Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
SEM NINGUÉM
EM DIA DE FILIAÇÃO NÃO SE DISCUTE SEGURANÇA

NINGUÉM DO GOVERNO APARECEU EM AUDIÊNCIA QUE DEBATERIA TEMAS DA SEGURANÇA PÚBLICA; SECRETÁRIO SE FILIAVA EM ESPAÇO AO LADO

22/03/2018 14:49 - Atualizado em 22/03/2018 15:36

Deputado Firmino Paulo propôs audiência (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

Uma audiência pública proposta pelo deputado estadual Firmino Paulo (PSDB) foi adiada nesta quinta-feira (22) por falta de representantes do governo do Estado. O encontro que deveria ter acontecido na sala da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia (CCJ) tinha o objetivo de discutir temas da segurança pública, entre eles o reajuste cobrado pelas categorias. No entanto, ninguém da Secretaria de Segurança Pública apareceu.

Exatamente ao lado da CCJ aconteceu, minutos depois, o prestigiado ato de filiação do secretário de Segurança Fábio Abreu ao PR. No evento político, diversas autoridades e políticos estavam presentes. O desprezo pela audiência pública causou indignação entre as categorias que foram para a reunião. O deputado estadual Firmino Paulo lamentou a postura do governo.

“Dentro do requerimento que nós fizemos para discutir a segurança pública, nós convidamos pastas do governo como a Secretaria de Administração, o secretário de segurança, o comandante da Polícia Militar e o delegado-geral. É lamentável porque se o próprio secretário está aqui ao lado para esse momento de filiação, ele poderia então mandar representantes. Dentro da Secretaria de Segurança tem pessoas capacitadas que possam representá-lo. Não custava nada ele mandar uma pessoa”, falou Firmino Paulo.

R. Silva lamentou postura do governo (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

O vereador de Teresina sargento R. Silva (Progressistas) disse que a audiência pública estava marcada com antecedência para discutir, entre outras questões, o aumento de salários para bombeiros e policiais militares. Para ele, a ausência de representantes do governo foi uma falta de respeito com as categorias da Segurança Pública. Segundo ele, os policiais militares estão há mais de 600 dias sem ter nenhum tipo de reajuste salarial.

“É um momento que nós temos a lamentar e até acreditamos que houve, da parte do governo, um esvaziamento dessa audiência com esses eventos políticos. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros estão há mais 600 dias sem receber reajuste salarial, com uma inflação acima de 20% nesse mesmo período, onde os militares estão sendo obrigados a fazerem atividades extras nas suas horas de folga para não deixarem as famílias passarem fome”, disse o vereador.

Major Diego classificou atitude como vergonhosa (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

Outro que demonstrou indignação com o adiamento da audiência foi o major Diego Melo. “É uma vergonha essa situação. A Assembleia Legislativa tem um monte de suplentes, em um governo com total descaso com a segurança pública e com um traidor da segurança pública, que foi eleito com esse palanque e que hoje vira as costas para o povo, para os policiais e bombeiros militares e toda a categoria para se filiar em um partido e fazer politicagem”, criticou se referindo ao evento de filiação do secretário Fábio Abreu que acontecia ao lado.

A audiência pública foi remarcada para a próxima terça-feira (27).

Categorias protestaram contra a situação (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica.com)

FÁBIO ABREU SE DEFENDE
Minutos depois, ao chegar no evento de filiação, o secretário Fábio Abreu disse que tudo o que se está falando em relação à segurança pública já está sendo discutido com os representantes da equipe econômica do governador Wellington Dias (PT). Segundo ele, uma proposta será anunciada aos militares na próxima semana. 

“Eu entendo que, dentro da conjuntura atual, vai ser uma proposta que a maioria dos nossos policiais civis, militares e bombeiros vai entender e vai aceitar. A proposta vai ser apresentada no máximo até a quarta-feira da próxima semana”, falou.

Secretário Fábio Abreu promete reajuste (Foto: Jailson Soares/PoliticaDinamica)

Abreu não quis dizer quanto será o reajuste que o governo vai apresentar, mas adiantou que existe a possibilidade de haver aumento salarial levando promoções para o contracheque das categorias e aumentando o ticket alimentação. Especificamente sobre a falta de representantes na audiência pública que aconteceria na CCJ, ele não comentou.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
INCOMODADO
W. DIAS PROMETE COMBATER LÍDERES DA OPOSIÇÃO
W. DIAS PROMETE COMBATER LÍDERES DA OPOSIÇÃO
EMPRÉSTIMO
WELLINGTON TENTA CONSERTAR FALA DE REJANE
WELLINGTON TENTA CONSERTAR FALA DE REJANE
TUCANOS
ELES SEGUEM AFASTADOS
ELES SEGUEM AFASTADOS
HOMENS DE FARDA
COMANDANTE DA PM ENALTECE PRÉ-CANDIDATURA DO CORONEL WAGNER TORRES
COMANDANTE DA PM ENALTECE PRÉ-CANDIDATURA DO CORONEL WAGNER TORRES