Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
GOVERNADOR CONVENCEU DOIS

APÓS ACORDO COSTURADO POR WELLINGTON, ZÉ SANTANA E FÁBIO NOVO DECIDEM VOLTAR PARA SECRETARIAS E ABREM MAIS UMA VEZ VAGA PARA SUPLENTES

31/10/2019 16:35 - Atualizado em 31/10/2019 17:10

Fábio Novo (PT) retorna para a Secult (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Os deputados estaduais Fábio Novo (PT) e Zé Santana (MDB) vão voltar para as secretarias estaduais que vinham ocupando até o início de setembro deste ano. Com isso, eles reabrem espaço para dois suplentes retornarem à Assembleia Legislativa do Piauí. Pela ordem, devem assumir Bessah Filho (Progressistas) e Warton Lacerda (PT).

A volta de Novo e Zé Santana foi resultado de um acordo costurado pelo governador Wellington Dias (PT) para amenizar o impasse na base governista. Segundo o deputado Santana, inicialmente a intenção era ficar na Assembleia até a votação do orçamento para 2020, em dezembro, mas Wellington Dias convidou para que eles voltassem antes.

"Com a apreciação dos empréstimos, que consideramos da maior importância, a gente acabou voltando para a Assembleia [em setembro]. Inicialmente, se tinha a intenção de ficar até a votação do orçamento, mas o governador nos convidou para que a gente pudesse estar retornando, já que o orçamento só deve ser votado no final de dezembro", falou.

Zé Santana negou dificuldades com suplentes (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Santana retorna para a Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Sasc) e Fábio Novo volta à Secretaria de Cultura (Secult), pastas que comandavam antes.

Por enquanto, Zé Santana e Fábio Novo são os únicos deputados que estavam em secretarias que decidiram voltar para as pastas. O impasse na base governista segue com relação aos outros quatro parlamentares que no começo de setembro resolveram deixar as secretarias e voltar à Assembleia Legislativa, forçando seis suplentes a saírem da casa.

ELE NEGA DIFICULDADES

Santana nega que tenha tido dificuldades na relação com os suplentes, nem antes e nem agora. "Meu retorno para a Assembleia se baseou exclusivamente nessa votação dos empréstimos e graças a Deus sempre tive bom relacionamento com todos, tanto titulares quanto suplentes. Da nossa parte, a convivência é harmoniosa com todos eles", falou.

Os outros secretários que retornaram para a Assembleia em setembro são Flávio Nogueira Júnior (PDT), Janaínna Marques (PTB), Wilson Brandão (Progressistas) e Pablo Santos (MDB). Nos bastidores, alguns deles afirmam que não irão mais voltar para as secretarias.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
UM CASO INUSITADO NA POLÍTICA DO PIAUÍ
UM CASO INUSITADO NA POLÍTICA DO PIAUÍ
PROJETO GARANTE LIVRE LOCOMOÇÃO DE DEVEDORES
PROJETO GARANTE LIVRE LOCOMOÇÃO DE DEVEDORES
LUCY DIZ QUE GOVERNO POLITIZA SECRETARIAS
LUCY DIZ QUE GOVERNO POLITIZA SECRETARIAS
CONVITE POLICIAL
CONVITE POLICIAL