Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
DAS 21 MULHERES PREFEITAS NO PIAUÍ, 15 TENTAM REELEIÇÃO

NO MUNICÍPIO DE SÃO JOÃO DA CANABRAVA A ATUAL PREFEITA TINHA DIREITO À REELEIÇÃO, MAS PREFERIU NÃO BUSCAR UM NOVO MANDATO

09/11/2020 13:20 - Atualizado em 09/11/2020 13:47

Mulheres tentam a reeleição em 15 cidades do Piauí (Foto: Roberto Jayme/Ascom/TSE)

O Piauí tem atualmente 21 municípios administrados por mulheres, o que corresponde a 9,3% do total de prefeituras do Estado. Das 21 prefeitas, 15 tentam a reeleição em 2020.

Em 2016, foram 21 mulheres eleitas prefeitas no Piauí. O número de gestoras mulheres logo subiu para 22 porque em Santana do Piauí, na região de Picos, a vice-prefeita Maria José assumiu após o prefeito eleito morrer algumas horas antes de tomar posse, no dia 1º de janeiro.

Em Brasileira, na região Norte, a prefeita eleita em 2016 teve o mandato cassado dois anos depois, mas outra mulher venceu a eleição suplementar e manteve o número de prefeitas em 22. Porém, já em 2020, a prefeita de Pajeú do Piauí renunciou e o número baixou para 21.

Este ano, mulheres tentam a reeleição para as prefeituras dos municípios de Capitão Gervásio Oliveira, Colônia do Gurguéia, Colônia do Piauí, Brasileira, Dom Inocêncio, Fronteiras, Guadalupe, Jerumenha, São João do Arraial, São Lourenço do Piauí, Valença do Piauí, Várzea Grande, Tamboril do Piauí, São Raimundo Nonato e Santana do Piauí.

Das seis prefeitas que não disputam a reeleição em 2020, cinco estão no segundo do mandato seguido e não podem mais concorrer. Essa situação ocorre nos municípios de Esperantina, Altos, Angical, Cocal de Telha e Pio IX. Apenas em São João da Canabrava a atual prefeita Mércia Abreu poderia disputar a reeleição, mas não entrou na disputa.

Comente!

ANTERIOR

ELEITO, ISMAEL SILVA VOLTA ÀS RUAS PARA ARRANCAR CARTAZES

PRÓXIMA

“ATÉ TU, SEBIM?”