Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DESCASO NORMALIZADO

AO SE MANIFESTAR SOBRE INUNDAÇÃO EM MATERNIDADE, DIREÇÃO AFIRMA QUE PROBLEMA É COMUM EM QUALQUER TIPO DE EDIFICAÇÃO

03/11/2020 13:59 - Atualizado em 03/11/2020 14:14

Chamou atenção nesta terça-feira (3) uma nota da direção da Maternidade Dona Evangelina Rosa sobre o aguaceiro nas dependências da unidade, inclusive numa sala de parto. Com as fortes chuvas que caíram na capital, a água entrou pelo teto e pelas paredes.

Ao se posicionar sobre o ocorrido, a diretoria da maternidade disse, por meio da assessoria de imprensa, que o problema é "comum em qualquer tipo de edificação”.

Você não leu errado. A administração da maior maternidade pública do Piauí, gerida pelo Governo do Estado, considera que a água invadir as dependências pelo teto, molhar aparelhos, interditar setores da unidade e causar transtornos é algo comum.

"A diretoria da Maternidade dona Evangelina Rosa (MDER) informa que a unidade teve problemas pontuais nesta manhã de terça-feira em decorrência da forte chuva que caiu em Teresina. É importante ressaltar que a Maternidade tem uma equipe de manutenção a postos 24 horas para sanar problemas pontuais e já se encontra trabalhando nos reparos. Lembramos ainda que esse tipo de problema é comum em qualquer tipo de edificação.", diz a nota.

Que existe descaso por parte do Poder Público a gente já sabia, mas que ele estava naturalizado e normalizado é uma grande novidade. É o novo!

LEIA TAMBÉM:
Água invade sala de parto na Maternidade Evangelina Rosa

Comente!

ANTERIOR

CONFESSARAM NO PALANQUE E PERDERAM NAS URNAS

PRÓXIMA

MOSQUITO, PITCHULA, HULK: OS POUCOS ‘ENGRAÇADOS’ QUE SE ELEGERAM NO PIAUÍ