenha a sua estrada, que Morro Cabeça no Tempo tenha a sua estrada e que Itainópolis recupere a que tem, a Transcerrados [...]. Quem está trabalhando contra isso está trabalhando contra os interesses do povo”, falou.

Estrada de Dom Inocêncio saiu em rede nacional (Foto: Reprodução/TV Globo)

A obra de Dom Inocêncio, no entanto, é prometida há duas décadas, inclusive nas duas primeiras gestões de Wellington. Iniciado somente em 2011, o asfaltamento do trecho entre São Lourenço do Piauí e Dom Inocêncio, num total de aproximadamente 80 km, está parado desde dezembro de 2017. Ao longo dos anos, a obra parou e recomeçou várias vezes. No dia 10 de março, a estrada foi destaque no Jornal Nacional, ocasião em que moradores foram mostrados escalando uma ponte que o governo havia deixado sem os acessos.

O EMPRÉSTIMO
A segunda parcela do empréstimo de R$ 600 milhões junto à Caixa ainda não foi liberada em meio à graves suspeitas de ilegalidades cometidas pelo governo na aplicação da primeira parcela de R$ 307 milhões. Diversas obras listadas para execução com o dinheiro sequer iniciaram, mesmo com todo o valor tendo sido gasto pelo governo. A oposição denuncia que Wellington Dias usou a verba para outras finalidades.

Em março de 2017, moradores de Dom Inocêncio fizeram protesto na PI-140 e cobraram conclusão da obra (Foto: Gutemberg Dias)

Uma auditoria da equipe técnica do Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou que houve desvio de finalidade no uso do dinheiro. O Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI) e o Ministério Público Federal (MPF) abriram inquérito para apurar onde o governo usou o dinheiro. O MPF pede que a segunda parcela só seja liberada quando o governo mostrar como e onde foram aplicados os recursos da primeira parcela.

OPOSIÇÃO SE DEFENDE
O deputado federal Rodrigo Martins (PSB), que entrou com uma representação no Conselho da Caixa Econômica Federal cobrando explicações sobre o uso da primeira metade do dinheiro, contestou as declarações de Wellington Dias. Em entrevista ao Política Dinâmica, o parlamentar disse que o governador mente ao querer jogar nas costas da oposição o que chamou de “incompetência do governo dele”.

Deputado Rodrigo Martins rebate fala de Wellington (Foto: Divulgação/Assessoria)

“Ele mente quando diz isso [que a intenção é impedir investimentos]. Apenas pedi que o dinheiro viesse após a comprovação da regular aplicação da primeira parcela. Não entendo porque o governo está desesperado por conta dessa prestação de contas. Se foi tudo regular, ninguém vai se opor. É muito fácil dizer que não veio o dinheiro por causa da oposição. Ele deveria ter cumprido o que estava previsto na primeira parcela. A denúncia foi feita aos órgãos de controle e se tiver tudo correto a segunda parcela vai ser liberada. Quem trabalha contra é o governador quando não aplica os recursos que temos garantidos", finalizou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ENCONTRO
MARDEN E TERESA CALIBRAM OPOSIÇÃO PARA 2019
MARDEN E TERESA CALIBRAM OPOSIÇÃO PARA 2019
SOLENIDADE
O 17 PROIBIDO
O 17 PROIBIDO
PARLAMENTO
ALEPI TEVE IRMÃOS DEPUTADOS AO MESMO TEMPO
ALEPI TEVE IRMÃOS DEPUTADOS AO MESMO TEMPO
VOTAÇÃO
FARTO NA FARTURA
FARTO NA FARTURA