NOTÍCIAS

OSTENTAÇÃO E AGLOMERAÇÃO DO BEM

ADVOGADOS APONTAM QUE OAB-PI FOI UTILIZADA PARA FORTALECER VÍNCULOS PESSOAIS DE DIRETORES COM MINISTRO NUNES MARQUES EM FESTA PRIVADA

07/12/2020 18:45

O piauiense Kássio Nunes Marques recebeu no último sábado (5) a medalha Coelho Rodrigues, honraria entregue a profissionais que prestaram ou prestam relevantes serviços à advocacia. Uma justa homenagem para o novo ministro do Supremo Tribunal Federal. Até aí, tudo bem.

O que veio depois da homenagem é que incomodou bastante advogados de todo o Piauí, desde os mais novos até os mais experientes. Na visão de dezenas de advogados que entraram em contato com o Política Dinâmica e enviaram prints de grupos de advocacia especializada, a festa que o conselheiro federal suplente Raimundo de Araújo Silva Júnior ofereceu para comemorar a honraria recebida pelo ministro Nunes Marques foi de um excesso injustificável.

Lista vip: nenhum advogado que "passa aparreio" estava na festa em homenagem a Kássio Nunes Marques (foto: Instagram)

Vamos preservar os nomes de todos, para evitar retaliações de qualquer natureza às nossas fontes.

LISTA VIP

A festa aconteceu na Casablanca eventos, Zona Leste de Teresina. Evento privado bancado com dinheiro privado do renomado Raimundo Júnior. Em um grupo classista de advogados, um dos integrantes mandou um áudio dizendo o seguinte sobre um comentário anterior que defendia a homenagem, a festa e seu organizador: “Não tenho problema com isso, caro colega. Mas a festa de arromba e a lista vip de convidados ligados à diretoria da Ordem falam por si. Fizeram parecer que a justa homenagem foi uma desculpa para confraternizar com o ministro. Qualquer um tem todo o direito de fazer uma festa pros amigos e chamar quem quiser. Agora veja como está aí no convite! Só um analfabeto para não perceber que a instituição OAB foi utilizada como estratagema e apelo para outro objetivo.

Convite para a festa privada ressalta o cargo de conselheiro federal do anfitrião e homenagem da OAB-PI ao ministro Nunes Marques (foto: reprodução)

Um segundo advogado aponta: “Toda vida a gente elege alguém que diz ser mudança e no final a mesma coisa, usam a OAB para fortalecer seus vínculos pessoais e seus próprios escritórios”. O comentário veio depois de uma advogada perguntar “Onde foi que erramos, Senhor?”.

QUEM PODE, PODE.

Do ponto de vista sanitário, a festa também não foi bem recebida por quem não estava na Lista Vip do conselheiro Raimundo Júnior. “Aglomerar para fazer essa festa pode. Mas até o debate para prefeito de Teresina que a OAB faz historicamente foi desmarcado por conta da pandemia”. Em seguida um conhecido advogado definiu numa hastag irônica #AglomeraçãoDoBem.

Poucas pessoas na festa usando máscaras e todas aglomerando; enquanto isso, alguns serviços na própria OAB-PI estão suspensos de maneira presencial (foto: reprodução Instagram)

“Em tese, nosso presidente deveria ter o discernimento e o bom senso de evitar esse constrangimento. Tinha que apontar que não é razoável usar instrumentos da OAB para fortalecer uma panelinha em torno de si”, ponderou um jovem advogado sobre a postura do presidente Celso Barros Neto.

Em resposta, um terceiro envia o link de uma matéria do Política Dinâmica que fala sobre Celso Barros ter indicado a própria filha para ocupar mandato de 4 anos no Tribunal de Justiça Desportiva do Piauí. “Sim, é uma pessoa sem vaidade e de muito bom senso”, completou com tom sarcástico.

VALORES DE REFERÊNCIA

Outro advogado, em outro grupo, disse o seguinte: “Isso sim é um tapa na cara de quem está passando por dificuldades, principalmente quem está iniciando na advocacia, e tem mal para como se sustentar (sic). Espero que a jovem advocacia abra o olho. Muitos não receberam nem os mil reais”.

Sem pena de gastar: vários vídeos e fotos em redes sociais motram que a festa promovida pelo conselheiro federal da OAB não teve limite para ostentação (imagem: Instagram e Extra.com)

Esses “mil reais” a que se refere o advogado é o valor do Auxílio Pecuniário Especial, criado pela em março de 2020 para ajudar advogados com carência econômica decorrente da pandemia de covid-19. Então a denúncia de atraso de 8 meses no pagamento desse valor já é um alerta.

Posteriormente também foi criado o Auxílio Alimento Especial, um cartão alimentação de R$ 200,00. Só para se ter uma ideia da indignação desses advogados, o whisky Johnnie Walker Gold Label servido sem pena na festa custa em promoção no site do supermercado EXTRA a quantia de R$ 319,90.

O Política Dinâmica recebeu dezenas de prints sobre a indignação de advogados com o que acreditam ter sido um uso da OAB-PI para promoção pessoal de seus diretores (imagem: Whatsapp)

Uma advogada comenta: “Estou sentindo um certo deboche com a nossa cara [usa um emoji]. A advocacia clamando socorro e nossos representantes ostentando”.

Em outro diálogo entre advogados, o que se percebe é a desilusão com o grupo que dirige a instituição. Um diz “Hoje vejo uma OAB indefensável. OAB de poucos.”, e outro responde “OAB acabada”.

O QUE DIZEM OS CITADOS?

Não conseguimos contato com a OAB, nem com o advogado Raimundo Junior e nem com o presidente Celso Barros Neto até a publicação desta reportagem.
O espaço está aberto para a livre manifestação de qualquer das partes. 

Comente