Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
JOÃO MÁDISON: O DEFENSOR DA AMAZÔNIA

DEPUTADO ADOTA DISCURSO DE BOLSONARO, ATACA PAÍSES EUROPEUS E DIZ QUE É PRECISO MOSTRAR AO PAPA QUE O BRASIL ESTÁ FAZENDO SUA PARTE

22/10/2019 15:50 - Atualizado em 22/10/2019 16:08

João Mádison criticou países europeus (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual João Mádison (MDB) falou nesta terça-feira (22) sobre a ida do governador Wellington Dias (PT) para o Sínodo da Amazônia, assembleia realizada na Praça São Pedro, no Vaticano, para discutir temas voltados para a região amazônica. A assembleia é presidida pelo Papa Francisco e Wellington vai representar os governadores do Nordeste.

Ao falar do tema, Mádison incorporou o discurso do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e disse que países da Europa não têm moral para criticar o Brasil nessa questão ambiental. Segundo ele, o que existe de verdade são apenas interesses internacionais sobre a Amazônia.

"Todo ano existe fogo no Brasil. Criaram isso, principalmente a França, porque querem tomar o nosso território. E nós não podemos deixar isso. Acho que é importante que se discuta com o papa e mostre a ele que o Brasil está fazendo sua parte. Eles deveriam era ajudar o Brasil mandando recursos e não querendo fazer essa celeuma toda. O governador está indo lá representar todos os governadores do Nordeste. Eu acho isso interessante", falou.

O deputado afirmou que nos países da Europa "está tudo acabado" e agora querem dar lição de moral no Brasil. "A França e alguns países querem intervir na Amazônia. Sempre tiveram essa vontade. É engraçado que lá nos países da Europa não tem mais nenhuma mata, está tudo acabado. E agora eles querem dar lição de moral para nós. Não dá, né?", desabafou.

Mádison ainda atacou ONGs que, segundo ele, "só querem se dar bem". Pecuarista reconhecido, o deputado alegou que os países europeus não se conformam com o fato do Brasil vender carnes e derivados agrícolas para o mundo inteiro. Na visão dele, as críticas internacionais não passam de manobras para tentar desestabilizar a pecuária do Brasil.

"Há um trabalho para desestabilizar a nossa pecuária, há um trabalho para desestabilizar o nosso leite, a nossa venda de frango e a nossa venda de porco para o mundo. A Europa tenta de toda maneira querer interferir no Brasil", sustenta o parlamentar estadual.

WELLINGTON, DO PT, VAI LEVAR ESSE DISCURSO?

Questionado se o governador Wellington Dias vai levar esse discurso para o Vaticano, João Mádison amenizou e disse que essa é a opinião dele sobre o tema.

"Eu não estou dizendo que o governador vai levar [esse discurso]. Ele vai representar o Nordeste. Agora a minha posição é essa. É interessante que o governador vá para ouvir os reclames que estão tendo não só do papa, mas de outras autoridades. Nós devemos ter um representante do Brasil para mostrar o que nós estamos fazendo, porque o que passa lá é que o Brasil não está tomando providências. Não podemos admitir que haja intervenção europeia aqui na Amazônia. Quem deve dizer o que deve ser feito somos nós", finalizou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
“VENDIAM CHEQUE DO FPM PRA DANÁ”
“VENDIAM CHEQUE DO FPM PRA DANÁ”
"JOÃO É UM NOME PARA NOS REPRESENTAR EM 2020"
JVC PROMETE IR ÀS RUAS, PRAÇAS E MERCADOS
JVC PROMETE IR ÀS RUAS, PRAÇAS E MERCADOS
RICOS E PODEROSOS IMPUNES
RICOS E PODEROSOS IMPUNES