NOTÍCIAS

GOVERNO OMISSO COM A SEGURANÇA

VIOLÊNCIA ASSUSTA POPULAÇÃO E PREJUDICA ATÉ MESMO SERVIÇOS DE COLETA DE LIXO EM PARNAÍBA

12/11/2021 13:34

A violência e a sensação de medo fazem parte do cotidiano da população do Piauí e tem se intensificado na cidade de Parnaíba, litoral do Estado. Por lá, a falta de segurança tem impossibilitado até mesmo a prestação de serviços essenciais aos moradores como a coleta domiciliar de lixo. Recentemente, funcionários da limpeza pública da cidade como garis, fiscais e motoristas de caminhões compactadores, foram rendidos, ameaçados, roubados e até agredidos por assaltantes durante a realização da coleta de lixo na cidade.

Por conta da insegurança, os funcionários do serviço de limpeza urbana decidiram paralisar os serviços enquanto não fosse garantida a segurança de todos. Por conta do problema, a Prefeitura de Parnaíba clamou ao Governo do Estado a efetivação de uma política pública de Segurança Pública capaz de conter a onda de criminalidade que assola a cidade de Parnaíba. A Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Regularização Fundiária da Prefeitura, Gracinha Moraes Souza, em entrevista para imprensa local, cobrou ações do Governo do Estado, que é a responsável pela Segurança Pública em todo Piauí.

Secretária de Parnaíba, Gracinha Moraes Souza. (foto: Tribuna do Piauí)

Chegamos a uma situação lamentável, chegamos ao extremo, a violência chegou literalmente ao lixo. Aqui tínhamos roubos nos bairros e no Centro durante o dia, mas a violência já cresceu tanto que agora chegou a impedir a realização de serviços essenciais na cidade, como a coleta de lixo. Isso é um absurdo!”, reclama a secretária Gracinha Moraes Souza, que é filha do prefeito Mão Santa.

Ainda de acordo com a secretária, a Prefeitura chegou a pedir há alguns meses ajuda das forças armadas do Governo Federal, porém o governo do Estado sinalizou que iria realizar políticas públicas para conter a escalada da violência na cidade. “É um absurdo que o Governo do Estado tenha se tornado omisso com a segunda maior cidade do Piauí. Não falo só do governador, mas também dos deputados. O deputado Flávio Nogueira veio aqui na cidade e se quer discursou na tribuna da Alepi para cobrar segurança, pelo contrário, veio aqui se reunir com vereadores para tratar da política no próximo ano. Temos também o Florentino e o deputado doutor Hélio que poderiam interceder junto ao governo para resolver esse problema da violência em Parnaíba ou pelo menos pedir uma viatura para a Polícia”, reclamou Gracinha.  

Para a secretária, a insegurança tem, não só deixado apavorada toda população, como também prejudica a economia da cidade. “Somos uma cidade com polo educacional, temos inúmeros faculdades e universidades. As pessoas veem de fora para cá para estudar e também temos turistas, que agora estão com medo de vir à cidade por conta da violência. O que o governo tem feito são ações políticas, manda para cá um pequeno contingente de policiais para passar três dias e depois vão embora. Isso não resolve nada, precisamos é de uma política publica eficaz para conter essa violência desenfreada”, reivindica a secretária.

Segundo secretária Segurança tem ações momentâneas no Litoral. Na foto operação da PM durante fim de ano no Litoral. (Foto: PM)

GARIS COM MEDO DE TRABALHAR

A empresa responsável pelo recolhimento de resíduos sólidos urbanos na cidade também tem cobrado mais Segurança para seus trabalhadores. Recentemente, dois casos de violência contra os funcionários deixaram todos trabalhadores com medo de sair as ruas para trabalhar.

No caso mais recente, bandidos interceptaram os trabalhadores num caminhão de lixo, bateram nos garis e roubaram a todos. A violência também chegou ao aterro sanitário onde no último dia 06/11 um trio rendeu os trabalhadores, roubou a todos e ainda agrediu um dos funcionários durante a ação criminosa.

Por conta dessa onda de violência contra a categoria, os trabalhadores da limpeza pública estão com medo de sair as ruas de Parnaíba. Os diretores da empresa revelaram que é inviável que tenha um segurança em cada veículo de coleta e, também, pedem ajuda ao Governo do Estado para que resolva o problema da violência na cidade. A empresa ressalta que não parou seus serviços nem mesmo durante o auge da Pandemia, porém está sendo obrigada a parar os serviços agora por conta da violência na cidade.

HOMICÍDIOS

Diariamente, o município de Parnaíba e toda região (Ilha Grande/Luís Correis/Cajueiro da Praia) tem sofrido com a insegurança. Essas cidades estão sendo dominadas por facções criminosas e a disputa pelo comando do tráfico na região tem provocado inúmeros homicídios entre faccionados. Junto a essa situação também tem sido mais constante o registro de roubos e furtos contra população que está com medo de ir as ruas.

Jovem morta a tiros no bairro Dunas em Parnaíba. (foto: redes sociais)

Na noite dessa quinta-feira (11) uma mulher identificada como Maria Luiza amamentava a filha na porta de casa no bairro Dunas, em Parnaíba, quando foi abordada e executada a tiros por um suspeito que fugiu após o crime. Na ação, a criança também ficou ferida na mão e foi socorrida ao hospital.

O QUE DIZ O GOVERNO

A Secretaria Estadual de Segurança Pública esclarece que ações integradas com a Policia Federal e a Policia Rodoviária federal continuam em andamento na cidade de Parnaíba com o objetivo de prevenir e combater a criminalidade no litoral piauiense.

Comente