Coluna Gustavo Almeida Política Dinâmica
EX-PREFEITO É SOLTO APÓS FICAR 57 DIAS PRESO

INOCÊNCIO LEAL PARENTE, EX-PREFEITO DE DOM INOCÊNCIO, ERA O ÚNICO ALVO DA OPERAÇÃO PASTOR QUE AINDA PERMANECIA PRESO

17/08/2017 12:59 - Atualizado em 19/08/2017 12:58

Ex-gestor foi solto após quase dois meses (Foto: Gustavo Almeida/PoliticaDinamica.com)

O juiz federal Pablo Enrique Baldivieso mandou soltar o ex-prefeito de Dom Inocêncio, Inocêncio Leal Parente. Ele estava preso desde 21 de junho, quando foi alvo da Operação Pastor, deflagrada pela Polícia Federal para combater desvios de recursos públicos em Dom Inocêncio e em São Raimundo Nonato. Inocêncio era o último dos investigados na operação que ainda permanecia custodiado.

A soltura do ex-prefeito foi determinada na manhã desta quinta-feira (17) após o juiz Pablo Baldivieso acatar pedido de liminar em Habeas Corpus impetrado pela defesa de Inocêncio. O ex-gestor ganha o direito de responder aos processos em liberdade até que haja a sentença pelos crimes do qual é acusado, mas para isso terá que atender a medidas cautelares estipuladas pela Justiça.

Conforme a determinação, Inocêncio Leal terá que se fazer presente em todos os atos processuais, comparecer mensalmente para justificar atividades e ainda fica proibido de manter contato com os demais denunciados. O ex-prefeito de Dom Inocêncio estava preso preventivamente na Casa de Custódia, na Zona Sul de Teresina.

Além de Inocêncio, também haviam sido presos na operação mais sete pessoas: o empresário Décio Macêdo, solto na semana passada; o ex-vereador de Dom Inocêncio Erisvá Pereira da Silva; o ex-tesoureiro João Rodrigues Damasceno Neto; o empresário José Inocêncio Reis, conhecido como Teté; a contadora Ortina Carvalho; o ex-vereador de Porto Edgar Vaz e o empresário Solon Oliveira Ruben.

ANTERIOR

LOGO NA CHEGADA, BOLSONARO VAI VER ‘ELEFANTE BRANCO’ NO PIAUÍ

PRÓXIMA

CORPO DE ASSIS TEM VELÓRIO ABERTO E SERÁ SEPULTADO EM OEIRAS