Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
IRMÃ DE MARGARETE ACUMULAVA FUNÇÕES HÁ MAIS DE DOIS ANOS

MESMO SENDO SECRETÁRIA MUNICIPAL NA CIDADE DE SÃO RAIMUNDO NONATO, NAILER RECEBIA COMO ASSESSORA COMISSIONADA NO GOVERNO DO ESTADO

11/05/2019 10:57 - Atualizado em 11/05/2019 12:30

Antes com Merlong, depois com Osmar: irmã da deputada federal Margarete Coelho recebia salário do Estado como se desse expediente no Karnak, embora more em São Raimundo Nonato (Foto: Facebook)

Chamou atenção esta semana a nomeação da professora Nailer Gonçalves de Castro, irmã da deputada federal Margarete Coelho (Progressistas), para o cargo comissionado de assessora especial do governador Wellington Dias (PT). Nailer é secretária de Administração na cidade de São Raimundo Nonato. Lá, a prefeita é outra irmã dela, Carmelita Castro (Progressistas).

Depois da repercussão, Nailer foi exonerada do cargo comissionado no Estado, já que a duplicidade das funções é ilegal. O que quase ninguém sabe é que Nailer Castro já acumulava as funções de secretária municipal em São Raimundo Nonato e de assessora comissionada na Secretaria de Governo do estado. O acúmulo ocorre desde janeiro de 2017 e a nomeação feita agora era apenas a renovação do vínculo.

Em entrevista coletiva Osmar Junior apontou que os comissionados são obrigados a declarar compatibilidade para o serviço, logo, Nailer Castro pode ter mentido em documento oficial (Foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

Nailer, que é professora efetiva do Estado, foi nomeada para o cargo comissionado em setembro de 2015. Com a chegada da irmã Carmelita à Prefeitura de São Raimundo em janeiro de 2017, ela também foi nomeada secretária de Educação do município, cargo em que permaneceu até maio de 2018, quando mudou de pasta e assumiu a Secretaria de Administração.

Nailer vai devolver o dinheiro que recebeu a mais? Veja de quanto é o montante no vídeo! (Foto: Facebook)

Durante todo esse tempo, ela permaneceu com a duplicidade de cargos, recebendo tanto como comissionada do Estado do Piauí, onde irmã Margarete foi vice-governadora até dezembro de 2018, quanto como secretária municipal na cidade governada pela irmã Carmelita.

Margarete foi vice do governador Wellington, é irmã de Carmelita (prefeita de SRN), cunhada do deputado Hélio Isaías e indicou Sádia, outra irmã, para ser secretária de Meio Ambiente do Piauí; na foto ainda falta mais uma irmã, Nailer (Foto: Facebook)

Procurada pelo Política Dinâmica, a assessoria de imprensa da Prefeitura de São Raimundo disse que nem a administração municipal e nem Nailer querem falar sobre o assunto.

Nesta sexta-feira (10), o secretário de Governo Osmar Júnior, que assumiu o cargo em março deste ano, disse que tão logo tomou conhecimento da duplicidade comunicou ao governador Wellington Dias, que ordenou a exoneração de Nailer. No entanto, ao ser questionado pelo PD, ele falou que não tinha conhecimento do fato de Nailer já vir acumulando as funções desde 2017. "Não tenho essa informação. Só posso falar do que eu conheço", respondeu.

O Política Dinâmica levantou todas as informações sobre o caso, inclusive os valores líquidos que Nailer recebeu do governo estadual no período. 

ASSISTA AO VÍDEO e saiba todos os detalhes!


Baixe aqui o Diário Oficial que contém 990 nomeações do governador Wellington Dias de uma só vez.

Se souber de algum caso parecido com o de Nailer Castro, entre em contato conosco.

ANONIMATO GARANTIDO.

Comentários (4)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
    Isauro Firmino da Silva Filho em 16 de maio de 2019 às 15:05

    Eu pergunto se um funcionário pode ser efetivado com 40 hs. no estado e 40 hs. no municipio, como isso é possível? pois aqui em Fartura do Piauí existe casos desse tipo.

    Marcio em 16 de maio de 2019 às 03:05

    Como as distâncias dos locais dos cargos, São Raimundo Nonato e Teresina, torna impossível o exercício satisfatório dos mesmos, fica claro que houve dano a Administração Pública o que enseja que o caso seja apurado à luz da Lei de Improbidade Administrativa. O que poderia resultar na devolução dos salários e vantagens recebidos de forma ilegal e até a demissão da servidora pública, professora, do cargo. Bem como a conivência de quem nomeou, permitiu a nomeação ilegal por 2 anos e não apurou a situação ilegal. Será que isso irá acontecer?

    Raniere em 12 de maio de 2019 às 12:05

    Aí de nós se não fosse a imprensa.

    Amara tavares em 11 de maio de 2019 às 16:05

    Que políticos vergonhosos!!

Notícias relacionadas
UM NOME FORA DA CURVA
UM NOME FORA DA CURVA
W.DIAS FALA SOBRE BRIGA DE ASSIS E BOCAS PRETAS
W.DIAS FALA SOBRE BRIGA DE ASSIS E BOCAS PRETAS
“LULA TEM O DIREITO DE AMAR E SE APAIXONAR”
“LULA TEM O DIREITO DE AMAR E SE APAIXONAR”
MP ABRE PROCEDIMENTO NO CASO NAILER CASTRO
MP ABRE PROCEDIMENTO NO CASO NAILER CASTRO