UM ESPETÁCULO! PORÉM, INTERDITADO...

DEPUTADO FÁBIO NOVO APONTA QUE SUA GESTÃO REFORMOU, MODERNIZOU E TORNOU SEGURO TODO O COMPLEXO DO TEATRO 4 DE SETEMBRO; MAS A JUSTIÇA INTERDITOU O LOCAL

Marcos Melo Marcos Melo
27/11/2020 10:34 - Atualizado em 27/11/2020 11:27

Ontem, quinta-feira (26), o Política Dinâmica divulgou informações de um processo de improbidade administrativa que tramita na primeira instância da Justiça Estadual. Trata-se de um pedido do Ministério Público do Estado do Piauí contra a Secretaria de Estado da Cultura, por conta de supostas irregularidades no plano de segurança do local.O deputado Fábio Novo alega que todas as normas de segurança do T4S já foram atendidas (foto: Jailson Soares | PoliticaDinamica.com)

Ainda que se reconheça o choque positivo da administração de Fábio Novo (PT) no setor – o volume e a qualidade das construções, reformas, editais e abertura de novos espaços de cultura é inquestionável! –, o caso específico deste processo foi argumento para o Política Dinâmica questionar sua gestão. Uma injustiça diante de todas as realizações?

O deputado acredita que sim. Primeiro porque o processo teve origem, segundo ele, no ano de 2012 e sua gestão teve início apenas em 2015. Fábio Novo também enviou ao Política Dinâmica fotos e relatórios comprovando todos os investimentos realizados no complexo T4S. As melhorias vão desde restauração de equipamentos, acessos e sinalização, até instalação completa de sistema de combate a incêndio e vigilância eletrônica. Nada disso existia quando o processo começou.

Veja a galeria!

Porém, fato prático é que no último dia 17 de novembro de 2020, o juiz Aderson Antônio Brito Nogueira, da 1ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública de Teresina, determinou a interdição do Teatro 4 de Setembro

Decisão Interdição Teatro 4 de Setembro - 17 de novembro de 2020 - 0825014-45.2020.8.18.0140_13163981.pdf

Segundo ele “não se pode tolerar que há mais de dez anos esteja o Teatro 4 de Setembro sem um atestado de regularidade e, pior que isso, não se deve admitir que, durante todo este tempo, esteve em funcionamento sem condições mínimas garantir a segurança de seus frequentadores”.

O deputado convidou o Política Dinâmica para conhecer “in loco” todos os avanços. É o que vai acontecer, tão logo o espaço seja liberado pela Justiça.

Do ponto de vista legal faltam autorização, alvará perícia e laudo do Corpo de Bombeiros que atestem a segurança e a viabilidade de funcionamento daquele equipamento de cultura.

Essa documentação toda requerida pela Justiça depende de gestão, principalmente, junto aos órgãos do Governo do Estado, do qual a secretaria faz parte e administrado pelo partido ao qual o deputado Fábio Novo é filiado.

A assessoria do deputado ainda nos enviou a nota a seguir:

Em relação à matéria publicada nessa quinta-feira (26), com o título "Será tudo teatro?", no portal Política Dinâmica, segue esclarecimento:

O processo citado no post é de 2012. O deputado estadual Fábio Novo assumiu como secretário estadual de Cultura em 2015. Uma das primeiras ações da sua gestão foi justamente a reforma e modernização do complexo Theatro 4 de Setembro e Club dos Diários, incluindo a adequação do sistema de segurança, prevenção e combate a incêndios no local.

Hoje, o Theatro 4 de Setembro possui hidrantes, sistema de alarme e de monitoramento eletrônico, extintores, detector de fumaça, saída de emergência e todos os itens exigidos para garantir a segurança de quem frequenta o espaço. A reforma realizada na maior casa de espetáculos do Piauí também incluiu as instalações elétricas e hidráulicas do local, que ganhou banheiros acessíveis.

O deputado Fábio Novo esclarece ainda que, durante sua gestão como secretário, todas as solicitações do Ministério Público foram respondidas através de documentos, fotos e vídeos, anexados aos processos. A direção da casa também está a disposição para mais esclarecimentos.

Atenciosamente,

Assessoria de Comunicação do deputado estadual Fábio Novo.

Comente!

ANTERIOR

ACABOU A GRATIFICAÇÃO

PRÓXIMA

A GRANDE FARSA