NOTÍCIAS

TRANSPORTE PÚBLICO SEM FUNCIONAR

DUDU DIZ QUE TRANSPORTE PÚBLICO EM TERESINA CONTINUA SEM PRESTAR PORQUE DOUTOR PESSOA NÃO ROMPEU LICITAÇÃO COMO INDICOU CPI REALIZADA NA CÂMARA

22/06/2022 12:27

A Câmara de Vereadores de Teresina realiza uma audiência pública nesta quarta-feira (22/06) para discutir o problema do transporte público na capital. O autor do requerimento vereador Dudu (PT) justifica a discussão dizendo que o transporte “continua sem prestar e sem funcionar na capital”.

Dudu disse que Prefeitura precisa resolver o problema do transporte público na capital (foto: Jailson Soares / PD)

Para o vereador, a única opção para gestão de Doutor Pessoa (Republicanos) resolver o problema seria romper a atual licitação que rege o sistema. “A Câmara já aprovou três leis que vieram do executivo para tentar melhorar o sistema, mas ainda continua ruim. Queremos ouvir da Procuradoria Geral do Município, Strans, Eturb e do Setut, qual é o problema”, explica o vereador.

Há 18 meses na gestão, o prefeito Doutor Pessoa ainda não conseguiu resolver o problema do transporte público da capital e para o vereador esse imbróglio só será resolvido com uma nova licitação do sistema.

Se tivesse seguido a minha opinião e o indicado pelo CPI [do transporte público] que tramitou aqui nesta casa, acredito que já teriam resolvido. A minha opinião, hoje, continua a mesma. Tem que romper a licitação, fazer um contrato de emergência e realizar uma nova licitação. É a única solução que vejo. Porém, essa é a minha opinião e há todo um tramite legal que precisa ser respeitado”, argumentou Dudu. (Veja matéria: DUDU IMPÕE SEU RELATÓRIO NA CPI)

Após 4 meses de CPI, Câmara apresentou resultado que não foi 'aproveitado' pela Prefeitura de Teresina (foto: Jailson Soares / PD)

O vereador ainda questionou a decisão da Justiça que concedeu ao SETUT do direito de permanece com o controle da bilhetagem eletrônica. “Aqui nesta casa aprovamos, a pedido da Prefeitura, que a bilhetagem eletrônica fosse descentralizada e fica-se sob controle da Eturb [pasta comanda pelo filho do prefeito Doutor Pessoa]. Mas, a Justiça foi lá e decidiu o contrário. Acho um equívoco do judiciário, mas precisamos respeitar o processo legal”, afirmou.

Na audiência dessa quarta-feira (22), também, foram ouvidos usuários do transporte público da zona Leste da cidade que enfrentam dificuldades para usufruir do sistema.

Comente