NOTÍCIAS

REPUBLICANOS PERDE MAIS UM CANDIDATO

CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL DEIXA O PARTIDO, RECLAMA DE DESORDEM E FAVORECIMENTO DENTRO DA SIGLA NA GESTÃO DO FILHO DO PREFEITO DOUTOR PESSOA

20/09/2022 15:00

O Republicanos, partido político liderado pelo prefeito de Teresina, Doutor Pessoa, vai desidratando na reta final das eleições de 2022. O médico Doutor Lázaro, ex-vereador de Teresina, desistiu de concorrer ao cargo de deputado estadual. Agora ex-candidato, ele divulgou em suas redes sociais um vídeo em que crítica o prefeito e o filho do prefeito, João "Pessoinha" Duarte, que preside o partido no Piauí. 

Doutor Lázaro deixa o partido com fortes críticas à gestão de Pessoinha (fotos: Jailson Soares | PD)

Na divisão do milionário fundo partidário do Republicanos, a maior fatia -- ou melhor, quase o bolo inteiro -- ficou para campanha a reeleição da candidata a deputada Federal Marina Santos, que já recebeu R$ 2,5 milhões em fundo para campanha. 

Já na campanha para deputado estadual, o maior recurso do fundo foi destinado, até agora, à campanha de deputado estadual do presidente da Câmara de Teresina, Jeová Alencar, que recebeu R$ 400 mil reais. O Pastor Gessivaldo Isaías recebeu R 100 mil reais.

A divisão desigual do fundo teria sido o motivo da desistência do candidato Doutor Lázaro e, segundo consta no DivulgaCandContas do TSE, o candidato recebeu apenas R$ 3.225,50 (três mil, duzentos e vinte e cinco reais e cinquenta centavos) do Fundo Partidário para realizar a sua campanha.

OPOSIÇÃO AO DOUTOR PESSOA

“Amigos e amigas piauienses é com muita tristeza e dor no coração que informo o meu até logo a candidatura de deputado estadual no ano de 2022. Me filei ao partido Republicanos na esperança de encontrar nele um apoio estrutural, independência e acima de tudo respeito aos seus candidatos e seus ideais, mas não foi isso que encontrei. Pelo contrário, presenciei uma serie de favorecimentos com uma minoria e um total desprezo com a grande maioria dos seus candidatos, associada a uma coerção quase continua ao apoio a pessoas que não representam o nosso Piauí”, disse Doutor Lázaro.

O ex-candidato disse ainda que o partido está desorganizado pelo grupo que administra a Prefeitura de Teresina. “Sob a atual gestão do filho do Prefeito, o Pessoinha, é um partido insustentável e sem ordem alguma, pelo menos aqui no estado do Piauí.  O que demonstra mais uma vez o total despreparo de uma equipe que parece que vai entrar pra história na pior da gestão da Prefeitura”, afirmou Lázaro.

Doutor Lázaro disse ainda que apesar de pertencer ao partido Republicanos que tem como principal líder o prefeito Doutor Pessoa, não teve suas reinvindicações para o setor da Saúde atendidas. “Minhas demandas e súplicas não foram cumpridas, ecoaram no vácuo”, reclamou usando uma expressão errada, uma vez que o som não ecoa nem se propaga no vácuo. 

Doutor Lázaro disse que vai focar na campanha da esposa para deputada Federal e passa a apoiar candidato do PT para deputado estadual (foto: reprodução)

O ex-candidato declarou ainda que agora vai focar na campanha política da sua esposa Elisvania Rodrigues (União Brasil) a deputada federal. 

QUATRO DESISTÊNCIAS NO REPUBLICANOS

Essa é a quarta desistência no partido desde que a sigla passou a ser liderada pelo grupo de Doutor Pessoa. O próprio Pessoinha -- cotado para ser candidato a deputado federal -- desistiu logo na pré-campanha. Em seguida, foi a vez do coronel Wagner Torres, que também disputaria uma vaga pra Câmara Federal. Torres não só desistiu como “abandonou” de vez o partido ao declarar apoio ao candidato Jadyel da Jupi (PV).

Coronel Wagner Torres abandonou pré-campanha pelo Republicanos e aderiu a Jadyel Alencar (foto: redes sociais)

A última desistência ficou na conta do prefeito, que não teve coragem de manter a candidatura da primeira-dama do Município, Samara Conceição, contra a vontade de outros candidatos que já estavam na chapa federal. 

Comente