NOTÍCIAS

PTB NA PREFEITURA E FORA DO GOVERNO

VEREADOR DIZ QUE PTB SEGUE APOIANDO GESTÃO DO DOUTOR PESSOA E ACREDITA QUE PARTIDO SAIRÁ DA BASE DE WELLINGTON DIAS

23/07/2021 09:54

O presidente municipal do PTB e vereador, Bruno Vilarinho, destacou em entrevista que o partido deve seguir com o apoio e participando da gestão do prefeito Doutor Pessoa (MDB) em Teresina. Já sobre qual grupo político o partido deverá apoiar nas eleições de 2022 o parlamentar é mais categórico e diz que isso será definido pela presidência estadual do PTB.

“Atualmente temos dois deputados estaduais, o deputado Nerinho e a Janaínna Marques, os dois fazem parte do governo Welington Dias (PT), mas acredito que eles devam sair do partido para continuar apoiando a base do governo”, destaca Bruno.

Vereador de Teresina Bruno Vilarinho (PTB)

Em setembro de 2020, após reunião deliberativa da Comissão Executiva do PTB nacional, foi aprovado a resolução PTB/CEN Nº 89/2020 que em seu artigo primeiro veda que o partido realize coligações com o PT, PSOL, PDT, PCdoB, Rede, PSB, PSTU e PCO. Como a decisão nacional vale para todo país, nas eleições de 2020 o PTB não deve apoiar o candidato do PT ao governo do Piauí ou de qualquer um dos partidos citados.

Sobre o impasse, o vereador diz que o PTB no Piauí deve seguir e a discussão cabe a presidência do partido. “A política mudou, o PTB municipal não pode e não vai intervir numa decisão da cúpula nacional, mas a decisão para onde o partido seguirá é com o presidente estadual do partido, que atualmente, está ocupado pelo ex-prefeito Vinicius do O”, ressalta.

O vereador destacou ainda que ficou feliz com a permanência de João Vicente Claudino no partido. “É sem dúvida um grande nome e fortalece o partido para o próximo ano. O ex-senador tem um trabalho respeitado no Piauí, além de ser um grande formador de opinião”, afirma.

O parlamentar disse ainda que não pretende deixar o cargo de vereador de Teresina para concorrer à deputado Federal ou Estadual. “É chance zero. Quero continuar meu mandato aqui na Câmara, para o qual fui eleito”, finaliza.

Comente