Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
GOVERNO DO PIAUÍ DIZ QUE ESTRANHA OPERAÇÃO E FALA EM ACIONAR JUSTIÇA

EM MANIFESTAÇÃO POR MEIO DE NOTA, GESTÃO DE WELLINGTON DIAS (PT) NEGA CONTRATO COM EMPRESAS DE DISPARO EM MASSA DE MENSAGENS

16/10/2020 12:21 - Atualizado em 16/10/2020 12:37

Gestão de Wellington Dias reage à ação da PF (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O Governo do Piauí divulgou, pouco depois do meio-dia desta sexta-feira (16), uma nota sobre a operação "Fake SMS", deflagrada pela Polícia Federal nesta manhã. A ação da PF investiga a contratação de serviços de disparo automático de mensagens via WhatsApp, supostamente para fins eleitorais, pelo Governo do Estado do Piauí.

Na nota, a gestão estadual afirma que não foi notificada sobre a operação e diz que não tem contrato com nenhuma empresa para envio de mensagens em massa. 

A gestão de Wellington Dias (PT) afirma ainda que estranha o fato da Polícia Federal citar o Governo do Piauí em uma operação em que o material apreendido ainda será periciado, apontando o Governo como possível culpado de algo que ainda vai ser apurado.

O Governo avisou que, uma vez provado que não há nenhuma responsabilidade por parte da gestão estadual, irá acionar a Justiça por abuso de autoridade da PF pela acusação.

LEIA A NOTA NA ÍNTEGRA

O Governo do Estado do Piauí informa que não foi notificado e de nenhuma forma acionado a respeito da operação “Fake SMS”. Esclarece que não tem contrato com nenhuma empresa para o envio de mensagens em massa e nem tem responsabilidade sobre contratos feitos por quaisquer candidatos para fins eleitorais. Estranha ainda que o Governo do Estado seja citado em uma operação em que o material apreendido ainda será periciado, apontando o Governo como possível culpado em uma investigação que ainda será iniciada.

Destaca que, caso haja responsabilidade de algum agente público por qualquer ato, todas as providências serão adotadas imediatamente a fim de punir os responsáveis. Uma vez comprovada que não há nenhuma responsabilidade por parte do Governo, também irá acionar judicialmente, por abuso de autoridade, os responsáveis pela acusação prévia e precipitada da operação.

Comente!

ANTERIOR

DEPUTADO JÚLIO CÉSAR VIRA “META ELEITORAL” EM CURRAL NOVO DO PIAUÍ

PRÓXIMA

JOÃO PEREIRA DEFENDE INCENTIVO NA CONTRATAÇÃO DE JOVENS PARA 1º EMPREGO