NOTÍCIAS

RAFAEL CRIA NOVAS SECRETARIAS

FUTURO GOVERNADOR DO PIAUÍ ANUNCIA MUDANÇAS ADMINISTRATIVAS COM INCORPORAÇÕES DE COORDENADORIAS E CRIAÇÃO DE MAIS TRÊS SECRETARIAS NA SUA GESTÃO

22/11/2022 11:39

O governador eleito do Piauí, Rafael Fonteles (PT), anunciou nessa segunda-feira (21/11) uma lista de mudanças administrativas que deverá fazer assim que assumir a gestão do Governo em janeiro de 2023. Dentre as principais mudanças estão a incorporação de coordenadorias a outras secretarias de Estado, bem como a criação de três novas secretarias, passando o governo a ter 24 secretarias. De acordo com o futuro governador, o objetivo é reduzir o número de cargos na administração pública e dar mais eficiência a sua gestão que tem metas estabelecidas de acordo com seu plano de governo.

Governador eleito comunicou via twitter mudanças que deverá fazer na estrutura administrativa no seu futuro Governo (foto: Jailson Soares/ PD)

MUDANÇAS DE RAFAEL

A Fundação Estatal Piauiense de Serviços Hospitalares (Fepiserh) que cuidava da administração de alguns hospitais do Estado deverá ser extinta e as unidades de saúde administrada pela Fundação voltarão a ser comandadas pela Secretaria de Estado da Saúde do Piauí (Sespai).

A, desconhecida, companhia PORTO PIAUÍ - Companhia de Terminais Alfandegados do Piauí, que é uma sociedade de economia mista (participação de 60% do Estado e 40% iniciativa privada), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico (SDE) deverá se extinta e incorporada a companhia a INVESTE PIAUÍ - Agência de Atração de Investimentos Estratégicos do Piauí S.A..

Todas as mudanças foram anunciadas por Rafael Fonteles no Twitter (foto: reprodução)

A mesma INVESTE PIAUÍ vai incorporar, também, a GASPISA – Companhia de Gás do Piauí, que é uma sociedade de economista criada em 2001 pelo Governo do PT que repassou à companhia os direitos de exploração, com exclusividade, do serviço de distribuição e comercialização de gás canalizado, podendo também explorar outras formas de distribuição de gás natural e manufaturado, em todo o território do Estado do Piauí. A GASPISA tem sido figurativa nas últimas gestões, tanto que em 2022 o orçamento do Estado previsto para investir na Companhia foi de R$ 50 mil.

Outra mudança no futuro Governo Rafael será a transformação da Coordenadoria das Mulheres para Secretaria das Mulheres. A promessa do futuro governador é que não haverá aumento do número de cargos.

A Coordenação de Igualdade Racial será transformada em Superintendência de Igualdade Racial e será estruturada dentro da Secretaria da Assistência Social e Cidadania (SASC). O mesmo acontecerá com a Coordenadoria do Idoso que passará a ser uma Superintendência dentro da SASC. Também, será criada a Coordenadoria para Áreas Metropolitanas (COAM) com foco no desenvolvimento sustentável das duas áreas metropolitanas do Estado (Grande Teresina e Grande Parnaíba).

Dentre as principais alterações estão as criações de três novas secretarias na estrutura do Governo (foto: reprodução)

A Gerência de Povos e Comunidades Tradicionais passará ser Diretoria de Povos e Comunidades Tradicionais com atuação dentro do Instituto de Terras do Piauí (INTERPI).

O futuro governador vai transformar a Fundação de Esportes (FUNDESPI) em Secretaria de Esportes (SECEPI), sem aumento no número de cargos. O Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (EMATER), que sofreu com sua desestruturação nos últimos anos, poderá voltar ao protagonismo ao se tornar, a partir de 2023, na Secretaria de Assistência e Defesa Agropecuária (SADA). A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Piauí (ADAPI) deverá ser incorporada a SADA.

Ainda no meio rural, a Coordenadoria de Irrigação (COFIR) deverá se transformar em mais uma secretaria no Governo Rafael Fonteles com a nomenclatura de Secretaria de Irrigação e Recursos Hídricos (Sefir).

Promessa do novo governador é dar mais eficiência a gestão com redução do custeio da máquina pública (foto: reprodução)

Por último, foi anunciada alteração da Agência de Tecnologia da Informação (ATI) que passará a ser Empresa de Tecnologia da Informação do Estado do Piauí.    

MAIS SECRETARIAS

Atualmente, o atual governo do Estado, que é comandada pela governadora Regina Sousa (PT), tem 21 secretarias, seis Agências, seis coordenadorias, seis fundações, seis institutos, três superintendências, duas empresas, dois departamentos, duas companhias, uma junta e ainda os comandos da PM, Bombeiros, Delegacia Geral, Gabinete Militar, Controladoria, Defensoria Pública e Procuradoria. Ao todo, são pelo menos 62 cargos de chefia sob indicação direta do Governo do Estado. Atualmente, o governador eleito já nomeou mais da metade dos nomes que devem ocupar esses cargos. (Veja matéria!)

Rafael tem a missão de fazer um governo bem melhor que o seu antecessor Wellington Dias (foto: Jailson Soares/ PD)

Com a criação de três novas secretarias, o futuro governo de Rafael Fonteles passará a ter 24 secretarias, aumentando sua possibilidade de indicações para cargos de chefia no governo. Até agora, fica a dúvida de como o futuro governador conseguirá enxugar a folha e diminuir os gastos do governo com a folha de servidores, tendo em vista que a criação de novas secretarias se faz necessários mais gestores recebendo altos salários na administração pública. 

Comente