Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
BRIGA VALENCIANA

GRUPOS DE OPOSIÇÃO BRIGAM PELO PODER NA CIDADE DE VALENÇA E RACHA ENTRE EX-ALIADOS TEM AGITADO BASTIDORES POLÍTICOS NA REGIÃO

06/03/2020 11:23 - Atualizado em 06/03/2020 12:10

Venício do Ó e Marcelo Costa são ex-aliados (Fotos: Reprodução/Facebook)

A disputa pela prefeitura de Valença do Piauí, a 210 km de Teresina, promete ser uma das mais agitadas do interior do Estado em 2020. A eleição no município de 20 mil habitantes desperta interesses de grandes caciques da política piauiense. Até agora, a cidade conta com quatro pré-candidatos a prefeito e o clima começa a ficar acirrado.

A atual prefeita Ceiça Dias (Solidariedade) vai para a reeleição e é o principal nome a ser batido. No entanto, a tensão entre outros dois grupos tem causado surpresa em Valença.

Trata-se de Marcelo Costa, segundo colocado em 2016, e o grupo de Carmelina do Ó. Carmelina é mulher do prefeito de Pimenteiras, Venício do Ó (PTB), que tenta eleger a esposa em Valença. Ele é o comandante da empreitada pela prefeitura. É o chefe da campanha.

A candidatura de Carmelina ainda desperta dúvida, já que o fato de ser mulher de um prefeito, ainda que de outra cidade, pode implicar em inelegibilidade. Mesmo assim, o grupo de Venício na cidade de Valença vem trabalhando há algum tempo o nome de Carmelina.

Venício do Ó quer eleger a esposa Carmelina (Foto: Reprodução/Internet)

Na região, Venício tem externado o desejo de ser candidato a deputado federal em 2022 e por isso quer emplacar a mulher para tentar manter dois currais eleitorais: o de Valença e o de Pimenteiras. Com influência nos dois municípios, ele acha que pode ter alguma chance na cena política estadual, daí a intenção de colocar a mulher no poder.

EX-AMIGOS E BRIGA DE GATO E RATO

Venício do Ó e Marcelo Costa são ex-aliados que agora brigam pelo poder em Valença. Embora Venício diga que é amigo de Marcelo há 20 anos, na prática a amizade que os dois nutriam entre si parece ter acabado devido à briga pelo poder político em terras valencianas.

Interessante é que nenhum deles é natural de Valença. Aliás, não são naturais nem mesmo do Piauí. Venício saiu do Ceará e afirma que foi o responsável por trazer Marcelo para o Piauí e colocá-lo na política. Marcelo é natural de Quebrangulo, município do interior de Alagoas.

Recentemente, Marcelo disse em uma rádio que não é objeto para ter sido trazido por Venício e contestou a versão reverberada pelo ex-amigo. Ele também ataca o fato Venício querer lançar a esposa em Valença e diz que o antigo aliado está "bagunçando" o processo eleitoral.

Em 2016 eles estavam juntos. Depois do afastamento, se estranharam. Marcelo e o grupo de Venício tem trocado farpas em rádios e em redes sociais. Juntos, eles foram derrotados na campanha passada, mas cada um acredita que agora pode vencer sem o apoio do outro em 2020, tarefa que não costuma ser fácil diante de quem está no poder e busca reeleição.

Marcelo diz que Venício está "bagunçando" (Foto: Reprodução/Portal V1)

PERDEU POR MAIS DE MIL VOTOS

Rachado com seu antigo aliado Venício, Marcelo Costa vai tentar novamente a prefeitura de Valença e quer reunir a oposição em seu palanque. Em 2016, ele perdeu para a atual prefeita Ceiça Dias por uma diferença 1.200 votos. Marcelo se filiou ao Progressistas e confia na força do senador Ciro Nogueira para sua nova tentativa de chegar à prefeitura.

Marcelo conseguiu reunir algumas lideranças que não estavam com ele em 2016, já que grupos contrários à Ceiça Dias estavam divididos em dois palanques naquela eleição. No entanto, Venício tenta "botar catinga" nas alianças dizendo que essas mesmas lideranças fizeram Marcelo perder há quatro anos. A atitude de Venício tem irritado Marcelo.

Se confirmadas as candidaturas de Marcelo Costa e Carmelina do Ó na oposição, quem deve se beneficiar é a atual prefeita Ceiça Dias. A gestora tem sua campanha coordenada pelo filho Marcos Vinícius, vice-presidente estadual do Solidariedade. Ceiça conseguiu recentemente a adesão do grupo do ex-deputado federal Marllos Sampaio, do MDB. Na cidade, um ex-vereador ligado ao deputado estadual Franzé (PT) também fechou com Ceiça.

A eleição em Valença do Piauí é uma das prioridades da direção do Solidariedade no estado. O presidente regional do partido, deputado estadual Evaldo Gomes, tem participado de forma direta das tratativas sobre a sucessão municipal valenciana. Enquanto os grupos de Marcelo Costa e Venício do Ó se atacam, a prefeita vai tentando pavimentar a reeleição.

Comentários (0)

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.


Nome:
mensagem:
Notícias relacionadas
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
VEREADORES DIZEM QUE VÃO SEGUIR O PARTIDO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
EVALDO DIZ QUE NÃO TINHA COMO CRESCER NA BASE DE FIRMINO
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
FLÁVIO NOGUEIRA DESTACA PROJETOS PARA FORTALECER COMBATE À COVID-19
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA
OPOSIÇÃO VAI PEDIR ADIAMENTO DA IMPLEMENTAÇÃO DA REFORMA DA PREVIDÊNCIA