NOTÍCIAS

CPI É PARA O PREFEITO GANHAR TEMPO

DEPUTADOS COMPRAM A BRIGA DA FALTA DE TRANSPORTE PÚBLICO EM TERESINA E REALIZARÃO AUDIIÊNCIA NA ALEPI

06/08/2021 11:41

A falta de respostas da Prefeitura de Teresina e a espera por respostas do relatório da CPI dos Transportes instaurada há três meses na Câmara, tem preocupado membros de outros poderes que querem comprar essa briga. Os deputados estaduais Gessivaldo Isaias (Republicanos) e a deputada Teresa Brito (PV) já anunciaram que o legislativo vai entrar na luta por um transporte público eficiente, que funcione regularmente em Teresina, dessa forma o problema ganha espaço também não só na Câmara, mas também na Alepi. Vale lembrar que o presidente da Alepi, deputado Themistocles Filho (MDB), aliado e principal idealizado da campanha vitoriosa do prefeito de Teresina, Doutor Pessoa (MDB).

Ante de qualquer jogo político, o interesse da população deve falar mais alto e se a pressão chegou até a Alepi é porque há uma certa inércia dos poderes municipais, que já deveriam ter solucionado o problema.

PREFEITO SÓ GANHA TEMPO

“Vamos fazer a audiência pública e chamar aqui representantes da Strans, da Prefeitura de Teresina, dos empresários e servidores do setor, além de usuários. O que queremos é uma solução. A CPI da Câmara parece que está servindo só para o prefeito ganhar tempo e não resolver o problema. Se tem dívida, que pague. Se não tem, que entre com os meios legais para sustar. Se tiver que municipalizar, fazer novos contratos, que o faça. Não pode é o povo continuar sofrendo”, assegurou.

Deputada Teresa Brito (PV).

A parlamentar disse que um trabalhador que ganha o salário mínimo gasta mais de 50% da sua renda com Uber e mototáxi, pois não tem ônibus em nenhum bairro para ele se dirigir ao trabalho. “Se não for perde o emprego. A situação é desesperadora e não pode ser empurrada como estão fazendo. A CPI não resolve nada, não chega a um consenso. Nunca tivemos uma situação tão ruim como agora”, afirmou.

O deputado Gessivaldo Isaías (Republicanos) afirmou que os deputados, também, foram votados na capital e devem contribuir para que seja encontrada uma solução visando impedir que milhares de pessoas continuem sofrendo com a falta de ônibus.

O parlamentar lembrou que a questão já está sendo debatida pela Câmara Municipal, o que não impede da Assembleia Legislativa, também, discutir a questão através de uma audiência pública que, segundo ele, contará com a participação de representantes da Prefeitura de Teresina e dos empresários do setor de transporte coletivo.

Comente