Coluna Lídia Brito Política Dinâmica
GREVE
SECRETÁRIO CONTESTA CRÍTICAS E FALA EM INVESTIMENTOS NO SISTEMA PRISIONAL

AGENTES PENITENCIÁRIOS ENTRARAM EM GREVE E DIZEM NÃO HAVER CANAL DE COMUNICAÇÃO ENTRE O GOVERNO E A CATEGORIA

11/09/2017 09:49 - Atualizado em 11/09/2017 17:19

Em reposta a matéria "Governo de Wellington enfrenta mais uma greve", a Secretaria de Justiça informa que o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça (Sejus), reforçou a segurança nas unidades prisionais, em razão do movimento paredista iniciado à meia noite desta segunda-feira (11) pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi). O objetivo é atuar preventivamente na manutenção da ordem no sistema prisional e, caso ocorra algum distúrbio, garantir ação de contenção imediata. Equipes especiais de policiais militares, agentes penitenciários e policiais rodoviários federais estão de prontidão.

O secretário de Justiça do Piauí, Daniel Oliveira, contesta a crítica do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi) de que não  há diálogo do governo com a categoria. Ele pontua que a administração de Wellington Dias sempre esteve de “portas abertas, dialogando com a categoria, buscando um entendimento comum e necessário às melhorias para os agentes em equilíbrio com a situação financeira do Estado”.

 De acordo com a Secretaria de Justiça, de 2015 a 2017, os agentes penitenciários tiveram reajustes salariais que, considerando as vantagens remuneratórias, chegam a mais de 60%, com aumentos que chegam a quase R$ 3.000. Segundo a Sejus, para se ter uma ideia, um agente penitenciário de 3ª classe (início de carreira), ganhava R$ 4.281,45, em janeiro de 2015, e passou a ganhar R$ 6.882,80, em julho de 2017, um aumento de R$ 2.601,35 (60,7%) nesse período.

Já um agente de classe especial – que, em janeiro de 2015, ganhava R$ 5.666,92 –, em julho de 2017 passou a receber R$ 8.919,95 – ou seja, 57,4% a mais, R$ 3.253,03, em números absolutos. O regime de trabalho de um agente é 24 horas de atividade seguidas de 72 horas de folga.

Os aumentos, de acordo com a Secretaria, foram possíveis graças a reajustes nos subsídios e nas vantagens pessoais por classe. O valor do extraordinário para classe especial, por exemplo, passou de R$ 523,84 para R$ 778,34 – aumento de 48,5%, em dois anos.

Os agentes penitenciários do Piauí passaram a receber, a partir de janeiro de 2016, o adicional de insalubridade no valor de R$ 400 – uma taxa que não existia, antes disso. Também o auxílio-refeição aumentou de R$ 97 para R$ 330 – um reajuste de 240%.

“O salário de um agente do Piauí é o segundo maior do país, ficando atrás apenas do Distrito Federal. Isso é resultado do constante diálogo com a categoria, de modo a garantir que as conquistas sejam alcançadas de acordo com as condições do Estado”, observa Oliveira.

O secretário de Justiça ressalta que, dentro do Plano de Modernização do Sistema Prisional, o Estado está ampliando o número de vagas, com a construção de novas unidades penais, e aumentando o número de agentes, com o concurso público para 400 vagas. Em 2015, foi inaugurada a Casa de Detenção de Altos, com 140 vagas. Em 2017, será inaugurada a Casa de Detenção de Campo Maior, com 160 vagas. Até 2018, está prevista a entrega da Cadeia Pública de Altos, que terá 600 vagas.

Mais dois presídios, um em Oeiras (196 vagas) e Bom Princípio (334 vagas), também serão construídos. Já o concurso para agentes penitenciários, que já foi concluído, permitirá o reforço do efetivo, tanto para os atuais presídios como para os novos. “São medidas que vão ajudar a diminuir a superlotação e reforçar a segurança no sistema prisional, com mais servidores e unidades mais modernas, que viabilizem o trabalho humanizado para uma ressocialização adequada”, finaliza Daniel Oliveira.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
ELEIÇÕES 2018
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
WELLINGTON ACEITA SUGESTÃO DE CIRO DE FAZER PESQUISA PARA DEFINIR VICE
VIAGEM
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
GOVERNO TEM PRESSA NA FORMAÇÃO DAS COMISSÕES
ELEIÇÕES 2018
“MAIORES PARTIDOS DEVEM FICAR COM AS VAGAS MAJORITÁRIAS”, DIZ MARCELO CASTRO
“MAIORES PARTIDOS DEVEM FICAR COM AS VAGAS MAJORITÁRIAS”, DIZ MARCELO CASTRO
DISPUTA
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ
“É CHOVER NO MOLHADO”, DIZ FIRMINO SOBRE DECLARAÇÕES DE JEOVÁ