Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
JOÃO MÁDISON: O DEFENSOR DA AMAZÔNIA

DEPUTADO ADOTA DISCURSO DE BOLSONARO, ATACA PAÍSES EUROPEUS E DIZ QUE É PRECISO MOSTRAR AO PAPA QUE O BRASIL ESTÁ FAZENDO SUA PARTE

22/10/2019 15:50 - Atualizado em 22/10/2019 16:08

João Mádison criticou países europeus (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O deputado estadual João Mádison (MDB) falou nesta terça-feira (22) sobre a ida do governador Wellington Dias (PT) para o Sínodo da Amazônia, assembleia realizada na Praça São Pedro, no Vaticano, para discutir temas voltados para a região amazônica. A assembleia é presidida pelo Papa Francisco e Wellington vai representar os governadores do Nordeste.

Ao falar do tema, Mádison incorporou o discurso do presidente Jair Bolsonaro (PSL) e disse que países da Europa não têm moral para criticar o Brasil nessa questão ambiental. Segundo ele, o que existe de verdade são apenas interesses internacionais sobre a Amazônia.

"Todo ano existe fogo no Brasil. Criaram isso, principalmente a França, porque querem tomar o nosso território. E nós não podemos deixar isso. Acho que é importante que se discuta com o papa e mostre a ele que o Brasil está fazendo sua parte. Eles deveriam era ajudar o Brasil mandando recursos e não querendo fazer essa celeuma toda. O governador está indo lá representar todos os governadores do Nordeste. Eu acho isso interessante", falou.

O deputado afirmou que nos países da Europa "está tudo acabado" e agora querem dar lição de moral no Brasil. "A França e alguns países querem intervir na Amazônia. Sempre tiveram essa vontade. É engraçado que lá nos países da Europa não tem mais nenhuma mata, está tudo acabado. E agora eles querem dar lição de moral para nós. Não dá, né?", desabafou.

Mádison ainda atacou ONGs que, segundo ele, "só querem se dar bem". Pecuarista reconhecido, o deputado alegou que os países europeus não se conformam com o fato do Brasil vender carnes e derivados agrícolas para o mundo inteiro. Na visão dele, as críticas internacionais não passam de manobras para tentar desestabilizar a pecuária do Brasil.

"Há um trabalho para desestabilizar a nossa pecuária, há um trabalho para desestabilizar o nosso leite, a nossa venda de frango e a nossa venda de porco para o mundo. A Europa tenta de toda maneira querer interferir no Brasil", sustenta o parlamentar estadual.

WELLINGTON, DO PT, VAI LEVAR ESSE DISCURSO?

Questionado se o governador Wellington Dias vai levar esse discurso para o Vaticano, João Mádison amenizou e disse que essa é a opinião dele sobre o tema.

"Eu não estou dizendo que o governador vai levar [esse discurso]. Ele vai representar o Nordeste. Agora a minha posição é essa. É interessante que o governador vá para ouvir os reclames que estão tendo não só do papa, mas de outras autoridades. Nós devemos ter um representante do Brasil para mostrar o que nós estamos fazendo, porque o que passa lá é que o Brasil não está tomando providências. Não podemos admitir que haja intervenção europeia aqui na Amazônia. Quem deve dizer o que deve ser feito somos nós", finalizou.

Notícias relacionadas
MARGARETE CELEBRA ANIVERSÁRIO DO PARQUE SERRA DA CAPIVARA
MARGARETE CELEBRA ANIVERSÁRIO DO PARQUE SERRA DA CAPIVARA
PREFEITURA DE DOM INOCÊNCIO ANUNCIA LOCKDOWN
PREFEITURA DE DOM INOCÊNCIO ANUNCIA LOCKDOWN
PROFISSIONAIS DE SAÚDE AMEAÇAM ENTREGAR CARGOS EM FLORIANO
PROFISSIONAIS DE SAÚDE AMEAÇAM ENTREGAR CARGOS EM FLORIANO
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR
CONVENÇÕES VIRTUAIS: SEM FESTA NO INTERIOR